Educação de São Paulo unida contra a re(de)forma da Previdência

Destaque
TIPOGRAFIA

No dia 15 de maio trabalhadores da educação municipal, estadual e particular vão parar em defesa da aposentadoria!!!

GreveEducacao 15 5 19 1Os trabalhadores da educação paulista dão um passo à frente na construção da unidade para impedir a aprovação da PEC 06/19.

Os principais Sindicatos e associações representativas do setor no Estado estão juntos na organização e convocação de suas bases para uma paralisação no dia 15 de maio, com manifestação às 14h00 na Av. Paulista (MASP).

É um passo enorme para dar força à greve geral de 14 de junho, cujo sucesso será decisivo para barrar a proposta de re(de)forma da Previdência do governo federal.

O SINESP está engajado na promoção da unidade

A Diretoria do Sindicato leva para debate e aprovação nas assembleias da categoria a integração e participação em todas as lutas contra ataques aos direitos dos trabalhadores.

A participação em todos os atos contra o Projeto de Reforma da Previdência convocado pelas Centrais está nesse contexto e foi aprovada pela categoria em assembleias.

O SINESP e os Gestores Educacionais estão nessa luta desde o embate vitorioso contra o Governo passado, e novamente participa e convoca seus filiados a estarem juntos nesse momento da luta para barrar a PEC/06/19.

Assista ao vídeo do SINESP convocando os Gestores Educacionais para a Greve:

 

PEC 06/19 é o fim da aposentadoria

A proposta do governo Federal é danosa para todos os trabalhadores. Com a imposição da idade mínima e do fim da aposentadoria por tempo de contribuição, na prática ela acaba com as perspectivas de aposentadoria para a maioria dos brasileiros, sobretudo as gerações mais jovens.

Para o magistério ela é ainda mais cruel. Entre vários fatores, porque o aumento da idade mínima e fim do tempo de serviço eliminam a aposentadoria especial. Isso joga no lixo uma conquista histórica dos trabalhadores em educação, desvaloriza a profissão e o reconhecimento do acentuado desgaste físico, intelectual, emocional e psíquico que ela acarreta.

A PEC já aprovada na CCJ da Câmara também quebra o tripé da Seguridade Social, põe fim à solidariedade e propõe colocar o sistema previdenciário em lei complementar, o que facilita mudanças futuras ainda mais perversas. Também encaminha a privatização, com a proposta de capitalização.

DESVENDANDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Acompanhe a série de artigos, análises e documentos preparados pelo SINESP que visam a deixar claro os engodos e mentiras disseminados pelos governos, com apoio da mídia empresarial, para convencer a população a aceitar a re(de)forma da Previdência.

É importante também participar do Pressione Já, que traz dados para contato com os Deputados Federais, apoiar o abaixo assinado das Centrais, preencher a enquete no Site da Câmara e acompanhar a tramitação da PEC.

Veja TUDO AQUI.

Comentários   

#1 Marines Aparecida Go 14-05-2019 15:45
Não tenho muito que falar temos que agir, contra os desmandos destes nossos governantes.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar