Retrato da Rede 2019
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Indicador Saúde do Trabalhador continua a mostrar avaliação muito ruim pelos Gestores Educacionais. A Pesquisa do SINESP aponta que o percentual de Gestores Educacionais que trabalharam com febre ou dor durante o último ano é similar ao do ano anterior: 93,2%.

Retrato 19 Saude 1a

 

Sintomas de doenças no último ano

O índice dos que afirmam ter apresentado sintomas de adoecimento no último ano manteve-se em patamar superior a 80%:

Retrato 19 Saude 1b

Em 2019, os sintomas de doenças observados foram observados foram:

 

Retrato 19 Saude 1c

Fadiga/Cansaço, Dor de Cabeça e Ansiedade se mantêm como principais sintomas, como nas edições anteriores do Retrato da Rede, sugerindo um conjunto crônico de razões que exigem combate e soluções.

Retrato 19 Saude 2a

Sintomas de doenças por DRE (%) 2019

Retrato 19 Saude 2b

A tabela acima revela peculiaridades importantes.

O núcleo central de sintomas é composto por ansiedade, dor de cabeça, dores de coluna e fadiga (entre 8% e 17% das respostas). Guaianases se destaca nos itens ansiedade, fadiga e dor de cabeça. Butantã em dores de coluna e Pirituba em fadiga e cansaço (destaques em vermelho). 

Contudo, cada um deles apresenta outros problemas ainda mais graves. 

Em negrito estão destacados os problemas mais agudos de cada Diretoria Regional de Educação. 

 

Doenças no último ano

A pesquisa realizada em 2019 indica que o índice dos que adoeceram no último ano continua subindo, com crescimento de 13,6% entre 2016 e 2019.

Retrato 19 Saude 3a

 

Em 2019, houve aumento dos que adoeceram no último ano, atingindo 76,11% dos representantes.

Retrato 19 Saude 3b

Stress continua sendo a enfermidade mais citada

Em mais de uma década de pesquisas anuais junto à categoria, o percentual de respostas indicando este padecimento oscilou no intervalo entre 26% e 28%, dentro da margem de erro.

Os dados apontam que a Gestão Municipal não prioriza este problema nem procura compreender suas causas, para gerar correções nas rotinas desgastantes e nos módulos de pessoal existentes.

O Retrato da Rede revela a necessidade de ampliação do número de docentes e de pessoal de apoio, mas isso não ocorre em consonância com a necessidade crescente (veja no Indicador Gestão de Pessoas).

Combinados os dados do Retrato da Rede de Gestão de Pessoas com Saúde, é possível perceber inúmeros problemas decorrentes do modelo administrativo adotado pela Municipalidade.

Para 88,86% dos entrevistados, sua saúde foi influenciada negativamente pelas condições de trabalho.

Adoecimento no último ano, por DRE (%) 2019

Retrato 19 Saude 4a

Stress (entre 20% e 34% das respostas) e alergia (entre 6% e 18,4% das respostas) se destacam. Aparecem com maior frequência nas DRE Butantã, Campo Limpo, Santo Amaro e São Mateus (no caso de stress) e Penha, Guaianases, Santo Amaro e Butantã (no caso de alergia). Este cenário indica um quadro de fácil intervenção para estudo e redução das ocorrências por parte do governo. Os maiores percentuais estão destacados em vermelho.

Em negrito estão destacadas as maiores ocorrências por Diretoria Regional de Educação.

Retrato 19 Saude 4b

 

Ausência de recursos humanos, acúmulo de funções e burocracia são as situações mais citadas para definir o local de trabalho.

 

O item “insegurança” apresentou aumento de respostas (em 3%) em relação aos anos anteriores. Deveria ser objeto de maior atenção das autoridades, pois reflete, no ambiente escolar, a presença da escalada de violência social já diagnosticada em várias pesquisas nacionais e internacionais.

Retrato 19 Saude 5a

Atendimento do HSPM

Para 84,42% dos Gestores Educacionais, o serviço prestado pelo Hospital do Servidor Público Municipal é insatisfatório.

O SINESP tem cobrado, no Conselho do HSPM e em audiências públicas, a devida destinação do Hospital ao Servidor e sua completa reforma, para que retome os padrões de atendimento que já possuiu.

Perícia Médica

Para 72,33% dos Gestores Educacionais, o prazo para atendimento na perícia médica pelo COGESS é insatisfatório. O SINESP reivindica insistentemente à Secretaria Municipal de Gestão a melhoria do fluxo de atendimento das perícias, para evitar problemas tanto para o Servidor quanto para a Unidade de Trabalho.

Retrato 19 Saude 5b

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault