CREP debate lutas, ações e eventos sindicais

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

A tramitação e a mobilização contra a reforma da Previdência foi debatida a partir de palestra do DIEESE, os informes da Diretoria abordaram questões salarial, concurso, luta contra o projeto Escola sem Partido e atividades programadas pelo Sindicato, como os cursos de férias e a preparação do 23º Congresso, e os Conselheiros trouxeram preocupações de demandas.

CREP 03 07 19 Site 1 

Luta contra a Reforma da Previdência se aproxima de momentos decisivos

O SINESP informou, mobilizou e convocou os Gestores para a greve geral de 14 de junho, que segundo as Centrais envolveu 45 milhões de trabalhadores em todo o país. A força da paralisação representou um grande avanço na luta contra a reforma da Previdência, que precisa ser ampliada porque essa não é reforma, é roubo de direitos.

Os efeitos do ciclo de lutas que culminou na Greve Geral e a pressão popular já podem ser vistos em decisões do Congresso Nacional. O Substitutivo e a complementação de voto do relator Samuel Moreira (PSDB-SP), da Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a proposta da reforma do governo, são ineficientes para merecer aprovação.

Ainda assim não deixam de ser uma sinalização importante de que a manifestação popular pode dar resultados muito além do que esse.

A luta continua, portanto. O debate está em andamento, pode haver mudanças ainda, mas é certo que haverá lutas. As centrais se reuniram no dia 28 de junho, com participação de entidades estudantis e de movimentos populares, para e aprovaram novas táticas e datas de mobilização, com destaque para novas manifestações e paralisações, como a dos estudantes no dia 12 de julho, que terá apoio das Centrais.

Veja AQUI texto e vídeo sobre a reforma da Previdência resultantes da palestra da Economista e Coordenadora Executiva do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, DIEESE, Patrícia Toledo Pelatieri.

CREP 03 07 19 Site 2 

Ações do SINESP em Brasília contra a reforma da previdência e outras lutas

Para o SINESP, todas as frentes de luta são importantes na batalha contra a aprovação da PEC 06/19. Por isso, dentre outras iniciativas, tem ampliado o debate com deputados e enviado dirigentes a Brasília para fazer corpo a corpo com parlamentares.

Até o momento, esta ação ocorreu nos dias 29 de maio e 11, 12, 13, 25 e 26 de junho. Os dirigentes do Sindicato percorreram os gabinetes de inúmeros congressistas, em especial dos representantes de São Paulo e dos membros da Comissão Especial que analisa o PL 06/19, para apresentar as posições da categoria e argumentar pela retirada do PL. Também entregaram ofício do Sindicato solicitando empenho dos parlamentares em excluir do PL as cláusulas que envolvem o magistério e que retiraram a Previdência da esfera constitucional.

Nos dias 25 e 26/06, os dirigentes do SINESP também:

a) participaram do Seminário Nacional de 5 anos do Plano Nacional de Educação – PNE e acompanharam a entrega da Carta de Florianópolis ao presidente da Comissão, deputado federal Pedro Cunha Lima, que traz o posicionamento dos deputados estaduais, representando 16 partidos e 23 assembleias estaduais em defesa do FUNDEB.

b) questionaram Alexandre Lopes, presidente do INEP, sobre a criação de uma rede de proteção que garanta a permanência dos estudantes nas escolas, de modo que a evasão escolar e a retenção pudessem ter índices diminuídos, e solicitaram diálogo do MEC com o Sindicato sobre o tema.

c) participaram do “XVI Seminário LGBTQI+ do Congresso Nacional”, evento ocorrido nos dias 24 e 25 de junho, com a presença de importantes lideranças e parlamentares LGBTs comprometidos com a causa.

Substitutivo ao PL 616/2018

Em votação na Câmara Municipal de São Paulo, na quarta-feira (26) foi aprovado o substitutivo apresentado pelo Prefeito Bruno Covas ao PL616/18. O projeto, apoiado pela maioria dos Vereadores (30 favoráveis, 18 contrários e 2 abstenções), prevê reajuste salarial de 0,01% de 2016 a 2019 e reajuste do piso em 3,03%. Além disso, outros temas que não foram discutidos nem acordados em Mesa de negociação foram incluídos no substitutivo aprovado. O SINESP esteve presente em todas as votações que antecederam a aprovação do PL. Convocou a categoria para pressionar os vereadores diante da Câmara Municipal e divulgou aos Gestores Educacionais os “jabutis” que foram empurrados para os funcionários públicos pelo Prefeito Covas, e aprovado pela maioria dos Vereadores. É importante destacar que prefeitura atropelou a negociação do reajuste, misturou tudo no PL do abono complementar e o aprovou sem debate com a categoria.

Veja mais sobre esse tema AQUI.

CREP 03 07 19 Site 3 

Ciclo de Palestras do SINESP para o Concurso de CPs

O SINESP promove, no CFCL, o Ciclo de Palestras voltadas ao Concurso de Acesso para Coordenador Pedagógico na Prefeitura Municipal de SP para filiados e não filiados. Para a presente edição foi considerada toda a bibliografia em uma abordagem dialogada entre os palestrantes, todos Gestores Educacionais da Rede Municipal de Educação, e o público, visando também o desenvolvimento do olhar gestor sobre a bibliografia apresentada distribuído em 12 encontros. O SINESP organizou 3 turmas, sem custos, para o seu Ciclo de Palestras para filiados e não filiados.

Turma I – Segundas e Quartas Feiras 18h00 às 21h30 - 24 de junho à 14 de agosto de 2019

Turma II e III – Sábados 8h00 às 16h30 - 29 de junho à 17 de agosto de 2019.

Programação de Férias no CFCL - SINESP

Dança ao som dos anos 70 e 80! Venha dançar as músicas mais marcantes dos anos 70 e 80 com a gente! Com uma coreografia diferente todo dia, gastando energia com muita diversão.

De 22 a 26 de Julho de 2019 - Horário: 14h às 15h.

Inglês para viagem. Aprenda a se comunicar em aeroportos, taxis, hotéis, passeios turísticos, restaurantes, museus, igrejas e outras situações e lugares comuns em viagens.

De 22 a 26 de Julho de 2019 - Horário: 10h00 às 12h00

Zumba. De 22 a 26 de Julho de 2019 - Horário: 10h30 às 11h30

Oficina de IKEBANA. Dia 24 de julho de 2019 - Horário das 14h às 17h

Investimento: R$50,00 - Incluso: vaso, flores e material necessário para realizar a oficina.

Edição de Fotos - Workshop. Aprenda a fotografar e editar fotos com seu smartphone, eternizar os melhores momentos da vida e surpreender seus amigos e familiares com fotos incríveis - Dia 23 de julho de 2019 - Horário das 14h às 17h

Compras e Segurança Online - Workshop. Aprenda a pesquisar produtos, comparar preços, evitar filas e receber seu produto com rapidez e segurança - Dia 26 de julho de 2019 - Horário das 14h às 17h

Inscrições para todas as atividades dias 10,11 e 12 de Julho das 9h às 17h com Dalva pelo telefone 3255-9794.

Encontro dos Aposentados

O SINESP valoriza a experiência dos Gestores Educacionais que sempre se dedicaram à luta por uma Educação de qualidade e em defesa de seus direitos. Por isso há anos promove Encontros de Aposentados com seus filiados. Este ano a atividade acontecerá no dia 08/08, das 14 às 17h00, na Casa de Portugal. Estão inclusos Chá Inglês e atividade cultural. Inscrições estarão abertas em breve. Acompanhe nosso site.

9ª chamada para o Concurso de Diretor de Escola

Foi publicada no Diário Oficial da Cidade de 12 de junho de 2019 e já está em fase de Escolha de Vagas e Retirada de Guia Médica para exames médicos Pré-Admissionais. Esse é mais um fruto da luta permanente do SINESP pelo provimento dos cargos de gestão por meio de concurso público. A defesa do Concurso, da carreira e dos cargos de Gestor é empreendida pelo Sindicato em todos os espaços e momentos. É um dos princípios que levou à sua fundação em 26 de setembro de 1992 e que se constituiu prioridade permanente nesses 27 anos de lutas. Esse novo resultado dessa luta demonstra que, quando estamos juntos, conseguimos manter a carreira e o serviço público livre de clientelismos. Datas: 12/06/2019: Lista dos convocados para a 9ª Escolha e 05/07/2019: Data da Escolha em COGEP. Das 16h00 às 17h00 – De 695 a 730 (Class. Geral) e de 216 a 230 (Class. NNA) e Das 17h00 às 17h30 - Retardatários do dia.

SINESP apoia campanha “Machado de Assis real”

O escritor Machado de Assis, fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), foi o nome brasileiro mais reconhecido no exterior, traduzido para inúmeras línguas, estudado e aclamado pôr mais de um século. A campanha, lançada pela Faculdade Zumbi dos Palmares, pede que leitores e leitoras imprimam nova imagem e colem sobre a tradicional foto do autor em seus livros. A campanha “Machado de Assis Real”, explica que nos livros de história, há uma foto clássica do autor, onde ele aparece branco. “Machado de Assis era um homem negro. O racismo o retratou como branco. É hora de reparar essa injustiça”, diz o texto da campanha. De acordo com a campanha, a errata foi feita para impedir que o racismo seja perpetuado na literatura e para encorajar novos escritores negros, dando chance da sociedade se retratar com o maior autor do Brasil.

SINESP Recebe – Rede Autora

O protagonismo dos Gestores nos trabalhos políticos, pedagógicos e administrativos desenvolvidos na RME, suas produções acadêmicas oriundas do chão da escola e as reflexões resultantes de suas ações são relevantes e merecem destaque. Para valorizar, divulgar e difundir essas experiências e vivências o SINESP, representante dos Gestores Educacionais na Cidade de São Paulo, criou o SINESP RECEBE – Rede Autora e chama os seus filiados a participarem. O evento visa a valorizar e difundir a produção de conhecimento construída e em construção pelos gestores, reunindo-os para discutir ideias e possibilidades no enfrentamento dos desafios educacionais.

O evento será realizado no CFCL (Centro de Formação, Cultura e Lazer do SINESP) no no dia 05/10/2019 e terá mesas para apresentação de relatos, espaços para exposição de pôsteres e de livros. Serão 12 vagas para comunicação oral e 24 para pôsteres. Os inscritos, além de apresentarem seu trabalho, podem inseri-lo em formato de artigo na Revista Pedagógica que o SINESP publicará. Inscrição pelo site do SINESP: 02 a 26/07/19. Devolutiva aos autores para possível correção: 02/09/19. Retorno dos autores à comissão científica: 09/09/219. Divulgação dos admitidos no site: 16/09/19. Traga o seu relato e vivência. Participe e divulgue sua prática e a ação gestora.

Curso EAD Gestão Democrática: relações e ações no ambiente educacional

Publicado no DOC de 29/06/2019 – p. 42 - despacho de homologação nº 19.265. Período de realização de 22/07 a 24/08/2019. Encontro presencial: 23/08/2019 das 17 às 19h ou 24/08/2019 das 10h às 12h, no : CFCL - Praça Dom José Gaspar, nº 30, 3º andar. Carga horária: 20 horas, sendo 2 horas presenciais e 18 horas EAD. Total de vagas: 250 vagas, sendo 50 vagas por turma. Público-alvo: assistente de diretor de escola, coordenador pedagógico, diretor de escola, supervisor escolar. Inscrições: a partir das 9h do dia 01/07 a 08/07/2019, pelo site: www.sinesp.org.br

Audiências Públicas sobre Orçamento

A Secretaria Municipal da Fazenda realizará, no mês de julho (de 10 à 19/07), Audiências Públicas nas 32 Subprefeituras sobre o Projeto da Lei Orçamentária Anual de 2020 (PLOA 2020). A participação de todos é importante, pois serão coletadas contribuições dos munícipes para indicar prioridades na alocação do orçamento face às demandas da região. Caso preferir, envie sua contribuição online para o PLOA2020: CONFIRA AQUI! Veja também as datas e os locais de realização das audiências, por Subprefeitura, clique aqui!

Para mais informações acesse o site da Secretaria Municipal da Fazenda: www.prefeitura.sp.gov.br/fazenda

Luta contra o projeto Escola Sem Partido

Toda atenção e mobilização permanente são exigências para impedir o avanço desse projeto nefasto. O SINESP tem realizado inúmeras ações: palestras, criação de boletim exclusivo para subsidiar os Gestores Educacionais, suas equipes e a comunidade escolar, incentivo à pressão sobre os vereadores e divulgação de vários materiais esclarecedores sobre o projeto. O Manual de Defesa produzido pela Ação Educativa e outras entidades é um dos materiais que integram a bibliografia indicada pelo SINESP em seu boletim. O SINESP também empreende ações junto aos Legislativos Municipal, Estadual e Federal, entre outros espaços, e a atuação permanente em defesa e luta pela implementação dos Planos Nacional e Municipal de Educação, sobretudo nos campos da Gestão Democrática, posto que a Gestão Democrática na Escola perpassa todos os momentos e espaços e está no cerne da construção permanente do Projeto Político Pedagógico. Além deste permanente enfrentamento contra o Movimento Escola Sem Partido, o jurídico do SINESP está preparado para acolher e defender todos os filiados que sentirem-se ameaçados por pressões e ações vindas deste movimento e seus promotores. Dentre as ultimas atividades relacionadas a esta temática destacamos:

A mais recente ação foi em 19/06, quando o professor Salomão Ximenes apresentou o “Manual de Defesa Contra a Censura nas Escolas”, iniciativa da Ação Educativa com apoio de inúmeras organizações. O SINESP reforçará os debates para atualização e reedição do manual. Ximenes explicou motivações para a construção do manual e apresentou seu conteúdo. Entre outros aspectos, ressaltou o ataque articulado à educação pública que tem variados vieses, como a apresentação de projetos de Lei do Escola sem Partido e o incentivo ao denuncismo das atividades educativas nas escolas com superexposição de casos isolados e campanhas difamatórias. Para ele há um projeto sendo colocado em prática, direcionado ao reforço do conservadorismo e da privatização da educação. A tentativa de reduzir o papel dos educadores, a pluralidade do debate na escola, de censurar a atividade pedagógica e gestora são parte desse projeto. O posicionamento da justiça tem sido favorável à educação, garantiu Ximenes. Mas o ataque persiste com argumento esdrúxulos, como a afirmação de que existe doutrinação nas escolas públicas brasileiras.

Em 4 de maio foi realizada uma oficina pela Ação Educativa que buscou promover e ampliar formas de diálogo e subsidiar Educadores e Comunidade Escolar no combate a ataques à liberdade de ensino e ao pluralismo de concepções pedagógicas. Por isso a oficina foi divulgada no site do Sindicato e contou com a participação do seu Dirigente Christian Sznick, que compartilhou os debates com os vários Profissionais de Educação e alunos do ensino superior presentes. As palestras ficaram por conta de Denise Carreira, Salomão Ximenes, Barbara Lopes e Fernanda Vick. Com base no Manual de Defesa contra a Censura nas Escolas, o encontro buscou entender o Escola sem Partido desde sua origem e traçar algumas ações pedagógicas e administrativas contra todos os ataques à Escola por grupos contrários ao debate democrático.

O educador, cientista social e coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação Daniel Cara apresentou na reunião de RELTs de 23/04 a movimentação dos partidários do projeto Escola sem Partido no Congresso e na Câmara Municipal. Lembrou que em Brasília o PL foi arquivado, mas pode voltar à carga, o que ainda não ocorreu para não atrapalhar a prioridade do governo, que são as reformas ultraliberais, como a de Previdência. Em São Paulo a tramitação está viva e pode voltar a tramitar. E sua exposição, Daniel defendeu que os defensores do Escola sem Partido querem usar a escola para fazer propaganda de suas ideias, que o movimento leva a uma mediocrização da educação, além de visar ao esvaziamento da função da escola, que segundo a Constituição Federal é preparar para a vida, a cidadania e a atividade humana produtiva (não para o mercado de trabalho simplesmente).

O SINESP promoveu também, em 04/12/18 (Reunião de RELTs) palestra com a Professora Selma Rocha sobre o que está por trás do movimento Projeto Escola Sem Partido e as conseqüências negativas que ele vai trazer para a educação no futuro. O vídeo desta palestra, preparado visando subsidiar as Equipes para o trabalho na Unidade Educacional de fortalecimento da luta e da Gestão Democrática, está disponível no nosso site.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar