O déficit da previdência municipal é uma mentira! Vídeos esclarecem a farsa!

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

Sampaprev VideoDeixa claras (mais uma vez) as várias mentiras contatadas pela prefeitura e seus agentes na Câmara Municipal e na mídia para convencer a opinião pública de que os Servidores Municipais são privilegiados, e que seus altos ganhos na aposentadoria geram um déficit financeiro que impede aplicação de recursos em outras áreas.

E nessa quarta-feira, 26 de dezembro, a batalha contra a mentira continua. Tentarão aprovar a reforma da previdência municipal a qualquer custo, prejudicando a vida de mais de 100 mil servidores, e de seus familiares, em uma manobra escabrosa um dia após o natal. O prefeito e seu grupo de vereadores tentam, a qualquer custo, enganar a população. Eles buscam jogar a culpa do suposto déficit previdenciário nas costas dos servidores, manipulando a população para apoiar esse malfadado projeto.

Assim como o SINESP, a ANIS, que produziu os vídeos, faz parte do Fórum das Entidades representativas dos Servidores Municipais de São Paulo. Veja abaixo os dois vídeos que desmentem todas as falácias de Covas e seus lacaios:

 

Esses argumentos falaciosos foram e estão sendo repetidos à exaustão pelo governo e pelos vereadores que os apoiam sem o mínimo constrangimento, e são repetidos pela mídia sem checagem e a investigação criteriosa.

Divulgam números de um suposto déficit, mas a prefeitura nunca entregou documentos oficiais para comprová-los. Só apresenta planilhas feitas por seus secretários e assessores técnicos e não abrem discussão e negociações verdadeiras com a categoria e seus Sindicatos.

Governo e vereadores não deram espaço nem a mínima bola para os fartos argumentos dos Sindicatos da categoria e de especialistas que denunciaram a fraude e o confisco salarial que representa o PL 621/16. Mostraram que estão de mãos dadas com os bancos que querem a carteira previdenciária dos servidores para lucrar, e com as instituições interessadas na privatização da educação!

É tudo uma grande armação para reduzir custos com os servidores, recheando os cofres da prefeitura para favorecer empresas, bancos e empresários. Por isso não podemos desistir de lutar e resistir até o fim! 

Mobilização desta quarta-feira, 26 de dezembro, é para barra o projeto que prejudica a vida de milhares de servidores públicos:

O SINESP está em frente à Câmara Municipal na manhã de hoje, lado a lado com os Gestores Educacionais e demais servidores públicos municipais, na luta pela retirada do PL621/16. Agora é a hora de manter a pressão sobre os vereadores e impedir que a reforma da previdência seja votada. No último dia 22, no ínicio da madrugada, 33 vereadores aprovaram em primeira votação o projeto que coloca em risco o futuro dos servidores públicos. O SINESP esteve o dia todo dentro e fora da Câmara, fazendo coro aos milhares de bravos guerreiros que pediam o Retira já! 

Hoje, a batalha continua, e o SINESP convoca a todos e todas para continuar na pressão contra a votação do PL621/16. Partiticipe e lute contra a retirada de direitos É a partir das 10h, em frente à Câmara Municipal! Acompanhe, abaixo, a transmissão ao vivo da votação do SampaPrev:

TV-SINESP (1).jpg

Comentários   

#1 vera Lucia Nunes Mar 18-12-2018 18:26
Muito bom o Sinesp sempre lutando muito pelos funcionários da Educação.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar