O conteúdo da sexta edição do evento fica liberado no Spcine Play até 20 de agosto. O acesso é gratuito, mediante um cadastro. A plataforma é a única de streaming pública no Brasil e tem muitos outros conteúdos interessantes e também gratuitos.

Mostra Internacional de Teatro de São Paulo - MITsp, realizada entre 5 e 15 de março, foi um dos últimos grandes eventos do calendário cultural da cidade antes da quarentena. Ainda assim, algumas das peças tiveram apresentações canceladas para evitar aglomerações.

 

Os espetáculos disponibilizados são:

Altíssimo
Recife, 2017. Direção: Pedro Vilela. 50 min. 16 anos.
Parceria do dramaturgo Alexandre dal Farra com o encenador Pedro Vilela, o monólogo da companhia recifense Trema! Plataforma de Teatro investiga a expansão das religiões neopentecostais no país.

A Boba
Brasil/França. Direção: Wagner Schwartz. 50 min. 12 anos.
Depois da polêmica "La Bête", apresentada no MAM de SP e alvo de acusações de pedofilia, Schwartz encena esta peça inspirada na pintura "A Boba", de Anita Malfatti, para confrontar a ideia de nação.

Colônia
Rio de Janeiro, 2017. Direção: Vinícius Arneiro. 60 min. 14 anos.
Nesta peça-palestra cujo cenário é uma sala de aula, Renato Livera interpreta um professor que discorre sobre a multiplicidade de sentidos da palavra "colônia", passeando pelas disciplinas da biologia, dos estudos sociais e da história nacional.

Cria
Grupo Cia. Suave Rio de Janeiro, 2017. 50 min. 14 anos.
Coreografado por Alice Ripoll e pela Cia. Suave, o espetáculo insere a técnica do passinho no contexto da dança contemporânea. Para investigar a importância e o sentido da criação artística, a performance defende o estilo, que nasceu na periferia, como uma espécie de vanguarda.

Manifesto Transpofágico
São Paulo. Direção: Luiz Fernando Marques. 50 min. 18 anos.
Impedida de interpretar um Cristo travesti no espetáculo "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu", em 2017, a atriz Renata Carvalho fala sobre a exclusão histórica e a folclorização do corpo travesti neste monólogo. Com isso, coloca em xeque estruturas preconceituosas enraizadas em campos tão diversos quanto a gramática, a medicina e o judiciário.

Protocolo Elefante
Florianópolis, 2016. Grupo: Grupo Cena 11 Cia. de Dança. 90 min. 16 anos.
O ritual de afastamento e isolamento dos elefantes que acontece na iminência de sua morte serve de metáfora para a separação e o exílio nesta coreografia. ​

Vestígios
São Paulo, 2010. Direção: Marta Soares. 50 min. Livre.
Os sambaquis, cemitérios indígenas pré-históricos encontrados no litoral do Brasil, servem de inspiração para o espetáculo. Misturando performance, videoinstalação e dança, ele investiga os conceitos de lugar, não-lugar, e espaço de fora.

Confira

https://www.looke.com.br/movies/dist/spcine/mitsp

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault