Destaque

SINESP convoca os Gestores a participarem e reforçarem a mobilização junto com o Sindicato!

O governo Temer está podre! Mais de 90% da população o rejeita. A maioria também não aceita a reforma da previdência. Mas ele insiste em continuar destruindo os diretos dos trabalhadores para facilitar a exploração do trabalho, a ampliação dos lucros das empresas e a redução de gastos com salários e direitos per todos os governos. NÃO PODEMOS DEIXAR!

Contra a Reforma da Previdência e em defesa dos direitos dos trabalhadores, as centrais sindicais brasileiras decidiram convocar um Dia Nacional de Luta para o dia 5/12, véspera da data em que o governo pretende levar o projeto à votação.

Esta foi a principal decisão tomada na reunião realizada em São Paulo no dia 24 de novembro, da qual participaram as 9 centrais: UGT, CSP-Conlutas, CUT, Força Sindical, CTB, CSB, NCST, UGT, CGTB e Intersindical.

Os dirigentes avaliaram que o novo texto de reforma apresentado pelo governo Temer é mais um grave ataque aos trabalhadores e, se aprovado, representará o fim do direito à aposentadoria no país. Ele amplia também o ataque aos Servidores Públicos, que se tornaram a bola da vez nos ataques aos trabalhadores brasileiros.

Em contraposição ao discurso do governo, que tenta convencer a população de que a Reforma da Previdência é necessária e “combate privilégios”, as centrais também decidiram intensificar a campanha, seja nas redes sociais, com panfletos, vídeos ou outros meios, para desmascarar as mentiras de Temer e esclarecer aos trabalhadores o quão nefasta é essa reforma.

O SINESP se uniu e reforçou a mobilização convocada pelos Centrais Sindicais contra as reformas de Temer. E mais uma vez chama a categoria a unir esforços com as Centrais e todos os trabalhadores brasileiros para construir um grande dia de luta e barrar mais esse ataque desse governo dos empresários.

Veja AQUI mais sobre a proposta do governo para a reforma da previdência

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault