Música em Debate de Outubro

Ocorreu na sexta-feira, 20 de outubro, mais uma edição do Música em Debate. Realizado de forma híbrida — no auditório do CFCL Benê do SINESP para os filiados presenciais e pela Plataforma Zoom para os filiados remotos — o encontro destacou álbuns importantes, nacionais e internacionais, lançados no ano de 1973, que completaram 50 anos em 2023.

Apresentações musicais e de dança ajudaram a enriquecer o encontro com diversão e conhecimento. A filiada Andrea Luquetti abriu o Música em Debate com uma performance de dança do ventre, ao som de uma canção do popular grupo cigano Gipsy Kings.

MD1

Música brasileira em evidência

Na parte dedicada à música nacional — que contou com a projeção de material de apoio no telão — foram destacados álbuns de excepcional valor artístico para a produção musical brasileira, entre eles Secos e molhados (Secos e Molhados), Pérola negra (Luis Melodia), Milagre dos peixes (Milton Nascimento), Nervos de aço (Paulinho da Viola), Eu quero botar meu bloco na rua (Sérgio Sampaio), Tim Maia (terceiro álbum homônimo do cantor), Todos os olhos (Tom Zé), Fotografias (Taiguara), Krig-Há Bondolo (Raul Seixas), Luiz Gonzaga (Luiz Gonzaga), Índia (Gal Costa), Elis (Elis Regina), Marinheiros sói (Clementina de Jesus), Se você jurar (Ismael Silva).

Surpresas da edição

MD2

O evento presencial possibilitou aos filiados algumas surpresas. Tanto na parte dos álbuns nacionais quanto na dos internacionais, algumas canções não tiveram a execução das versões originais, mas versões acústicas, com voz, violão e percussão apresentadas pelos professores Roger de Oliveira e Jean Siqueira acompanhados pela filiada Lia Cunha. E não foi essa a única surpresa: o professor Marcos Maurício Alves da Silva se juntou às filiadas Marta Held e Rosângela Borges para apresentações de dança ao som de forró e samba-canção.  

MD4

MD3

Álbuns internacionais em destaque

O Música em Debate se debruçou, também, sobre obras-primas cinquentonas da música internacional, analisando com os filiados álbuns consagrados como Sabbath bloody sabbath (Black Sabbath), Selling England by the pound (Genesis), Houses of the holy (Led Zeppelin), Band on the run (Paul McCartney and The Wings), Shoot me I’m only the piano player e Goodbye yellow brick road (ambos de Elton John),  Aladdin sane (David Bowie), Quadrophenia (The Who), Let’s get it on (Marvin Gaye), Catch a fire, (Bob Marley and The Wailers), Innervisions (Stevie Wonder), Desperados (The Eagles), Killing me softly (Roberta Flack), Dark side of the moon (Pink Foyd), entre outros.

MD6

O Música em Debate prestou uma homenagem ao eterno “rei do rock”, Elvis Presley, com a canção Burning love, extraída do icônico álbum Aloha from Hawai, gravado em um show no Havaí em 1973.

E assim chegou ao fim mais uma edição do Música em Debate, que além de promover conhecimento musical aos filiados, permite a integração dos participantes presenciais e on-line. Fique atento ao site e às redes sociais do SINESP para saber detalhes da próxima edição e Junte ao CFCL Benê do SINESP nessa atividade cheia de conhecimento e alegria.

MD5

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault