Nota de repúdio à ação do Vereador Fernando Holiday

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

ESPO vereador Fernando Holiday representa o Movimento Brasil Livre, o mesmo que veiculou proposta apoiando a reforma da Previdência e elegendo os servidores públicos como os vilões do sistema.

Este vereador resolveu "fiscalizar" as escolas municipais, em nome do projeto que defende, o escola sem partido.

Disse em vídeo veiculado por ele em redes sociais que fará “visitas surpresas nas escolas e vai denunciar o que vê”, de acordo com a sua ideologia, que tem a escola sem partido como expoente.

O SINESP repudia a atitude desse vereador.

Ela contém, no mínimo, assédio moral aos gestores e professores. Com ela o vereador cumpre o papel execrável de sensor, algo típico de ditaduras...

Quanto ao projeto pedagógico e à prática dos professores em sala de aula, nenhum parlamentar tem o direito de ingerir.

Diretoria do SINESP

 

Alexandre Schneider disse que foi "supreendido" e encarou a atitude do vereador como "intimidação".

Comentários   

#2 Lourdes Q Secanechia 05-04-2017 00:49
Parabéns, SINESP pela posição adotada. De fato o comportamento deste vereador é execrável. Se seu objetivo é chamar à atenção dá mídia, conseguiu. Ao mesmo tempo em que chamou à nossa. Em sua manifestação quanto a argumentação, respeitosa, do Schneider evidenciou seu descuidado comportamento frente ao executivo. Indico ao Sr. Vereador a leitura do Manual do Vereador - TSE creio que com esta ação cognitiva ele poderá rever modos ditatoriais com os quais ele tem agido sob a falsa égide de ser fiscal. Ter comportamento democrático seria no mínimo sábio por parte de um vereador da maior cidade dá América Latina.
Citar
#1 ELIELSON SILVA GOMES 04-04-2017 20:39
ESSE SENHOR VEREADOR ACHA QUE AS ESCOLAS SÃO TERRA SEM LEI? CARO VEREADOR, RESPEITE A HIERARQUIA DAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar