Dia da CONSCIÊNCIA NEGRA é comemorado no SINESP com reflexão, debate e atividades especiais

Destaque
TIPOGRAFIA

No dia 24 de novembro de 2018, das 10h00 às 14h00, uma progamação especial colocará a temática racial e afrodescendente em destaque no CFCL-SINESP! Inscreva-se e participe! As vagas são limitadas ao espaço. 

SINESP consciencia negraInscrições serão realizadas exclusivamente pelo telefone 3255-9794, das 10h00 às 17h00 até o dia 21/11.

Confira a programação do evento e venha participar!

Relatos de praticas da Gestores da RME: Trabalhos sobre a temática afrodescendentes relacionados às diretrizes das Leis 10639/03 e 11645/08 desenvolvidos por Gestores da Rede Municipal de Ensino, com mediação de Edneia Gonçalves.

Vivência de Capoeira.

Exposição de roupas, assessórios, livros e brinquedos com foco na temática afrodescendente.

Profissionais participantes dos relatos de práticas dos Gestores

Mediadora Profª Edneia Gonçalvez

Socióloga pela Fundação Escola de Sociologia e Política. Com longa experiência na elaboração e avaliação de projetos sociais e educacionais. Formadora de equipes gestoras e docentes principalmente da Educação de Jovens e Adultos. Desde 2004 atua como formadora ou coordenadora de projetos de cooperação técnica internacional em países africanos lusófonos. Assessoria na unidade de Educação de jovens e Adultos na ONG Ação Educativa.

Clayton Ribeiro

Licenciado em Artes Visuais na FIG - UNIMESP na cidade de Guarulhos, ingressou na Prefeitura em 2010. Atualmente é professor de Artes na EMEF Presidente Epitácio Pessoa, e Assistente de Diretor na EMEF Dr. Pedro Aleixo, ambas na DRE São Miguel. Clayton também já trabalhou como ilustrador de livros, caricaturista em bares.

Gidalva Santos Santana

Especialista em Educação e Neurociência e graduada em Letras e Pedagogia. Profissional da educação exercendo docência desde 1995 na rede pública de ensino, com experiência como professora de educação infantil, fundamental I, II e médio. Atualmente é diretora de escola na Prefeitura Municipal de São Paulo, na CEI Vila Curuçá Velha. Ministrou formação em cursos preparatórios para concurso público na área da educação, palestras e assessorias na rede particular de ensino de Educação Infantil. Ainda, Gidalva atua como pesquisadora nas relações étnico-raciais na educação.

Cintia de Jesus Chagas

Graduada em Psicologia e Pedagogia, e pós-graduada em Clinica Psicanalítica, Violência Domestica e Infantil, Educação e Psicanálise, e Filosofia para crianças. Cintia atualmente é professora de Educação Fundamental e Educação Infantil, e Coordenadora Pedagógica da Prefeitura Municipal de São Paulo na EMEI José Vicente da Cunha. Ainda, Cintia atua como psicóloga clinica e self-coaching militar. 

Vivência de Capoeira com Valdenor Silva dos Santos

●Mestre em Educação pela FEUSP, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo; Projeto: A Roda de Capoeira e seus ecos ancestrais e contemporâneos.

●Integrante do Projeto Multiculturalismo e Educação, FEUSP/CNPQ e atualmente compõe a equipe do Projeto: O Ancestral e o Contemporâneo: reconhecimento e afirmação de histórias e culturas afro-brasileiras;

●Mestre de Capoeira atua na área há 49 anos, Diretor da CONFEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE CAPOEIRA; credenciado pela CBC: CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CAPOEIRA - Presidente da FPC - FEDERAÇÃO PAULISTA DE CAPOEIRA, Gestão: 2018/2021;

●Membro do Colegiado da SALVAGUARDA DA CAPOEIRA DO ESTADO DE SÃO PAULO

●Formador em Cultura Popular Brasileira, credenciado pela DRE SANTO AMARO e Arte Educador credenciado em DOT/ÉTNICO RACIAL, SME - Secretaria Municipal de Educação da Cidade de São Paulo;

●Realiza palestras e oficinas com os temas: Diáspora Africana no Brasil, Trajetória Social do Negro Brasileiro, Capoeira Desporto de Criação Nacional e Capoeira Que Te Quero...Olímpica!;

●Atua na formação de Mestres, Técnicos, Árbitros e Atletas de Capoeira;

●Ministra Cursos de Extensão Universitária sobre a História da Cultura Afro Brasileira, tendo como eixo a Capoeira/Educação, (teórico/prático), em atendimento à Lei 10.639/03;

●Integrante do Programa de Formação de Professores (as) POS GRADUADO NA ESCOLA, Faculdade de Educação, USP;

●Coordenador no Programa de Formação de Professores (as) GT/USP/ESCOLA /APEP.

Exposição de roupas e acessórios: Boutique de Krioula

A Boutique surgiu com a ideia de resgatar a auto-estima da mulher negra brasileira, que raramente se vê representada pelas grandes marcas e mostra um pouco do que de melhor a moda afro-brasileira pode oferecer.

Hoje conta com uma linha de Afro-joias, como brincos e anéis, desenhadas uma a uma, o que as tornam únicas e especiais. Trabalha também com lindos turbantes nacionais e importados (Made in Africa).

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar