Nossas Escolas, Nossos Gestores
0
0
0
s2sdefault

Gestor Educacional tem provimento via concurso público e não por meio de indicação política

O Gestor Educacional é articulador de diversos processos pedagógicos e de trabalho em prol da Educação Pública, na Unidade Educacional pelos Assistentes de Diretor de Escola, Coordenador Pedagógico e Diretor de Escola, ou mesmo na DRE através dos Supervisores Escolares. 

A defesa da carreira assegura com o provimento dos cargos por meio de concurso público é uma luta fundante do SINESP. Os Concursos Públicos para Gestores Educacionais não são uma realidade nacional, estando em apenas poucos entes federados. A Indicação ou eleição são instrumentos que não asseguram a continuidade de processos educacionais. O SINESP em 2018 na III Conferência Nacional de Educação - CONAE conseguiu a inclusão no Plano Nacional de Educação o concurso como forma de provimento para o cargo de Diretor de Escola. 

Durante as Greves da Educação o Gestor Educacional, em especial o Diretor de Escola sempre tem recebido pressão para que fizesse apontamento das faltas aos grevistas. O SINESP reafirmou a SME no dia 29 de abril de 2021 que a pressão pela caracterização do tipo de falta afasta das Chefias a atribuição que lhe é exclusiva, de analisar e qualificar a ausência, (artigo 92 da lei 8989) para todos os seus efeitos. Esta qualificação não cabe neste momento, enquanto a SME não realizar uma verdadeira negociação com a categoria e a vacinação avançar para todos os Profissionais de Educação. 

O SINESP é membro do Fórum das Entidades representativas dos Profissionais de Educação da Cidade de São Paulo e tem buscado a unidade em prol da Segurança à Vida. 

Manifestações da Greve devem ser voltados a chamar a Administração Municipal ao diálogo, não sendo o Gestor Educacional parceiro da Administração. Os Gestores Educacionais desde março de 2020 estão em constante exposição a contaminação, pois não tiveram o teletrabalho definido a todos em 2020 pela Secretaria Municipal de Educação e pelo Tribunal de Justiça. 

Ações que envolvam Segurança à Vida não podem trazer vandalismo junto às Unidades Educacionais ou mesmo a outros equipamentos públicos.

O SINESP defende o diálogo e o respeito ao trabalho do Gestor Educacional enquanto Profissional de Educação concursado e atuante em prol da Educação Pública de qualidade. 

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault