Aconteceu no SINESP

A negociação foi iniciada a partir da pressão do Fórum das Entidades junto à Secretaria Executiva de Gestão 

Reposição dos dias parados e não desconto do período foram alguns dos pontos abordados 

O Fórum das Entidades representativas do funcionalismo municipal desde o dia 12 de novembro de 2021 busca a negociação dos dias parados e o não desconto do período da Greve do Sampaprev2.

Diante da demora no atendimento pela Prefeitura do Município de São Paulo, o SINESP e outras entidades do Fórum se fizeram presentes diante do Gabinete do Prefeito no dia 25 de novembro de 2021 e lograram a abertura do diálogo  de negociação junto ao Secretário Executivo de Gestão Fabrício Cobra.  

Um dos pontos discutidos foi o corte do ponto encaminhado por algumas Secretarias, e pelas Diretorias Regionais de Educação. O Secretário Fabrício afirmou que não partiu da Casa Civil ou do Prefeito  a ordem de corte. Em longo debate foi cobrado o compromisso para que sejam cessadas estas ações de desconto e que os procedimentos sejam centralizados, para que nenhuma Secretaria tome posição antes da negociação final.

Em seguida, o SINESP e o Fórum das Entidades reforçaram a urgência para se instituir planos de reposição dos dias de trabalho de todos servidores que participaram da Greve contra o Sampaprev2.

IMG 4041

Dirigentes Sindicais de entidades do Fórum reunidos antes de reunião com Secretaria Executiva de Gestão

Pontos discutidos

- Declaração a ser feita pela Prefeitura que não se tem ordem de desconto, 

- Plano de negociação dos dias parados com recomposição da jornada envolvida na Greve. 

 O SINESP e o Fórum continuam na cobrança pela continuidade do processo negocial da Greve do Sampaprev2

Fundo de Greve dos Gestores Educacionais

De forma arbitrária a Secretaria Municipal de Educação iniciou a pressão pelo desconto do período da Greve. O SINESP encaminhou ofícios ao Secretário Municipal de Educação, Fernando Padula, e aos Dirigentes das 13 DREs requerendo imediata suspensão das orientações da Secretaria para apontamento de falta justificada aos servidores que participaram da greve contra o PLO 07. 

Adicionalmente o SINESP esteve no ato dia 25 de novembro do Fórum das Entidades e abriu conta para depósitos do Fundo de Greve Solidário.

Os valores arrecadados pelo Fundo de Greve Solidário serão direcionados aos filiados que vierem a ter eventual desconto decorrente da participação na Greve do Sampaprev2. 

A deliberação da Assembleia foi para constituição de fundo contributivo em sistema de rateio com a participação da categoria e assim foi feito.

Doações podem ser feitas na conta abaixo:

Banco do Brasil S.A.

Agência: 0303-4

Conta corrente: 280993-1

CNPJ: 68.486.943/0001-00  -  SINESP

 

SINESP: Presente no dia a dia dos Gestores Educacionais

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault