Saiu no Doc

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 – SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

 

Unidade de Trabalho: Secretaria Municipal de Educação

EH: 160000000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Alexandre Alves Schneider – RF: 747.015-1

I - Nome da Ação: Ampliação da Oferta de Educação Infantil

Tipo da Ação: ( X ) Projeto ( ) Processo

Responsáveis pela Ação (Nome e RF): Fatima Elisabete Pereira Thimoteo – RF: 549.619-5 e Karen Martins de Andrade – RF: 692.549.9

Objetivos a serem atingidos:

- Garantir acesso de crianças na faixa etária de creche;

- Dar oportunidade para a construção de aprendizagens, convivência e experiências a uma quantidade maior de crianças de 0 (zero) a 3 (três) anos;

- Ampliar o atendimento à demanda por vagas na Educação Infantil, para crianças de 0 (zero) a 3 (três) anos, por meio de:

a) construção de novos CEIs/Creches;

b) celebração de parcerias com organizações da sociedade civil;

c) parcerias com a iniciativa privada;

c) gestão e organização das vagas e da demanda.

Público Alvo: Crianças de 0 (zero) a 3 (três) anos de idade do Município de São Paulo.

Justificativa para a Ação:

A Cidade de São Paulo deve oferecer oportunidades para o melhor desenvolvimento na primeira infância, com o acesso progressivo de todas as crianças ao atendimento educacional público, sendo a educação uma das formas de promoção da equidade e princípio norteador da Gestão 2017–2020.

Para tanto, faz parte do Programa de Metas a busca de alternativas para ampliar o atendimento às crianças de 0 zero) a 3 (três) anos de idade, especialmente da população mais vulnerável, de modo a assegurar-lhe o direito à educação, conforme previsto na legislação em vigor.

Cronograma (etapas e período de execução): De janeiro a dezembro de 2017.

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do ciclo da avaliação:

Meta: Ampliar, até o final de 2017, em 30.000 (trinta mil), as vagas em creches na Rede Municipal de Ensino do Município de São Paulo.

 II - Nome da Ação: Capacitação Continuada dos Formadores de Professores Regentes de Alfabetização

Tipo de Ação: ( X ) Projeto ( ) Processo

Responsáveis pela Ação (Nome e RF): Fatima Elisabete Pereira Thimoteo – RF: 549.619-5 e Leila Barbosa Oliva, RF: 549.131-2

Justificativa da Ação: Considerando a meta estabelecida, no Programa de Metas, para o ciclo de alfabetização (100% dos alunos na hipótese alfabética ao final do 2º ano) e a garantia de que todos os estudantes estejam alfabetizados ao final do 3º ano em 2017, há a necessidade de capacitação dos formadores que atuam com professores do ciclo de alfabetização, a fim de refletir sobre o acompanhamento das aprendizagens e as intervenções necessárias para que todos os estudantes aprendam.

Público Alvo: Formadores de professores regentes de alfabetização

Objetivo(s) a serem atingido(s): Formadores de professores regentes de alfabetização capacitados

Cronograma (etapas e períodos de execução): Encontros mensais, de janeiro a novembro de 2017.

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (ao final do ciclo da avaliação):

i. Capacitar 25 formadores;

ii- Cumprir carga horária de 78 horas/aula.

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: Coordenadoria de Administração, Finanças e Infraestrutura - COAD

EH: 161500000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Glauco Silva de Carvalho, RF: 822.042-5

 Nome da Ação: Atendimento às demandas da Rede Municipal de Ensino na aquisição de Uniformes e Material Escolar

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: Glauco Silva de Carvalho, RF: 822042-5

Justificativa da Ação: fornecimento de Uniforme e material escolar a todos os alunos da rede

Público Alvo: Alunos da Rede Municipal de Ensino

Objetivo(s) a serem atingido(s): atendimento a 100% dos alunos

Cronograma (etapas e períodos de execução):

Janeiro/2017: início das entregas

Fevereiro e Março/ 2017: distribuição aos alunos

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (ao final do ciclo da avaliação): 100% dos alunos atendidos.

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: Secretaria Municipal de Educação Coordenadoria dos CEU’s e da Educação Integral – COCEU

EH: 161200000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Rafael Sandalo Palhares – RF 770.436-4

Nome da Ação: Inauguração de laboratórios de educação tecnológica

Tipo da Ação: (X) Projeto ( ) Processo

Responsáveis pela Ação: Rafael Sandalo Palhares – RF: 770.436-4 e Elayne Fernandes Pinheiro – RF: 660.511-7

Objetivos a serem atingidos:

a) Fazer dos Centros Educacionais Unificados - CEUs um polo de formação para a população do entorno, para professores das Unidades dos CEUs e próximas a ele, assim como para os educandos da Rede Municipal de Educação.

b) Transformar os espaços do CEUs em laboratórios de criatividade, aprendizado e inovação acessível a todos interessados em criar, desenvolver e construir projetos, atendendo às demandas da população local, a partir de espaços que favoreçam os processos de aprendizagens colaborativa e compartilhada.

c) Possibilitar ao usuário, professor, comunidade do entorno e educandos, a aprenderem a projetar e produzir diversos materiais que podem vir a auxiliar no desenvolvimento de suas atividades didáticas em sala de aula, para o professor, como também para o usuário comum que necessite de objetos específicos para o seu dia a dia.

d) Resgatar, reescrever e elaborar as memórias dos Centros Educacionais Unificados - CEUs com o Projeto “CEU em Ação”, para que a história do Território CEU seja um registro dos movimentos nos espaços mais periféricos da cidade de acesso à cultura, ao esporte e ao lazer, permeado pelas ações pedagogicamente articuladas.

e) Democratizar o acesso às novas tecnologias de fabricação digital, disponibilizando aos usuários recursos tecnológicos e vivências em grupo ou individual em ambiente favorável e inovador.

f) Transformar o uso das tecnologias educacionais na Rede Municipal de Ensino de São Paulo, favorecendo abordagens pedagógicas centradas na resolução de problemas, na aprendizagem por projetos, no trabalho colaborativo e no letramento digital.

Público Alvo: Profissionais que atuam nas Unidades Educacionais dos CEUs e do entorno, alunos das Unidades Educacionais dos CEUs e do entorno, comunidade do entorno.

Justificativa para a Ação: Os CEUs foram idealizados, projetados e construídos para serem Centros Educacionais, polos de Cultura e Esportes nas áreas mais vulneráveis da cidade de São Paulo, levando aos cidadãos invisíveis, o que estava restrito ao Centro e zonas mais privilegiadas.

A proposta da ação é dar visibilidade a essa população, trazendo para dentro dos espaços dos CEUs não só uma tecnologia avançada e inovadora, mas também a possibilidade de atender às demandas de formação e apropriação da cultura local com a criação de espaços interativos e colaborativos à disposição da população.

Favorece-se, assim, a integração dos Núcleos existentes nos CEUs e suas Unidades Educacionais, bem como as do entorno, em prol de um Currículo que propicie a elevação dos índices de aprendizagens, da melhoria no atendimento das demandas locais.

Propicia-se também o desenvolvimento educacional, social, cultural, esportivo e tecnológico da comunidade, minimizando as diferenças e dando visibilidade aos movimentos existentes na periferia.

Cronograma (etapas e período de execução):

- Fevereiro a Julho: Reuniões semanais para alinhamento da proposta com COTIC, COPED e Fundação Leman (parceiro) - Julho a Setembro: Reuniões quinzenais para alinhamento da proposta com COTIC, COPED e Fundação Leman (parceiro) - Setembro a Dezembro: Fase de execução da ação em 3 polos

- Novembro e Dezembro: Inauguração/aberturas dos laboratórios de desenvolvimento educacional

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do ciclo da avaliação: Inauguração de 3 laboratórios de educação tecnológica nas EMEFs dos CEU’s.

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: Coordenadoria de Controle Interno

EH: 161900000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Fernanda Campagnucci Pereira, RF: 810.878-1

Nome da Ação: Implementação do Plano Anual de Transparência Ativa e Dados Abertos da SME (PTDA)

Tipo de Ação: (X ) Projeto ( ) Processo

Responsáveis pela Ação: Fernanda Campagnucci Pereira

RF do Responsável: 810.878-1

Justificativa da Ação: A iniciativa amplia a transparência ativa da SME, atendendo a diretrizes da Lei Federal de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011) e da Lei Municipal de Dados Abertos (Lei nº 16.051/2014).

Público Alvo: Rede Municipal de Educação e Sociedade Civil

Objetivo(s) ser atingido(s): Ampliação do acesso a dados e informações educacionais no município

Cronograma (etapas e períodos de execução):

I) Publicação do Plano Abril/2017

II) Publicação dos microdados da educação Julho/2017

III) Publicação de, no mínimo, 25 bases de dados listadas  no PTDA Dezembro/2017

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (ao final do ciclo da avaliação): 100%

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: Coordenadoria de Alimentação Escolar - CODAE

EH: 161400000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Patrícia Panaro, RF: 838.523-8

Nome da Ação: Hortas Pedagógicas

Tipo de Ação: ( ) Projeto (x) Processo

Responsáveis pela Ação: Patrícia Panaro, Matilde Scandola, Julia Florido

RF do Responsável: 838.523-8/684.769-2/827.286-7

Justificativa da Ação: A Horta Pedagógica desempenha um papel fundamental no processo de aprendizado em educação alimentar e nutricional, proporcionando aos alunos o conhecimento da produção dos alimentos orgânicos ligados ao estímulo de hábitos alimentares saudáveis, até seu processo de

decomposição e compostagem, viabilizando a compreensão da cadeia produtiva do alimento.

Público Alvo: educadores e educandos da Rede Municipal de Educação.

Objetivo(s) ser atingido(s): Ampliar a oferta de cursos para as unidades interessadas. No ano de 2017 pretendemos ampliar o número de unidades atendidas para 100. Para tanto, realizaremos duas formações ao ano.

Histórico de ações Hortas CODAE

Ano Número de Hortas Ativas na RME N° de escolas formadas – Curso Hortas Projeção de n° de

escolas formadas

2015               301                                         -                                                          -

2016               351                                         60                                                      -

2017               500*                                        100*                                                    -

* Previsão para 2017

 Cronograma (etapas e períodos de execução – publicações anexas)

CARGA HORÁRIA TOTAL: 25 HORAS PRESENCIAIS

VI - CRONOGRAMA:

PERÍODO DE REALIZAÇÃO: DE 14/08/2017 A 15/11/2017

DRES ITAQUERA E SÃO MATEUS

HORÁRIO: 8H ÀS 12H

DATA: 16/08, 23/08, 06/09/2017 - LOCAL: PARQUE DO CARMO - AV. AFONSO SAMPAIO SOUZA, 951 ITAQUERA

DATA: 30/08 E 13/09/2017 - LOCAL: RUA PROF. DÉCIO MACHADO GAIA, 50, SÃO MATEUS (ALTURA N°1600 DA AVENIDA MATEO BEI)

DRES SÃO MIGUEL PAULISTA E GUAIANASES

HORÁRIO: 8H ÀS 12H

DATA: 18/08, 25/08, 01/09, 15/09, 22/09/2017 – SUBPREFEITURA DE ITAIM PAULISTA - AV. MARECHAL TITO, 3012. ITAIM PAULISTA

DRES IPIRANGA E PENHA

HORÁRIO: DAS 8H ÀS 12H

DATAS: 14/08, 28/08, 04/09/2017 - PARQUE DO IBIRAPUERA - AV. IV CENTENÁRIO, S/N PORTÃO 7-A (ALTURA DO NÚMERO 1268)

DATAS: 21/08, 11/09/2017 - CAMPO EXPERIMENTAL DA ESCOLA MUNICIPAL DE JARDINAGEM - PARQUE DO IBIRAPUERA - AV. PEDRO ÁLVARES, S/N (PORTÕES 3 E 4)

DRE BUTANTÃ

HORÁRIO: DAS 8H ÀS 12H

DATAS: 22/08, 29/08, 05/09, 19/09, 26/09/2017 – PARQUE DA PREVIDÊNCIA - RUA PEDRO PECCININI, 88 JD. ADEMAR (ALTURA DO KM 11,5 DA RODOVIA RAPOSO TAVARES)

DRES JAÇANÃ/TREMEBÉ E FREGUESIA/BRASILÂNDIA

HORÁRIO: DAS 8H ÀS 12H

DATAS: 15/08, 22/08, 29/08, 05/09, 12/09/2017 – ÁREAS VERDES DA SUBPREFEITURA DE SANTANA – RUA ÁLVARO DE ABREU, 290-A JD. SÃO PAULO

DRE PIRITUBA/JARAGUÁ

HORÁRIO: DAS 8H ÀS 12H

DATAS: 17/08, 24/08, 31/08, 11/09, 21/09/2017 – PARQUE PINHEIRINHO D’AGUA - AV. MARECHAL TITO, 3012. ITAIM PAULISTA

Metas a serem alcançadas (ao final do ciclo da avaliação):

Ampliar para 100 o número de Unidades educacionais que utilizem a horta como ferramenta / estratégia pedagógica, proporcionando formação técnica à comunidade escolar com vistas a subsidiar a elaboração de plano de ação de horta escolar de base agroecológica, a sua implantação e utilização como instrumento pedagógico de educação ambiental e em segurança alimentar e nutricional.

Como objetivos principais, o curso pretendeu proporcionar formação técnica à comunidade escolar com vistas a subsidiar a elaboração de um plano de ação de horta escolar de base agroecológica, a sua implantação e utilização como instrumento pedagógico de educação ambiental e de educação alimentar e nutricional.

 Em relação aos objetivos específicos:

- Proporcionar o conhecimento técnico de todo o processo de implantação e manutenção da horta escolar, com base no sistema agroecológico de produção;

- Possibilitar o interesse e conexão das pessoas com o meio ambiente por meio de abordagens sistêmicas, integrando as diferentes áreas do conhecimento e práticas pedagógicas na escola, tendo a horta como importante ferramenta;

- Favorecer em toda a comunidade escolar, a reflexão sobre a alimentação orgânica e todos os seus benefícios na melhoria da qualidade ambiental e da vida, contribuindo para a incorporação de hábitos sustentáveis, incentivando práticas cooperativas e solidárias, a responsabilidade com o consumo consciente e ainda a redução e destinação adequada dos resíduos produzidos;

- Dialogar sobre a importância da alimentação saudável, segurança alimentar e mudança de hábitos alimentares;

- Estimular a reflexão sobre a temática água com destaque para o uso racional, estratégias de redução, reaproveitamento de água de chuva e sua interface com outras questões ambientais e de saúde;

- Disponibilizar informações técnicas sobre reciclagem dos resíduos sólidos, fomentando ações de coleta seletiva e utilização dos recursos orgânicos para a produção de adubo orgânico por meio de compostagem e minhocário;

Indicadores: Utilização da Hortas como ferramenta / estratégia pedagógica, com Inserção da temática no PPP.

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: Coordenadoria de Gestão e Organização Educacional – COGED

EH: 161300000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Karen Martins de Andrade – RF: 692.549.9

Nome da Ação: Atendimento à Demanda de Educação Infantil

Tipo da Ação: (X ) Projeto ( ) Processo

Responsáveis pela Ação: Suelen Moutinho Sapucahy de Souza – RF: 737.783-4/3, Fátima Cristina Abrão – RF: 675.374-4, Maria da Piedade Flórido Silva de Souza – RF: 572.970-0 e Silvia Maria da Silva – RF 583.182.2.

Objetivos a serem atingidos:

- Garantir acesso de crianças na faixa etária de creche;

- Dar oportunidade para construção de aprendizagens, convivência e experiências a uma quantidade maior de crianças de zero a 3 (três) anos;

- Expandir o atendimento a demanda de crianças de zero a 3 (três) anos, com a criação de vagas na Educação Infantil, por meio de:

a) construção de novos CEIs/Creches;

b) celebração de parcerias com organizações da sociedade civil;

c) parcerias com a iniciativa privada;

c) gestão e organização das vagas e da demanda.

Público Alvo: Crianças de zero a 3 (três) anos de idade do Município de São Paulo.

Justificativa para a Ação:

O entendimento de que a Cidade de São Paulo deve oferecer oportunidades para o melhor desenvolvimento na primeira infância, com o acesso progressivo de todas as crianças que necessitem do atendimento educacional público, sendo a educação umas das formas de promoção da equidade, que é um dos princípios norteadores da Gestão 2017 – 2020.

Nesse sentido, faz parte do Programa de Metas a busca de alternativas para ampliar o atendimento às crianças de zero a 3(três) anos de idade, inclusive da população mais vulnerável, de modo a assegurar -lhes o direito a educação, conforme previsto na legislação em vigor.

Cronograma (etapas e período de execução): De janeiro a dezembro de 2017.

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do ciclo da avaliação (2017/2020) Nossa Creche:

Meta – Expandir em 30.000 (trinta mil) as vagas em creches na Cidade de São Paulo.

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de trabalho: Coordenadoria de Gestão de Pessoas-COGEP

EH: 161300000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Mariza Leiko Kubo, reg. func. 118.611.6

Nome da Ação: Garantia de recursos humanos em todas as unidades educacionais

1 – Tipo de Ação: ( X ) Projeto ( ) Processo

2 – Responsável pela Ação: Mariza Leiko Kubo, RF: 118.611.6

3 – Objetivos a serem atingidos:

Prover os módulos de pessoal das unidades da SME mediante:

a) Realização de concursos de ingresso e de acesso aos cargos da carreira do magistério municipal, observados a conveniência e interesse da Administração;

b) Convocação dos candidatos aprovados para escolha de vagas respeitado o número de vagas existentes nos respectivos módulos, conforme conveniência e interesse da Administração.

4 – Público Alvo: unidades da SME, em especial, unidades educacionais.

5 – Justificativa para a Ação:

Necessidade de assegurar pessoal para o desenvolvimento das atividades educacionais com vistas à prestação de serviço com qualidade, em especial, o cumprimento das metas pedagógicas.

6 – Cronograma (etapas e período de execução): no decorrer do ano/processo contínuo.

- 1o semestre: convocação de 7.000

- 2o semestre: convocação de 1.500

- 5 dias após escolha de vaga: nomeação

7- Metas (indicadores) a ser alcançados (ao final do ciclo de avaliação):

I – convocação de 8.500 candidatos aprovados em concurso, para escolha de vagas/nomeação

II – nomeação de 7.650 candidatos convocados para escolha de vagas

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: Coordenadoria Pedagógica - COPED

EH: 161100000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Leila Barbosa Oliva, RF: 549.131-2

Nome da Ação: Capacitação continuada de formadores de professores regentes de alfabetização

Tipo de Ação: ( x ) Projeto ( ) Processo

Responsáveis pela Ação: Leila Barbosa Oliva, RF: 549.131-2 e Minéa Paschoaletto Fratelli, RF: 694.689-5

Justificativa da Ação: Considerando a meta estabelecida, no Programa de Metas, para o ciclo de alfabetização (100% dos alunos na hipótese alfabética ao final do 2º ano) e a garantia de que todos os estudantes estejam alfabetizados ao final do 3º ano em 2017, há a necessidade de capacitação dos formadores que atuam com professores do ciclo de alfabetização a fim de refletir sobre o acompanhamento das aprendizagens e as intervenções necessárias para que todos os estudantes aprendam.

Público Alvo: Formadores de professores regentes de alfabetização

Objetivo(s) a ser atingido(s): Formadores de professores regentes de alfabetização capacitados

Cronograma (etapas e períodos de execução): Encontros mensais, de janeiro a novembro de 2017.

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (ao final do ciclo da avaliação):

i. Carga horária efetivada de 78 horas/aula;

ii. Capacitar 25 Formadores.

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: SME/Coordenadoria de Planejamento e Orçamento – COPLAN

EH: 160100000000000

Gestor da Unidade de Trabalho:

Nome da Ação: Elaboração e monitoramento do Programa de Metas e peças orçamentárias da área da educação e acompanhamento das prestações de contas dos recursos destinados a programas e projetos da educação municipal (com exceção dos recursos relativos à alimentação escolar).

Tipo da Ação: (x) Projeto (x) Processo

Responsáveis pela Ação: Márcia Tamiko Moriya, RF: 645.483-6, Marcos Arnal Martins, RF: 776.579-7 e Ananda Grinkraut, RF: 8359229-1

Objetivo a ser atingido: Plano plurianual consolidado, proposta orçamentária anual elaborada, Programa de Metas monitorado e prestações de contas acompanhadas.

Público Alvo: Unidades Gestoras e Orçamentárias da SME e unidades educacionais da Rede Municipal de Ensino.

Justificativa para a Ação: Garantir a execução do orçamento da Secretaria Municipal de Educação e acompanhamento da prestação de contas nos moldes da legislação vigente e em consonância com o disposto no Plano Plurianual, Plano Municipal de Educação e no Programa de Metas, visando o pleno funcionamento da Rede Municipal de Ensino.

Cronograma (etapas e período de execução):

- Elaboração e consolidação das peças orçamentárias:

a) Projetar as receitas advindas de fontes de recurso diversas do Tesouro Municipal com envio das informações a Secretaria de Finanças (junho/2017);

b) Propor normas e procedimentos para elaboração da Proposta Orçamentária Anual no âmbito da Secretaria Municipal de Educação, orientando os trabalhos em nível central e regional (junho/2017);

c) Garantir a compatibilidade entre as previsões de receita e de despesas (junho a agosto/2017);

d) Levantar informações junto às unidades gestoras e orçamentárias, compatibilizar e consolidar os dados do plano plurianual e as propostas orçamentárias no âmbito da Secretaria Municipal de Educação, com base nos parâmetros estabelecidos pela Junta Orçamentária-Financeira – JOF, submetendo para apreciação e deliberação da superior administração visando os ajustes finais de acordo com as ações prioritárias da Pasta (junho a agosto/2017);

e) Cadastrar as informações relativas ao plano plurianual e à proposta orçamentária no Módulo de Planejamento Orçamentário do Sistema de Orçamento e Finanças – SOF, a saber: inserção das metas com valores e quantitativo, valores das dotações e detalhamento das ações, Plano de Ação, Legislação e Atribuições do Órgão (julho e agosto/2017);

f) Proceder eventuais ajustes na forma indicada pela Secretaria de Finanças, com o objetivo de adequar a proposta ao orçamento da municipalidade com a devida validação da superior administração da Pasta (agosto e setembro/2017);

g) Elaborar relatórios gerenciais para subsidiar a superior administração da Pasta na ocasião da audiência pública temática na CMSP (outubro e novembro/2017).

- Acompanhamento da prestação de contas no âmbito da SME (exceção dos recursos relativos à alimentação escolar)

a) Orientar as unidades gestoras sobre a aplicação dos recursos destinados a programas e projetos da educação municipal (janeiro à dezembro/2017);

b) Acompanhar o recebimento, analisar e inserir os dados no SIGPC (Sistema de Gestão de Prestação de Contas) dos recursos federais transferidos ao município, a saber: Programa Brasil Carinhoso, Plano de Ações Articuladas e Projovem Urbano (janeiro a junho/2017);

c) Acompanhar o recebimento, analisar e inserir os dados no SIGPC (Sistema de Gestão de Prestação de Contas) dos recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola, transferidos às unidades executoras (janeiro a dezembro/2017);

b) Implementar a execução, orientar as unidades gestoras sobre a aplicação dos recursos, acompanhar e analisar a prestação de contas do Programa de Transferência de Recursos Financeiros – PTRF (janeiro a dezembro/2017);

c) Elaborar os demonstrativos gerenciais relativos à execução dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB (janeiro a dezembro/2017).

- Elaboração e estruturação do monitoramento do Programa de Metas:

a) Apoiar a elaboração e detalhamento das metas do Programa de Metas (janeiro a junho/2017);

b) Apoiar a elaboração, detalhamento e orçamento dos projetos estratégicos (janeiro a junho/2017);

c) Consolidar as informações para a estruturação do monitoramento do Programa de Metas (julho a dezembro/2017).

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do ciclo da avaliação:

Meta 1 – Inserção de 100% das informações relativas ao plano plurianual e a proposta orçamentária anual da SME no Sistema de Orçamento e Finanças – SOF.

Meta 2 – Análise da prestação de contas dos Programas de transferência de recursos para as unidades escolares (PDDE, PTRF), Programa Brasil Carinhoso, FUNDEB, Plano de Ação Articuladas e Projovem Urbano.

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Unidade de Trabalho: Coordenadoria de Tecnologia da Informação - COTIC

EH: 161800000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Marcos Mungo, RF: 838.552.1-1

Nome da Ação: Mapeamento da conectividade da rede SME

Tipo de Ação: (X ) Projeto ( ) Processo

Responsáveis pela Ação: Eliel dos Santos Silva, RF: 841.178-6

Justificativa da Ação: Prover a SME de informação para planejamento da conectividade da Rede Municipal de Educação.

Público Alvo: Unidades Administrativas e Pedagógicas

Objetivo(s) a serem atingido(s): Aprimorar conectividade da Rede Municipal de Educação

Cronograma (etapas e períodos de execução):

plano de metas cotic 1

Metas ou Indicadores a serem alcançados (ao final do ciclo da avaliação):

plano de metas cotic 2

 

DOC 09/12/2017 – P. 70

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

UNIDADE DE TRABALHO: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO IPIRANGA

EH: 161068000000000

GESTOR DA UNIDADE DE TRABALHO: JOSÉ WALDIR GRÉGIO, RF: 548.871-1

1. Nome da ação: Expansão de 1668 vagas nos Centros de Educação Infantil

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável pela Ação: Marta Malheiros Adriano, RF 690.979.5/2

Justificativa para a Ação: Necessidade de implementar ações a fim de assegurar à educação infantil igualdade de condições para o acesso e permanência na unidade educacional, na perspectiva de garantir qualidade social por meio da oferta de vagas nos Centros de Educação Infantil da Diretoria Regional de Educação do Ipiranga.

Público Alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivos a serem atingidos: Expansão da oferta de vagas nos Centros de Educação Infantil

Cronograma (etapas e período de execução): Janeiro a Dezembro

Janeiro a Outubro – Criação de 887 vagas

Novembro e dezembro - Criação de 796 vagas

Janeiro a dezembro: Definição e indicação de áreas com Demanda Cadastrada de crianças de 0 a 3 anos e 11 meses para a ampliação da oferta de vagas nos Centros de Educação Infantil da Rede Direta e criação de CEIs em Regime de Parceria com Entidades Credenciadas.

Meta 1 - Ampliar a oferta em no mínimo 1.668 vagas (5,6% de 30.000.meta de SME) nos CEIs Diretos e CEIS em Regime de Parcerias com Entidades Credenciadas que atendam as necessidades da Demanda Cadastrada por região.

2. Nome da Ação: Garantir e ampliar a formação continuada aos educadores da DRE Ipiranga

Tipo de Ação: ( ) PROJETO ( X ) PROCESSO

Responsável pela Ação: Marcelo Augusto Machado, R.F. 598.886.1

Justificativa da Ação

Para ampliarmos a competência leitora e escritora dos alunos matriculados nas escolas municipais da DRE Ipiranga, assim como, qualificar as intervenções pedagógicas, necessitamos propiciar aos educadores formação continuada, possibilitando reflexões a respeito do fazer pedagógico e garantir discussões qualitativas sobre as possibilidades de registro.

Público Alvo:

Professores de Educação Infantil, Professores de Educação Infantil / Ensino Fundamental I, Professores de Ensino Fundamental II e Coordenadores Pedagógicos.

Objetivos a ser atingidos

Aprimorar as práticas pedagógicas nos ciclos de alfabetização, interdisciplinar e autoral;

Qualificar o fazer pedagógico na perspectiva de melhorar os diversos tipos de registro das intervenções pedagógicas em todas as modalidades de ensino;

Ampliar o conhecimento da importância do trabalho pedagógico na perspectiva de interdisciplinaridade;

Rever e redimensionar os processos avaliativos da escola.

Cronograma (etapas e períodos de execução): Meses de fevereiro a novembro de 2017

Meta 2: Atingir 1.185 educadores nas diversas formações propiciadas pela Divisão Pedagógica (DIPED) – DRE Ipiranga.

 

DOC 09/12/2017 – P. 70

 

Unidade de Trabalho: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO BUTANTÃ

EH: 161079000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: ANGELI MATIAS TEIXEIRA, RF: 690.809.8/1

1- Nome da Ação: EXPANSÃO DE VAGAS EM CEIs PARA CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: Divisão de Administração e Finanças – Priscila de Carvalho Kovacs Conde – RF 808.556.1/1; Jussara Maciel Messias Rubin Cardoso – RF 710.696.3/3; Patricia Rozo Duarte – RF 744.899.6/1; Gilmara Soraya de Paula Iglesias Albuquerque – RF 839.295.1/1; Monica Cristina Borges de Carvalho – RF 813.697.1/3; Maria Cecília Salles da Cruz – RF 677.295.1/3.

Justificativa da Ação: O expressivo número de crianças cadastradas na região de Pinheiros e Butantã, aliada à necessidade de atendimento à referida demanda.

Publico Alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivo a ser atingido: Expandir o número de vagas nos Centros de Educação Infantil, para atendimento à demanda de crianças na faixa etária de 0 a 3 anos, nos diversos distritos do Butantã e de Pinheiros.

Cronograma (etapas e períodos de execução):

1. Estudo da necessidade de atendimento à demanda, de acordo com os bairro/subdistritos, visando priorizar as regiões que mais necessitam;

2. Visitas aos Centros de Educação Infantil, a fim de otimizar espaços educativos na perspectiva de expansão de atendimento às crianças de 0 a 3 anos;

3. Celebração de Novas Parcerias nos termos da Portaria SME, nº 4548 de 19 de maio de 2017 (Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil);

4. Análise das propostas de aditamento dos termos de Parcerias dos CEIs da rede indireta, com objetivo de ampliar o número de vagas oferecidas.

As ações descritas acima deverão ser desenvolvidas durante todo o ano.

Meta ou indicador a ser alcançado no final do ciclo de avaliação:

Abertura de 1.367 (4,6% de 30.000, meta de SME) novas vagas em Centros de Educação Infantil, através de novas parcerias e da otimização e ou ampliação de espaços já existentes.

2- Nome da Ação: FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: DIPED – Divisão Pedagógica – Diego Benjamim Neves - RF: 793.653.2/1; DICEU – Divisão dos CEUs e da Educação Integral – Roger Aparecido Silva de Oliveira - RF: 792.066.1/1.

Justificativa da Ação: Tendo em vista as especificidades do território da DRE Butantã e a premissa de que a formação continuada dos profissionais da educação, além de direito, é uma necessidade para garantir os processos de melhoria da práxis pedagógica, faz-se necessário o investimento em processos que se proponham a discutir e refletir sobre o trabalho pedagógico sério, ético, crítico e comprometido com a educação como direito humano e como caminho para emancipação dos sujeitos e o combate a estereótipos étnicorraciais, de gênero, faixa etária, origem, religião, sexualidades, de deficiência entre outros, por meio do currículo escolar que assegure os direitos de aprendizagem

a bebês, crianças, jovens e adultos.

Público Alvo: Profissionais da educação em exercício nas Unidades da Diretoria Regional de Educação Butantã, tais como docentes de todos os níveis e modalidades de ensino, equipe de apoio e gestores das unidades da administração direta, bem como profissionais das unidades do MOVA, CEI indiretos e estagiários dos programas Aprender sem Limites e Parceiros da Aprendizagem e Auxiliares de Vida Escolar.

Objetivo a ser atingido: Propiciar diferentes modalidades de ações formativas que visem a ressignificação das práticas pedagógicas por meio de metodologias diversas, desde os estudos teóricos aos debates, relatos de práticas e vivências éticas, estéticas e políticas.

Cronograma (etapas e períodos de execução):

1. Formação mensal e específica: aos gestores de educação infantil e ensino fundamental, sobretudo coordenadores pedagógicos; professores do atendimento educacional especializado, professores de recuperação paralela, professores orientadores de informática educativa, professores orientadores da sala de leitura; estagiários dos programas Aprender sem Limites e Parceiros da Aprendizagem.

2. Formação única aos auxiliares de vida escolar no período do recesso de julho.

3. Grupos de trabalho com características de estudo e pesquisa:

I. Gênero e sexualidades – de setembro a dezembro;

II. Mediação de conflitos – de agosto a novembro;

III. Étnicorracial - de março a dezembro.

4. Seminários:

I. 15 anos da transição dos CEIS: da Assistência à Educação: conquistas, desafios e perspectivas;

II. Reexistir e resistir: indígenas em contexto urbano;

III. Novembro negro: Afrobrasilidade: luta, resistência e reenraizamento (2 edições).

5. Cursos optativos de abril a dezembro:

I. O debate da inclusão através do cinema (6 turmas);

II. O currículo na perspectiva integradora: reflexões pedagógicas pelas lentes da sétima arte (turma única);

III. O direito à diversidade na perspectiva da educação inclusiva (2 turmas);

IV. Alfabetização matemática (2 turmas);

V. O ensino de ciências por investigação na prática docente: estratégias e concepções (3 turmas);

VI. A importância da leitura na formação de um leitor crítico (2 turmas);

VII. Alfabetização e letramento para além das letras (turma única);

VIII. Refletindo o ensino de poliedros no ensino fundamental (turma única);

IX. Educação e contemporaneidade: reflexões sobre a BNCC (turma única);

X. Trocando ideias sobre inclusão (turma única);

XI. O currículo que promove o enfrentamento à violência sexual contra a criança e o adolescente (turma única);

XII. LIBRAS: instrumentalizando o professor para o diálogo com o estudante surdo (turma única);

XIII. Recursos tecnológicos acessíveis (turma única);

XIV. Atendimento Educacional Especializado e as estratégias pedagógicas para educandos com deficiência múltipla (2 turmas);

XV. Sala de recursos multifuncionais e o Atendimento Educacional Especializado: ressignificando conceitos e práticas (turma única);

XVI. Migrantes e Refugiados: cidadãos do mundo (turma única);

XVII. Cultura corporal (2 turmas);

XVIII. Protagonismo infanto-juvenil (turma única);

XIX. Diários de itinerâncias como recurso para formação de professores em horários coletivos (turma única);

XX. A documentação pedagógica como construção de memória, autoria e reflexão sobre as práticas pedagógicas na educação infantil (turma única);

XXI. Alfabetização na perspectiva do letramento: os desafios da leitura e escrita no ciclo interdisciplinar e autoral (2 turmas);

XXII. Imprensa Jovem – Produção Jornalística (turma única);

XXIII. Os desafios da Gestão Escolar (2 turmas);

XXIV. Cuidar e Educar: Noções Básicas de cuidados para os alunos com Deficiência e Transtornos Globais do Desenvolvimento (turma única);

XXV. Lições Elementares de Iniciação ao Xadrez (2 turmas);

XXVI. Iniciação ao Jogo de Mancala Awele (2 turmas);

XXVII. Fundamentos do Xadrez (turma única);

XXVIII. A Teoria e Pratica dos Fundamentos do Xadrez (turma única);

XXIX. Jogo da Onça e Outras Brincadeiras Indigenas (turma única);

XXX. Potenciais Educativos do Território Urbano: Rumo À Cidade Educadora (turma única);

XXXI. Formação Inicial - Introdução A Educação Emocional - Programa Amigos do Zippy (turma única);

XXXII. Introdução A Educação Emocional - Programa Amigos do Zippy (2 turmas);

XXXIII. Programa de Prevenção de Acidentes Primeiros Socorros (4 turmas);

XXXIV. Como Trabalhar Répteis e Evolução no Ensino Fundamental (2 turmas);

XXXV. Ciclo de Palestras "Respeitar é Preciso" (turma única);

XXXVI. Curso Segurança Alimentar e Nutricional: Interface Saúde e Educação (turma única);

XXXVII. Formação Programa #TAMOJUNTO (turma única).

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (ao final do ciclo de avaliação): Garantir a formação continuada a 2.800 educadores com participação satisfatória e produções condizentes às temáticas abordadas.

 

DOC 09/12/2017 – PP. 70 E 71

 

UNIDADE DE TRABALHO: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO GUAIANASES

EH: 161078000000000

GESTOR DA UNIDADE DE TRABALHO: Lucimeire Cabral de Santana, RF: 676.749.4

1. Nome da ação: Expansão de vagas em Centros de Educação Infantil

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: Carla Cirone Lima Sepulveda R.F: 677.469.5, Beatriz Monteiro de Araújo, R.F. 600.779.1 e Ester Marques de Paula Dionísio R.F. 678.401.1

Justificativa para a Ação: A análise semanal da situação da demanda por meio do sistema informatizado revelou a necessidade de ampliação no atendimento à demanda cadastrada, na faixa etária de 0 a 3 anos; e o acompanhamento do trabalho nas Unidades Educacionais forneceu dados que apontaram a importância do planejamento e do desenvolvimento de ações para o aprimoramento do trabalho desenvolvido, observando as diretrizes da SME para a Educação Infantil.

Público-alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivo a ser atingido:

* Ampliar vagas para o atendimento às crianças cadastradas no sistema informatizado com qualidade.

Cronograma: (etapas e período de execução):

Ampliação do atendimento na rede direta, parceira indireta e parceira particular / conveniada (janeiro a dezembro/2017);

Formação continuada para Gestores, Mantenedores e Professores dos CEIs diretos, da rede parceira indireta e parceira particular / conveniada (fevereiro a dezembro/2017);

Formação continuada nas UEs (fevereiro a dezembro/2017);

Seminário CEI 15 Anos (agosto/2017);

CONGREG – Congresso Regional de Educação de Guaianases (novembro/2017).

Metas ou indicadores a serem alcançados:

Meta 1.1: Criar, no mínimo, 247 (duzentos e quarenta e sete, 0,08% de 30.000, meta de SME) vagas para atendimento à demanda cadastrada no sistema EOL, na faixa etária de 0 a 3 anos;

Meta 1.2: Formação continuada para todos os gestores, mantenedores e para 30% dos docentes, dedicando atenção aos aspectos administrativos e ao trabalho pedagógico adequado às Diretrizes Curriculares e aos padrões de qualidade estabelecidos pelo CME na Deliberação 09/15;

2. Nome da ação: Capacitação dos profissionais

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável (eis) pela Ação: Carla Cirone Lima Sepulveda R.F. 677.469.5, Beatriz Monteiro de Araújo, R.F. 600.779.1, Ester Marques de Paula Dionísio R.F. 678.401.1 e Ana Lúcia de Souza R.F. 660.902.3

Justificativa: As reflexões sobre Atualização do Currículo da Cidade de São Paulo, as demandas inerentes à Educação Infantil e ao Ensino Fundamental e Médio, as metas de SME com relação às aprendizagens e ao desenvolvimento de todos os bebês, crianças, jovens e adultos, desencadearam a elaboração de uma proposta de formação, com base no histórico e nos saberes que os educadores da rede Municipal de Ensino de São Paulo já construíram e na necessidade de integrar novas abordagens que estejam em consonância com as propostas atuais da Secretaria Municipal de Educação (SME), ligadas ao Currículo, à Formação e à Avaliação/Acompanhamento.

Público-alvo: Equipe da DRE, UEs e Comunidade Escolar

Objetivos a serem atingidos:

* Efetivar um Programa de Formação Continuada que tenha como foco a garantia da aprendizagem dos estudantes e a perspectiva da avaliação para a aprendizagem, além de possibilitar a interação com os pares, o aprofundamento teórico que emerge como necessidade da reflexão na e sobre a ação;

* Promover ações formativas junto a 100% dos gestores, dedicando atenção aos aspectos administrativos e ao trabalho pedagógico;

* Acompanhar os processos de ensino e de aprendizagem, o desenvolvimento dos bebês, das crianças, dos jovens e dos adultos;

* Fomentar ações e parcerias que garantam o desenvolvimento integral dos nossos alunos nas dimensões da educação, promoção da saúde, da cultura e artes, do esporte e do lazer;

* Fortalecer a Gestão Democrática Participativa (Conselho de Escola, Conselho Gestor, CRECE e Agremiações Estudantis);

* Incentivar a cultura de cidadania e respeito;

* Contribuir com o processo de requalificar as práticas, tempos e espaços educativos e a refletir sobre o processo educacional como uma prática educativa vinculada com a própria vida;

* Ampliar os diálogos com novos atores e ou com atores que possibilitam a integralidade da formação humana, incorporando às ações do nosso cotidiano os interlocutores da saúde, cultura, assistência social, bem como ações que permitam a exploração do território, pensando na escola, no bairro, no distrito e na cidade de São Paulo.

Cronograma: (etapas e período de execução):

Atualização do Currículo da Cidade de São Paulo: construção dos objetivos de aprendizagem dos diferentes componentes curriculares (fevereiro a agosto);

Cursos de formação continuada abordando: Alfabetização; Alfabetização Matemática; Gestão para aprendizagem; Recuperação Paralela; Tecnologias para aprendizagem e Educomunicação; Infâncias (Currículo Integrador para a primeira infância: articulação da Educação Infantil com o Ensino Fundamental; Gestão de tempos, espaços e suas interações; Avaliação na Educação Infantil; Campos de experiência e múltiplas linguagens (o brincar como eixo norteador); Educação Especial / Inclusiva; Docência Compartilhada, Pedagogia de Projetos, Protagonismo e Autoria; Educação para as Relações Étnico raciais: Educação, Gênero e Sexualidade; (fevereiro a dezembro);

Acompanhamento Técnico-Pedagógico às UEs (fevereiro a dezembro);

Encontros formativos sobre: O papel do Gestor nos Centro Educacionais Unificados (agosto a dezembro); Mediação de Conflitos (CEI, EMEI e EMEF) (fevereiro a dezembro); Programa Saúde Escolar (PSE) (fevereiro a dezembro); Rede de Proteção Social no Território (intersecretarial e intersetorial) (fevereiro a dezembro);

Cursos específicos: Curso de Xadrez, do Curso Mancala e outros jogos de tabuleiro (março a dezembro); Curso # TamoJunto (outubro a dezembro) ; Curso de Primeiros Socorros (novembro); Curso Criança Segura (agosto);

Reuniões setoriais entre Equipe Gestora e Supervisão Escolar (fevereiro a dezembro);

Curso para Gestores iniciantes (maio a novembro);

Reuniões mensais com Diretores de Escola (março a novembro);

Seminários: CEI 15 Anos (agosto), Ciclo Autoral e TCAs (agosto e novembro), Gestão Escolar (junho e novembro);

Congresso Regional de Educação de Guaianases – CONGREG (novembro).

Metas ou indicadores a serem alcançados:

Meta 1.1: Capacitar no mínimo 2.300 profissionais nos eixos: Currículo, Formação e Avaliação, Educação Integral e Inclusiva, Participação e Gestão Social.

 

DOC 09/12/2017 – P. 71

 

DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO FREGUESIA/BRASILÂNDIA

EH: 161070000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Orminda Gonçalves dos Santos Teodoro, RF: 691.507.8-2

1- Nome da Ação: Expansão de oferta de vagas para a Educação Infantil

Tipo de Ação: Processo

Responsáveis pela ação: Andréa Caldeo Calvo, RF: 620.192.0-1 e Celina Cândia Krassimar, RF: 590.361.1-1.

Objetivo a ser atingido: Ampliar e qualificar o atendimento de Educação Infantil na DRE Freguesia/Brasilândia.

Público Alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Justificativa para o desenvolvimento da ação: Necessidade de garantir atendimento qualificado à demanda de educação infantil cadastrada no Sistema EOL, bem como aos alunos matriculados nas unidades de educação infantil das redes direta e parceira da DRE Freguesia/Brasilândia;

Cronograma de atividades:

I- Orientação a todas as Instituições/Entidades parceiras e/ou que vierem a se tornar parceiras nos termos do disposto em legislação sobre a Política de Parcerias da Secretaria Municipal de Educação.

Data de início: fevereiro/2017

Data de término: dezembro/2017

II- Subsídios às Instituições Sociais, norteados pelas diretrizes da SME, com o envolvimento dos diversos setores da DRE, para aditamento das parcerias existentes, ampliação da capacidade de atendimento e/ou celebração de novas parcerias.

Data de início: janeiro/2017

Data de término: dezembro/2017

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do ciclo:

Expandir a oferta de vagas em 1.949 (mil novecentas e quarenta e nove, 6,5% de 30.000, meta de SME) novas vagas para a Educação Infantil por meio da rede parceira.

2- Nome da Ação: A Formação contínua como ferramenta para a garantia do direito à aprendizagem.

Nome dos responsáveis pela ação: Celina Cândida Krassimar - RF.590.361.1 – Daniele Leite Ferreira Memoli – RF. 745.619.1

Objetivo a ser atingido: Garantir o direito de todos os alunos a aprender através do acompanhamento das aprendizagens, tendo a formação continuada como estratégia fundamental para qualificar o trabalho pedagógico.

Público Alvo: Equipe da DRE Freguesia/Brasilândia, Equipes dos CEIs, EMEIs, EMEFs, CIEJA e da EMEBS jurisdicionados a DRE Freguesia/ Brasilândia.

Justificativa para o desenvolvimento desta ação: Todos os alunos da rede municipal de educação de  São Paulo têm direito a aprender. Para que este objetivo se materialize consideramos como fundamental as metas a seguir:

a- Desenvolver um movimento formativo que estimule estratégias que possibilitem novos percursos formativos para a qualificação do trabalho pedagógico que propicie o acompanhamento para as aprendizagens;

b- Subsidiar a prática pedagógica para que possam planejar situações didáticas que atendam às necessidades de aprendizagem dos alunos, com vistas às metas propostas pela SME;

c- Acompanhar e recuperar as aprendizagens necessárias dos alunos que se encontram com nível de proficiência abaixo do básico, bem como garantir a consolidação da alfabetização para todos os alunos do ciclo de alfabetização;

d- Propiciar o aprofundamento teórico a partir das questões trazidas do cotidiano escolar na prática pedagógica, através dos encontros formativos organizados na DRE e em horários coletivos e Reuniões Pedagógicas nas UEs.

e- Itinerância do Grupo de Trabalho do Núcleo e Apoio e Acompanhamento para a Aprendizagem tendo como principal foco de atenção o atendimento às crianças e jovens com dificuldades de aprendizagem.

f- Itinerância do Centro de Formação e Apoio à Inclusão (CEFAI) pretendendo ser um apoio ao atendimento educacional especializado junto aos alunos com deficiência.

Cronograma de atividades:

Data de Início: fevereiro de 2017

Data de término: dezembro de 2017

I) Ação formativa com equipes das Unidades Educacionais:

- Formação contínua “Dialogando com os Coordenadores Pedagógicos do Ensino Fundamental;

- Curso: Alfabetização e Letramento;

- Curso: O ensino de Ciências por investigação na prática docente: estratégias e concepções;

- Curso: Refletindo sobre o ensino de poliedros no ensino fundamental;

- Curso: Recuperação Paralela: Acompanhamento das aprendizagens no Ensino Fundamental (módulos 1 e 2);

- Curso: Alfabetização e práticas alfabetizadoras;

- Curso: Atualização do Currículo da Cidade de São Paulo – Discussões na DRE

- Curso: Ciranda Cultural: A Cidade Educadora, Educação e Cultura em Diálogo

-  Curso: Dialogando e refletindo com os professores orientadores da sala de leitura;

- Curso: O trabalho do POIE com tecnologias para a aprendizagem e interdisciplinaridade;

- Curso: Robótica Educacional: Aprendizagem por Descobertas e Desafios;

- Formação para Coordenadores Pedagógicos, professores de Arte do Ensino Fundamental e Professores Orientadores de Educação Integral;

- Formação para Coordenadores Pedagógicos, professores orientadores de informática educativa- POEIs e Professores que desenvolvem projeto em “Robótica Criativa”

- O Coordenador Pedagógico e o Ensino Aprendizagem de Pessoas Jovens e Adultas

- Seminário: Aluno Autista, Construindo Possibilidades

- Seminário: sobre Deficiência Intelectual

- Curso: Reflexão sobre o trabalho colaborativo no atendimento educacional especializado

- Formação para professores de Acompanhamento e Apoio Educacional Especializado

- Curso: Aprendizagem um Direito de Todos

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do ciclo:

Promover formação continuada a 2.920 profissionais Equipe da DRE Freguesia/Brasilândia e, Equipes dos CEIs, EMEIs, EMEFs, CIEJA e da EMEBS jurisdicionados a DRE Freguesia/ Brasilândia.

 

DOC 09/12/2017 – P. 71

 

Unidade de Trabalho: DIRETORIA REGIONAL DE CAPELA DO SOCORRO

EH: 161075000000000

GESTOR DA UNIDADE DE TRABALHO: Marivaldo dos Santos Souza – RF: 528.172.5

1. Nome da ação: Ampliação do acesso à Educação Infantil

Tipo da ação: projeto ( ) processo (X)

Responsáveis pela Ação: Carolina Nogueira Droga – RF 694.109.5 e Rosana Reimberg de Barros Mendes dos Santos – RF 683.284.9

Justificativa: Em conformidade com as Políticas Públicas e o compromisso de ampliar a oferta de vagas para crianças de 0 a 3 anos nos CEIs e de 4 a 5 anos nas EMEIs, garantindo o direito de acesso e permanência das crianças à Educação Infantil.

Público-alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivo a ser atingido: Ampliar o atendimento na Educação Infantil.

Cronograma (etapas e período de execução):

* Acompanhamento das matrículas e viabilização de ampliação de atendimento (diário).

* Articulação entre os setores da DIPLA (Demanda, Convênios e Prédios) e Supervisão Escolar, a fim de otimizar os espaços existentes (durante o ano).

* Indicação de terrenos para construção de novos equipamentos (durante o ano).

* Busca ativa de novas parcerias para ampliação do atendimento pela Rede Parceira.

Metas ou indicadores a serem alcançados:

Meta 1: Atender 100% da demanda cadastrada para EMEI.

Meta 2: Oferecer 3.222 (10,7% de 30.000, meta de SME) novas vagas para atendimento nos CEIs.

2. Nome da ação: Formação continuada dos Profissionais de Educação

Tipo da ação: projeto ( ) processo ( X)

Responsáveis pela Ação: Adriana Cecília Kroll Vazquez – RF 680.435.7; Carolina Nogueira Droga – RF 694.109.5; Marina das Graças Moraes – 751.069.1; Rosana Reimberg de Barros Mendes dos Santos – RF 683.284.9

Justificativa: Em conformidade com as Políticas Públicas e o compromisso pela qualidade na Educação, com vistas a propiciar condições favoráveis à promoção das aprendizagens de acordo com as expectativas estabelecidas no Currículo da Cidade.

Público-alvo: Profissionais de Educação em exercício nas Unidades Educacionais.

Objetivo a ser atingido: Promover formação continuada aos Profissionais de Educação.

Cronograma (etapas e período de execução):

* Formação Equipe Gestora (mensal).

* Formação de Coordenador Pedagógico (mensal).

* Formação Docente – POIE, POSL e PRP (mensal).

* Seminários (durante o ano).

* Curso optativo para Profissionais de Educação (mensal).

* Palestras (durante o ano).

* Curso de Xadrez (durante o ano).

* Reuniões técnicas para orientação aos gestores das Unidades Educacionais e CEUs (durante o ano).

Meta ou indicador a ser alcançado:

Meta 1: Promover formação continuada para, no mínimo, 895 Profissionais de Educação em exercício nas Unidades Educacionais

 

DOC 09/12/2017 – P. 71

 

Unidade de Trabalho: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO CAMPO LIMPO

EH: 161072000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Regina Paula Collazo Bertuccioli, RF: 694.014-5

1- Nome da Ação: Ampliação de vagas na Educação Infantil

Tipo da Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: Tsutomu Nishimoto, R.F.608.847.3-2

Objetivo a ser atingido: Ampliar a oferta de vagas para a educação infantil, na faixa etária de 0 a 3 anos, buscando o atendimento da demanda cadastrada nas redes parceira e direta.

Público alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Justificativa para o desenvolvimento da ação: Em nossa região temos um número revelante de crianças em idade de educação infantil aguardando uma vaga, dessa forma, serão empreendidas ações voltadas para a expansão de vagas em creche visando atender à demanda cadastrada.

Cronograma contendo as etapas e/ou período de execução:

* Levantamento de terrenos para a construção de Centros de Educação Infantil: de fevereiro a dezembro/2017;

* Acompanhamento das obras de construções de CEI e implementação do seu funcionamento: de fevereiro a dezembro/2017;

* Celebração / aditamento de novas parcerias: de fevereiro a dezembro/2017.

Meta ou indicador a ser alcançado no final do ciclo da avaliação:

Ampliar em 7.527 (25,1% de 30.000, meta de SME), a oferta de vagas para crianças de 0 a 3 anos nos CEIs

2- Nome da Ação: Formação continuada de profissionais da DRE Campo Limpo

Tipo da Ação:( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: Roseli Helena de Souza Salgado, RF: 620.461.9-2

Objetivo a ser atingido: Promover cursos, seminários, e demais ações de formação continuada aos profissionais em exercício nas Unidades Educacionais e na DRE Campo Limpo

Público alvo: Funcionários da DRE Campo Limpo, U.E. e Comunidade Escolar.

Justificativa para o desenvolvimento da ação: Considerando a busca constante de atualização e aperfeiçoamento do trabalho desenvolvido pelos profissionais que atuam nas escolas da DRE Campo Limpo, bem como na própria diretoria, é imprescindível o investimento na formação continuada.

Cronograma contendo as etapas e/ou período de execução:

Fevereiro a Dezembro/2017

Meta ou indicador a ser alcançado no final do ciclo da avaliação:

Alcançar a formação de 1.890 profissionais

 

DOC 09/12/2017 – P. 71

 

Unidade de Trabalho: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO SÃO MIGUEL

E.H.: 161077000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Maria Aparecida de Sousa

RF do Gestor: 602.021.6 V2

1. Nome da Ação: Expansão de Vagas de Creches

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: Jair Sipioni

RF do Responsável: 551.809.1 V2

Justificativa da Ação:

A necessidade de ampliação do número de vagas oferecidas às crianças cadastradas no Sistema EOL na modalidade Educação Infantil.

Público Alvo: Crianças cadastradas no sistema EOL que aguardam atendimento nos CEIs da RME

Objetivo a ser atingido:

Meta da SME de oferecer de 30.000 vagas em creches, sendo que esta DRE deverá oferecer 834 vagas para o cumprimento da meta pela SME /SP.

Cronograma de Etapas e Execução:

1ª Etapa: de janeiro a março de 2017 – criação das vagas

2ª Etapa: de fevereiro a dezembro de 2017 – efetivação das matrículas;

Metas (e indicadores) a serem alcançados: oferecer 834 vagas em creches nesta DRE MP

2. Nome da Ação: Formação Continuada de Profissionais

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: Maria Isabel Vieira de Souza

RF do Responsável: 575.912.9 V 1

Justificativa da Ação:

Promover a formação continuada dos profissionais que atuam na DRE MP em consonância com a Meta da SME/SP

Público Alvo: Profissionais das Unidades Escolares da DRE/MP

Objetivo a ser atingido:

Oferecer 5.000 vagas distribuídas em cursos, palestra, seminários e encontros formativos e atingir a meta de que 55% de concluintes destas formações.

Cronograma de Etapas e Execução:

Fevereiro a Dezembro de 2017

Metas (e indicadores) a serem alcançados (ao final do ciclo da avaliação):

50% de concluintes considerando o número total de vagas a ser oferecido (2.750 concluintes) em 2017

 

DOC 09/12/2017 – P. 71

 

Unidade de Trabalho: DIRETORA REGIONAL DE EDUCAÇÃO ITAQUERA

EH: 161076000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Marcia Marques dos Santos RF: 590.871.0

1- Nome da Ação: EXPANSÃO DAS VAGAS DE CEI

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X) Processo

Responsável pela Ação: João Pedro da Silva, RF. 560.949.6/3; Marcia Marques dos Santos, RF. 590.871.0

Justificativa da Ação: Necessidade de implementar ações a fim de assegurar à educação infantil igualdade de condições para o acesso e permanência nas unidades educacionais, tendo em vista o dever do município em atender às crianças de 0 a 3 anos e a crescente demanda na região de Itaquera.

Público Alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivo a ser Atingido: Ampliar e qualificar o atendimento na Educação Infantil (CEI)

Cronograma (etapas e períodos de execução):

I- Orientação a todas as Instituições/Entidades Parceiras e/ou que vierem a se tornar nos termos do disposto em legislação sobre a Política de Parcerias da Secretaria Municipal de Educação. Data início: fevereiro/2017, Data término: dezembro/2017;

II- Subsídios às Instituições Sociais, norteados pelas Diretrizes da SME, com o envolvimento dos diversos setores da DRE, para aditamento das Parcerias existentes, ampliação da capacidade de atendimento e/ou celebração de novas parcerias, nos termos da legislação em vigor. Data início: janeiro/2017, Data término: dezembro /2017;

III- Formação contínua para as Equipes Gestoras das Unidades Educacionais quanto às ações relacionadas ao acesso e permanência dos alunos bem como quanto à fidedignidade dos dados inseridos no EOL, principalmente em relação ao cadastro de alunos e de ambientes. Data início: fevereiro/2017, Data término: dezembro/2017.

Meta a ser alcançada: 1.059 (3,5% de 30.000, meta de SME) vagas adicionais em creches.

2- Nome da Ação: FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X) Processo

Responsável pela Ação: Simone Ribeiro Mansano, RF. 722.854.6; João Pedro da Silva, RF. 560.949.6/3; Maria de Fatima de Brum Cavaleiro, RF.590.889.2; Marcia Marques dos Santos, RF. 590.871.0

Justificativa da Ação: Considerando que a formação continuada é um processo de atualização de conhecimentos que enriquece as práticas educacionais, é fundamental investir em ações de formação dos profissionais para aprimorar o profissional e a melhoria da qualidade da Educação Municipal.

Publico Alvo: Equipe da DRE, Equipe das Unidades Educacionais, Comunidade Escolar.

Objetivos a serem Atingidos: Qualificar o trabalho dos Profissionais de Educação, por meio de ações de formação continuada; Valorizar o profissional de educação, por meio de ações formativas e parceria com outras Instituições; Promover atividades formativas destinadas à Comunidade Escolar sobre temas relevantes a sua área de atuação, em articulação entre DIPED/CEFAI/NAAPA, Supervisão Escolar e DICEU;

Cronograma (etapas e períodos de execução):

Lições elementares de iniciação ao xadrez, Fundamentos do xadrez, Teoria e pratica dos fundamentos do xadrez – primeiro e segundo semestre; Iniciação ao jogo de mancala Awelé, primeiro semestre; jogo da onça e outras brincadeiras indígenas – segundo semestre; Curso de Primeiros Socorros – segundo semestre; respeitar é preciso ( em parceria com outras DREs) – primeiro e segundo semestre; mediação de conflitos – primeiro e segundo semestre; Atualização do Programa tamojunto, (em parceira com outras DREs) – segundo semestre; Reuniões técnicas para orientações gerais sobre Contabilidade (Adiantamento Bancário, PTRF, PDDE), Bens Patrimoniais, Departamento de Alimentação Escolar, Durante o ano; Elaboração, desenvolvimento e acompanhamento do Plano de formação das Unidades Educacionais com vistas aos princípios e diretrizes estabelecidas por SME, considerando o Projeto Político- Pedagógico de cada Unidade; Formação desenvolvida pela SME e pelas Diretorias Regionais de Educação estruturada nos eixos Avaliação e acompanhamento das Aprendizagens, Currículo e Formação – durante o ano letivo; AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO

DAS APRENDIZAGENS: Diagnóstico/revisão das aprendizagens perpassando a Educação Especial; Documentação Pedagógica; Registros das Ações Inter setoriais, Avaliação interna e externa (Avaliação diagnóstica, Prova Semestral, Prova EJA, Provinha São Paulo, Prova São Paulo) e IDEB; CURRÍCULO: Indicadores de Qualidade da Ed. Infantil Paulistana; Currículo integrador; atualização do Currículo da Cidade de São Paulo articulada aos documentos curriculares produzidos pela SME e em torno da Base Nacional Comum Curricular (BNCC); Educação em tempo Integral, Educação Especial e Projetos; FORMAÇÃO: Potencializar a formação do Coordenador Pedagógico, sem perder de vista o trio gestor, professores, PAEEs, Rede Parceiras, estagiários, Auxiliar de vida escolar e demais servidores, Acompanhamento da prática pedagógica e o PEA: Problematização da prática.

Promover o diálogo e articulação coletiva por meio da aproximação entre profissionais da escola e representantes da Rede de Proteção Social (SMS, SMADS, SMDH, Sistema de Justiça...) na perspectiva da garantia da Aprendizagem; Realização de Seminários, Semana de Alfabetização, Encontro Estudantil, e Cursos pela Diretoria Regional de Educação Itaquera em parceria com as Unidades Educacionais, durante o ano letivo.

Metas a serem alcançadas:

Oferecer aos profissionais da educação da rede municipal

1.570 vagas para aperfeiçoamento profissional, em cursos de formação continuada e a Educação de Jovens e Adultos – MOVA da Diretoria Regional de Educação Itaquera com o objetivo de implementar, consolidar e acompanhar Programas e Projetos para melhoria da qualidade de ensino.

 

DOC 09/12/2017 – P. 71

 

UNIDADE DE TRABALHO: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO SÃO MATEUS

CÓDIGO DE ENDEREÇAMENTO: 161080000000000

GESTOR DA UNIDADE DE TRABALHO: Mirtes Innocencio da Silva – RF: 638.991.1.

1- Nome da ação: AMPLIAÇÃO DE VAGAS EM CENTROS DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Tipo de ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsáveis pela ação: Célia Constancia Barasniewski Marchetti RF.725.514.4; e Carla Maria Alvarez, RF: 660,151.1;

Justificativa da Ação: É necessário garantir o acesso e pleno atendimento à demanda de crianças na faixa etária de 0 a 3 anos. Por meio de um trabalho articulado entre os Núcleos da Demanda Escolar, Parcerias, Prédios e Equipamentos e Supervisão Escolar, identificando áreas para construção ou ampliação através de novas parcerias com as organizações da sociedade civil;

Público Alvo: Comunidade escolar na faixa etária de 0 a 3 anos;

Objetivos: Ampliar o número de CEIs parceiros garantindo a qualidade da Educação Infantil considerando os Indicadores de Qualidade de Educação Infantil Paulistana;

Cronograma contendo as etapas e/ ou o período de execução:

a) Realizar a captação de imóveis para a instalação de CEIs de janeiro a dezembro;

b) Celebração de Termos de Colaboração de acordo com a portaria, de agosto a dezembro.

Metas e Indicadores a serem alcançados:

Criar 2.676 (8,9% de 30.000, meta de SME) vagas iniciais nos CEIs, quer seja como ampliação de vagas nas Unidades Educacionais existentes e/ou com novas Celebração de Termos de Colaboração; Garantir a aplicação dos Indicadores de Qualidade na Educação Infantil, nas Unidades Educacionais das novas parcerias.

2- Nome da Ação: “FORMAÇÃO CONTINUADA: AÇÕES E REFLEXÕES

Tipo de Ação: Processo

Responsáveis pela Ação: Paula Cristina Castro Pinheiro Bandler, RF: 727.580-3, Carla Maria Alvarez, RF: 660.151-1 e Rejane Maria Bressan, RF: 558.910.0;

Justificativa da Ação: Considerando a meta de garantir formação dos profissionais que atuam nas Unidades Escolares, em especial a do Coordenador Pedagógico; favorecer a consolidação dos direitos de aprendizagens de todos os alunos, crianças e jovens; o acompanhamento de ações junto as UEs diante dos resultados das avaliações externas e internas, a DIPED da DRE São Mateus propõe a organização de ações formativas e de acompanhamento, visando à implementação das propostas da SME e a melhoria das aprendizagens/desenvolvimento das crianças, jovens e adultos.

Público Alvo: Coordenadores Pedagógicos dos CEIs, EMEIs, EMEFs e EMEFM da rede direta e Coordenadores Pedagógicos da Rede Conveniada e Parceira; Diretores Escolares das EMEFs e EMEFM; Diretores Escolares dos CEIs e EMEIs ingressantes na Educação Infantil; Professores Recuperação Paralela, Professores com projetos de recuperação paralela; Professores Ciclo de Alfabetização, Interdisciplinar e Autoral; Monitores e Coordenadores do MOVA; Professores Orientadores de Sala de Leitura - POSL; Professores Orientadores de Informática Educativa - POIE; Estagiários dos Programas Aprender sem Limites e Parceiros de Aprendizagem; Professor de Atendimento Educacional Especializado PAEE; Professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental I em regências nas EMEIS e Professor de Educação Infantil.

Objetivo a ser atingido:

1. Fortalecer a atuação do Coordenador Pedagógico como formador de professores; 2. Promover formação para Coordenadores Pedagógicos das unidades educacionais - EF e EI, com foco na Gestão Pedagógica – planejamento do trabalho do CP, acompanhamento do trabalho pedagógico do professor e materiais produzidos por SME/COPED; 3. Oferecer semanalmente horário de plantão para atendimento às Equipes Escolares, em especial aos Coordenadores Pedagógicos contribuindo na elaboração de pautas de formação e análise de registros pedagógicos; 4. Visitar as Unidades Educacionais, para apoio e orientações aos Coordenadores Pedagógicos, no acompanhamento do trabalho dos professores e utilização dos materiais produzidos por SME – E.F e E.I.; 5. Promover encontros formativos com Diretores de Escola e Coordenadores Pedagógicos das EMEF/ EMEFM para acompanhamento das aprendizagens dos alunos; 6. Contribuir para uma gestão pedagógica compartilhada nas Unidades Educacionais; 7. Promover a formação de Professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental I com foco nos registros que compõem a Documentação Pedagógica; 8. Promover formação para Professores do Ensino fundamental I e II; 9. Promover formação para professores de recuperação paralela em Língua e Matemática; 10. Promover a formação dos Professores Orientadores de Informática Educativa e Professor Orientador de Sala de Leitura articulando com as salas regulares;11. Promover formação mensal aos Monitores e Coordenadores do MOVA; 12. Promover formação mensal para os estagiários do Programa: Aprender se Limites e Parceiros de Aprendizagem; 13. Promover Formação para PAEEs.

Cronograma contendo as etapas e/ ou o período de execução:

1. Encontros de formação com os Coordenadores Pedagógicos das Unidades Educacionais Educação Infantil, Ensino Fundamental (mensalmente - março a dezembro); 2. Acompanhamento da frequência nos encontros de formação, análise dos registros, produções e tarefas formativas de observação das práticas pedagógicas (mensalmente); 3. Analisar os dados das sondagens realizadas pelas Unidades Educacionais, e das Avaliações externas, para planejamento das intervenções e pautas de formações pedagógicas necessárias (bimestralmente); 4. Visitas às Unidades Educacionais que se encontrarem abaixo da meta do IDEB e das Unidades que solicitarem acompanhamento e/ou forem indicadas pela Supervisão Escolar para acompanhamento e observação da ação de formação e práticas docentes, articuladas com a Equipe Gestora da Unidade Educacional e Supervisão Escolar (mensalmente); 5. Reunião entre DIPED e Supervisão Escolar para articulação de ações de acompanhamento e avaliação dos Projetos e Programas da SME (mensalmente - janeiro a dezembro); 6. Plantão de atendimento aos Coordenadores Pedagógicos para orientações sobre suas pautas de formação para intervenções junto ao coletivo das escolas (semanalmente); 7. Acompanhamento pedagógico dos PAAIs, por meio da itinerância nas UEs, buscando institucionalizar o Atendimento Educacional Especializado – AEE (fevereiro a dezembro – mensalmente); 8. Articular a Rede de Proteção NAAPA (fevereiro a dezembro). Todas as ações serão desenvolvidas de fevereiro a dezembro de 2017, conforme o cronograma estabelecido pela DIPED em parceria com COPED, Supervisão Escolar, Equipe do CEFAI, Equipe do NAAPA e Unidades Educacionais.

Meta ou indicador a ser alcançado no final do ciclo da avaliação:

Desenvolver formação continuada para 2015 profissionais que atuem nas Unidades Educacionais

 

DOC 09/12/2017 – PP. 71 E 72

 

Unidade de Trabalho: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE SANTO AMARO

EH: 161073000000

Tipo de Ação: ( ) Projeto (x ) Processo

Gestor da Unidade de Trabalho: Sandra Ap. S. Dutra, RF: 539.084.2-3

1- Nome da Ação: EXPANSÃO DE VAGAS DE CRECHES

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( x ) Processo

Responsável pela Ação: Marta Lopes Ferreira Falguera, RF: 608.637.3

Justificativa da ação: A ampliação de vagas em creches no Município de São Paulo é uma demanda requerida, constituindo-se em item previsto no PPA 2014/2017. Também é meta prevista no Plano Municipal de Educação, além de ser muito importante quando analisado pelos estudiosos da infância tanto do ponto de vista pedagógico quanto de desenvolvimento das crianças no que diz respeito ao pleno desenvolvimento, desde que assegurados, com qualidade, o educar e o cuidar. Ademais, conforme apontam estes estudiosos da infância quanto mais cedo as crianças ingressarem nas escolas maiores serão as repercussões positivas em toda a sua trajetória de vida. É de se destacar que a inserção de crianças em idade de creche nas escolas é potencialmente um mecanismo social de reparação de desigualdades.

Publico Alvo: crianças em idade de atendimento em Creche.

Objetivo: Ampliar, mantendo-se a qualidade, o atendimento a crianças na faixa etária de 0 a 3 anos por meio de parcerias, e otimização e ampliações de espaços.

Cronograma e etapas e períodos de execução:

Janeiro a abril – levantamento de espaços ociosos nos equipamentos diretos e parceiros por meio de visitas às escolas diretas e parceiras com a finalidade de verificar a possibilidade de ampliação de atendimento nos prédios diretos, indiretos e conveniados já existentes, com a parceria da supervisão escolar.

Janeiro a dezembro: busca ativa de parceiros cujos prédios possam ser passíveis de ampliações.

Janeiro a dezembro – monitoramento de matrículas nas creches por meio do sistema E-OL de modo que matrículas sejam efetivadas nas vagas disponibilizadas, bem como do número de cadastros efetivados no período, com vistas ao planejamento de ações para o atendimento das crianças cadastradas.

Janeiro a dezembro: interlocução com a Supervisão Escolar para o monitoramento, em suas visitas de rotina, quanto à efetividade das matrículas, quanto às vistorias prévias e quanto à manifestação para abertura de novos equipamentos para o atendimento.

Janeiro a dezembro: orientações aos parceiros sobre a possibilidade de cadastramentos para o estabelecimento de novas parcerias.

Maio a Dezembro – vistorias prévias de espaços para estabelecimento de novas parceiras.

De agosto a Dezembro – matrículas de crianças nas unidades objeto das novas parcerias.

Julho a Setembro : estudo e projeções para o ano de 2018.

Meta e Indicador: Ampliar 3.769 (12,6% de 30.000, meta de SME) novas vagas em creches, em relação às vagas ofertadas no ano de 2016, por meio de novas parcerias e de otimização de espaços existentes e/ou ampliações nos prédios próprios e ou daquelas escolas objeto de parcerias.

2- Nome da Ação: FORMAÇÃO CONTINUADA DE EDUCADORES

Tipo de Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsável pela Ação: Eliana Correia Lopes, RF: 599.096.3-3

Justificativa da Ação: Considerando as metas apontadas por SME, em consonância com o Programa de Metas (2017/2020) e com o Plano Plurianual (PPA) / 2014 – 2017, faz-se necessário o investimento em ações formativas e de acompanhamento contínuos, envolvendo os Educadores das Unidades Educacionais.

Público Alvo: Coordenadores Pedagógicos, Professores de Educação Infantil, Professores de Ed. Infantil e Ens. Fundamental I, Professores de Ens. Fundamental II e Médio, Professores Orientadores de Sala de Leitura, Professores Orientadores de Informática Educativa, Professores de Recuperação Paralela, Professores Regentes de Sala de Recursos Multifuncionais, Monitores e Coordenadores de MOVA e Estagiários dos Programas Aprender sem Limites e Parceiros da Aprendizagem

Objetivo(s) a ser(em) atingido(s): promover ações formativas e de acompanhamento diversos de modo a contribuir para avanços no ensino oferecido e, por conseguinte, nas aprendizagens.

Cronograma (etapas e períodos de execução):

1) Formação específica continuada para: Gestores, em especial, para os Coordenadores Pedagógicos, Professores de Educação Infantil, Professores de Ed. Infantil e Ens. Fundamental I, Professores de Ens. Fundamental II e Médio, Professores Orientadores de Sala de Leitura (POSL), Professores Orientadores de Informática Educativa (POIE), Professores de Recuperação Paralela (PRP), Professores Regentes de Sala de Recursos Multifuncionais (SRM), Monitores e Coordenadores de MOVA  e Estagiários dos Programas “Aprender sem Limites” e “Parceiros da Aprendizagem”. De janeiro a dezembro.

2) Grupo de Trabalho: Mediação de Conflitos. De março a novembro.

3) Cursos:

a) Alfabetização e letramento – introdução. De maio a junho.

b) Práticas de Leitura no Ensino Fundamental. De agosto a setembro.

c) O Ensino de Ciências por Investigação na Prática Docente: estratégias e concepções. Setembro.

d) Blog para a Educação Infantil, uma construção colaborativa. Novembro.

e) Refletindo sobre o ensino de poliedros no Ensino Fundamental. Novembro.

f) Diálogos sobre Equidade nas Relações Étnicorraciais na Escola. Novembro.

4) Seminários:

a) Agosto Indígena: Resistência e História na Cidade de São Paulo. Agosto.

b) Da Creche ao Centro de Educação Infantil – Integrando Olhares e Escutas”. Setembro.

5) Encontros Formativos nos Setores- DIPED em parceria com a Supervisão Escolar com foco no Acompanhamento das Aprendizagens. Janeiro, maio, agosto e novembro.

6) Oficina e Plantão de Dúvidas acerca das Sondagens – Língua Portuguesa e Matemática. Maio.

7) Oficina e Plantão de Dúvidas acerca dos Indicadores de Qualidade da Educação Infantil Paulistana e elaboração do respectivo Plano de Ação. De fevereiro a dezembro.

8) Visitas regulares às Unidades pelos diferentes Núcleos da DIPED (Formativo, CEFAI, NAAPA e Tecnologias para a Aprendizagem), com pautas específicas, em parceria com a Supervisão Escolar, sempre que possível. De fevereiro a dezembro.

9) São Paulo Integral: encontros, plantão de dúvidas e visitas - ações conjuntas DIPED e DICEU. De março a setembro.

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (os) - ao final do ciclo de avaliação:

Meta: Atingir 3.650 (três mil, seiscentos e cinquenta) concluintes, consideradas as ações formativas e de acompanhamento realizadas ao longo do ano.

Indicadores: Concluintes das ações formativas realizadas pela DIPED encaminhadas ao CEUFOR e listas de presença das diversas ações formativas realizadas pela DIPED, sem encaminhamento ao CEUFOR.

 

DOC 09/12/2017 – P. 72

 

Unidade de Trabalho: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO PIRITUBA / JARAGUÁ

EH: 161071001000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Aurora Maria Fernandes, RF: 634.754.1-1

1- Nome da Ação: ATENDIMENTO À DEMANDA NA EDUCA-ÇÃO INFANTIL DE 0 A 3 ANOS

Tipo da Ação: Projeto ( ) Processo ( X )

Responsáveis pela Ação: Aurora Maria Fernandes, RF 634.754.1-1, Clarice Maran Espolare, RF: 558.404.3-4, Sonia Leonora Teixeira da Silva, RF 723.479.1-1, Emerson José Ribeiro Lemes, RF 676.438.0-1, Alessandra Pollon Servilha Soprani, RF 747.938.7-1 e Maria Helena Di Vernieri Cuppari RF: 116.818.5-4.

Justificativa para o desenvolvimento da ação: A demanda pelo atendimento de crianças de 0 a 3 anos justifica a necessidade de ampliação de vagas para esta faixa etária. Esse segmento requer a formação das equipes gestoras e dos professores, nas diferentes linguagens, bem como na organização dos tempos e espaços, inclusive ampliando o acesso e aperfeiçoando no atendimento às crianças, na perspectiva de uma educação integral.

Público alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivo a ser atingido: Ampliar a oferta de vagas para a educação infantil de 0 a 3 anos.

Cronograma contendo as etapas e o período de execução:

a) visita técnica às Unidades de Educação Infantil visando a otimização dos espaços educativos para a expansão do atendimento às crianças de 0 a 3 anos tanto na rede direta quanto na

Rede Conveniada – de março a dezembro;

b) análise de propostas de aditamento dos Termos de Parceria dos CEIs da Rede Indireta, visando ao aumento do número de vagas oferecidas às crianças de 0 a 3 anos – março a dezembro.

Meta ou indicador a ser alcançado no final do ciclo de avaliação:

Ampliar em 1.559 (mil, quinhentos e cinquenta e nove, 5,2% de 30.000, meta de SME) vagas nas creches destinadas à Educação Infantil de 0 a 3 anos.

2- Nome da Ação: VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Tipo da Ação: Projeto ( ) Processo ( X )

Responsáveis pela Ação: Regina Bruhns Rossini Andrade RF: 727.951.5/2 e Viviane Faulstich Arbex, RF 694.549/1.

Justificativa da Ação: Há o entendimento que, na atualidade, as mudanças sociais, econômicas, culturais e educacionais se processam rapidamente e, portanto, torna-se imprescindível, sobre todos os aspectos, a valorização dos profissionais da educação na sua ação cotidiana, fornecendo-lhes subsídios para seu aperfeiçoamento profissional, incentivando-os na divulgação e apresentação de suas práticas em diferentes momentos e na participação em atividades culturais e de lazer.

Público Alvo: Equipe da DRE-PJ, Equipes dos 27 (vinte e sete) CEIs e 50 (cinquenta) EMEIs, 58 (cinquenta e oito) EMEFs, 2 (duas) EMEFM, 1 (uma) EMEBS e 1 (um) CIEJA e 1 (um) CECI e 5 (cinco) CEUs da DRE –PJ.

Objetivo a ser atingido: Valorizar os Profissionais da Educação por meio de uma política de formação continuada.

Cronograma (etapas e períodos de execução):

a) Reuniões do Diretor Regional com Diretores das Unidades Educacionais, Supervisão Escolar, DIPED, DICEU e DIAF – de junho a novembro;

b) Reuniões dos setores das DREs com as Unidades Educacionais conforme demandas apresentadas – fevereiro a dezembro;

c) Curso de Xadrez, Jogo da Onça e Mancala – abril a novembro;

d) Cursos que atendam e envolvam à formação docente no âmbito pedagógico e capacitação do uso das TICs – maio a novembro;

e) Cursos optativos que envolvem as questões de deficiências/inclusão – de maio a dezembro;

f) Reuniões para discussão e trocas de experiências sobre Educação Integral e Mediação de Conflitos – maio a novembro;

g) Cursos optativos para ampliação da discussão sobre a História e cultura indígena, africana e afrobrasileira – setembro a dezembro;

h) Cursos optativos para ampliação da discussão sobre Matemática, Língua Portuguesa, Neurociências, SGP, Ciências e Contação de histórias – setembro a dezembro;

i) Formação continuada dos Professores de Recuperação paralela - março a dezembro;

j) Formação continuada dos Professores Orientadores de Sala de Leitura - março a dezembro;

k) Acompanhamento da equipe de DIPED às formações oferecidas pela Secretaria Municipal de Educação (SME-SP) - fevereiro a dezembro;

l) Acompanhamento da equipe de DIPED às reuniões de discussão e elaboração do documento curricular na Secretaria Municipal de Educação (SME-SP) - março a dezembro;

m) Seminários contemplando os diferentes eixos temáticos propostos pela SME nos diferentes níveis da educação básica e nas modalidades de ensino - maio a dezembro;

n) Acompanhamento e formação para professores e equipe gestora da Educação de Jovens e Adultos (EJA) - fevereiro a dezembro;

o) Acompanhamento da formação dos educadores, mantenedores e coordenadores do MOVA – maio a dezembro;

p) Acompanhamento e formação sobre o documento Currículo Integrador da Infância Paulistana - fevereiro a dezembro;

q) Aplicação e acompanhamento dos indicadores de qualidade da educação infantil - maio a dezembro;

r) Reuniões com Gestores de CEUs e suas equipes – março a dezembro

s) Reuniões para Discussão e Fortalecimento da Gestão Democrática e Protagonismo Infantil e Juvenil – CRECE/Grêmio/Conselhos de Escolas e CEI - junho a dezembro;

t) Formação dos coordenadores pedagógicos dos CEIs, EMEIs, EMEFs, EMEFMs , EMEBS, CIEJA.- março a dezembro;

u) Atendimento Itinerante do CEFAI e abertura de Sala de Apoio e Acompanhamento à Inclusão, nas Unidades Educacionais que necessitam do serviço - fevereiro a dezembro.

v) “Formação Mensal para Professores Regentes de PAEE” realizada sob a coordenação do CEFAI– fevereiro a dezembro;

x) Formação Mensal oferecida pelo CEFAI aos estagiários que acompanham educandos (as) com Deficiências, TGD e Altas Habilidades / Superdotação - março a dezembro;

y) Serviço Itinerante do NAAPA, mediante as necessidades apontadas pelas Unidades Educacionais - fevereiro a dezembro;

w) Realização, pelo NAAPA, de avaliação multidisciplinar, com enfoque pedagógico, a qual efetivamente contribua para as ações pedagógicas, envolvendo os educadores das Unidades Educacionais com a participação das famílias e/ou responsáveis e, se preciso for, de profissionais que compõem a Rede de Proteção Social do território - fevereiro a dezembro;

z) Reuniões com a Supervisão Escolar e Equipes das Unidades Educacionais, por setores.

Meta ou indicador a ser alcançado no final do ciclo da avaliação:

Garantir formação continuada a 1.615 (mil, seiscentos e quinze) Profissionais da Diretoria Regional de Educação Pirituba /Jaraguá, com o objetivo de implementar, consolidar e acompanhar os Programas e Projetos, visando a melhoria da qualidade do ensino.

 

DOC 09/12/2017 – P. 72

 

Unidade de Trabalho: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO PENHA EH: 161079000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: ANGELI MATIAS TEIXEIRA, RF: 690.809.8-1

EH: 161074000000000

Gestor da Unidade de Trabalho: Luci Batista Costa Soares de Miranda, RF: 601.136.5

1. Nome da Ação: “TODAS AS CRIANÇAS NA CRECHE”

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsáveis pela Ação: Luci Batista Costa Soares de Miranda, RF: 601.136.5 e Sonia Maria Cazorla RF: 500.325-3

Justificativa para a Ação: O atendimento na creche é um direito de todas as crianças de 0 a 3 anos. É tarefa da DRE, em parceria com a SME, garantir a realização deste direito.

Público alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivo a ser atingido: Proporcionar vagas nas creches da região da DRE Penha em quantidade suficiente para o atendimento às crianças.

Cronograma (etapas e períodos de execução):

Fevereiro – levantamento da demanda da região

Março a Novembro – levantamento das possibilidades de aditamento; levantamento, inspeção, acompanhamento das adequações de prédios da região que possam ser utilizados para atendimento às crianças e novas parcerias.

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (ao final do ciclo da avaliação):

Criar 1.037 (3,5% de 30.000, meta de SME) vagas para atendimento às crianças de 0 a 3 anos na região da Penha.

2. Nome da Ação: “FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS”

Tipo da Ação: ( ) Projeto ( X ) Processo

Responsáveis pela Ação: Nome: Luci Batista Costa Soares de Miranda, RF: 601.136.5 e Eliana Souza da Silva de Benedetti, RF: 666.425.3

Justificativa para a Ação: A formação continuada é fundamental para que Professores, Coordenadores Pedagógicos e Diretores sejam estimulados a pensar/repensar/refletir sobre sua prática buscando a melhoria na qualidade do ensino.

Público alvo: professores do Ciclo de Alfabetização, Professores do Ciclo Interdisciplinar e Professores do Ciclo Autoral; Diretores e Coordenadores Pedagógicos.

Objetivo a ser atingido: Promover ações e estratégias que auxiliem professores, Coordenadores e Diretores a refletir sobre sua prática com vistas à melhoria.

Cronograma (etapas e períodos de execução):

Fevereiro a Dezembro

Cursos, GTs (Grupos de Trabalho), Seminários, Reuniões de formação, Reuniões de Trabalho e Itinerâncias às Unidades Educacionais.

Metas (e indicadores) a serem alcançadas (ao final do ciclo da avaliação):

Promover ações formativas que atinjam 2.735 profissionais da DRE Penha.

 

DOC 09/12/2017 – P. 72

 

UNIDADE DE TRABALHO: Diretoria Regional de Educação - Jaçanã/Tremembé

EH: 161069000000000

Gestor da unidade de trabalho: Simone Aparecida Machado, RF 5766036 -2

Nome da ação: GESTÃO PARA A APRENDIZAGEM: 1- FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS E 2- AMPLIAÇÃO DE VAGAS EM CRECHES

Tipo da ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsáveis pela ação: Simone Aparecida Machado – RF. 5766036-2, Maria Cristina Rodrigues – RF. 7442246-1, Patricia Fernandes Rosa – RF. 7528418-1, Raquel da Costa Vieira – RF. 5907411-2, Tatiane Aparecida Dian Hermanek – RF. 7486201-1.

Justificativa da ação:

1- As escolas de Ensino Fundamental da DRE JT têm apresentado bons resultados de aprendizagem nos anos iniciais, evidenciados no último IDEB divulgado. Entretanto, o desempenho nos anos finais indica a exigência de investimento em proposições didáticas qualificadas e voltadas para as necessidades dos estudantes.

Considerando que o objetivo desta Diretoria de Educação é propor ações que permitam a todas as crianças aprenderem cada vez mais e melhor, faz-se necessária a proposição de ações para formação envolvendo os educadores que atuam nas Unidades Educacionais de modo que os encontros formativos evidenciem a reflexão sobre o aprimoramento dos procedimentos administrativos e das práticas docentes para permitir o ajuste do trabalho das diferentes equipes diante das necessidades.

2- E, sabendo que as crianças iniciam sua vida escolar na Educação Infantil e seguem em nossas escolas de Ensino Fundamental, Ensino Médio e EJA, há o foco em assegurar a promoção de atendimento em todas as etapas. Neste contexto, se inscreve a necessidade de ações para a ampliação da oferta de vaga escolar para o atendimento à demanda existente, assegurando o desenvolvimento pleno dos bebês e crianças no serviço educacional para a primeira infância na Rede Municipal de Educação.

Diante do exposto, esta proposta tem como mote a gestão para a aprendizagem, buscando a construção de uma escola com atendimento e ensino de qualidade para todos.

Objetivos a serem atingidos:

1- Qualificar as práticas educacionais por meio da formação continuada das equipes escolares.

2 - Ampliar da oferta de vagas para a Educação Infantil.

Público alvo: 1- Educadores da DRE Jaçanã/Tremembé; e 2- Crianças de 0 a 3 anos

Cronograma contendo as etapas e o período de execução:

1. Cursos, seminários e encontros de formação propostos por DIPED e DICEU - Fevereiro a dezembro/2017;

2. Ações de apoio e de formação dos docentes nas Unidades Educacionais, em horários coletivos e reuniões pedagógicas - Fevereiro a dezembro/2017;

3. Reuniões setoriais com as equipes gestoras das escolas propostas pela Supervisão Escolar - Fevereiro a dezembro/2017;

4. Estudo da demanda para identificação das necessidades, realizado por DIAF - Fevereiro/2017;

5. Ações de ampliação da oferta de vagas na Educação Infantil nas escolas já existentes e por meio da criação de novas unidades - Março a dezembro/2017.

Metas previstas:

Meta 1. Formação de, ao menos, 1.625 profissionais da DRE Jaçanã/Tremembé.

Meta 2: Ampliação de 3.086 (10,3% de 30.000, meta de SME) vagas em Centros de Educação Infantil.

 

Publicado no DOC de 09/12/2017 – pp. 69 a 72

 

69. Consulte

70. Consulte

71. Consulte

72. Consulte

0
0
0
s2sdefault