PLANO DE TRABALHO E/OU METAS

DOC DE 21/07/2016 – PP. 50 E 51

EDUCAÇÃO

GABINETE DA SECRETÁRIA

PLANO DE TRABALHO E/OU METAS – 2016

DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO IPIRANGA

PLANO DE TRABALHO/METAS 2016

UNIDADE DE TRABALHO: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃOIPIRANGA

CÓDIGO DE ENDEREÇAMENTO: 601668030

GESTORDA UNIDADE DE TRABALHO: Braz Rodrigues Nogueira – RF316.197.8/3

1. Nome da ação: Reorganização Curricular e Administrativa,Ampliação e Fortalecimento da Rede Municipalde Ensino em Ação: Educação Infantil – universalização eampliação do atendimento com qualidade social.

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável (eis) pela Ação: João Pedro da Silva RF560.949.6/3; Ilma Lopes de Aquino – RF 559.653.0/1; Ana CarolinaWeiss Barrilari – RF 735.898.9/1; Olimpia Nilza Conte deOliveira – RF 555.804.2/6

Objetivos a serem atingidos: Ampliar a oferta de vagaspara a Educação Infantil, assegurando a universalização doatendimento em pré-escola para crianças de 04 e 05 anos;Fortalecer e consolidar o Programa Primeira Infância; Expandir aoferta de vagas para a Educação Infantil; Ampliar o número deCEUs; Expandir a oferta de vagas para a Educação Infantil pormeio dos novos CEUs; Redimensionar os PPPs na perspectiva daconstrução permanente da qualidade social da educação; Identificare garantir os Indicadores de Qualidade Social e Avaliaçãopara aprendizagem na perspectiva do Currículo Integrador emtodas as unidades de Educação Infantil (CEIs, Creches e EMEIs).

Público-alvo: Todas as unidades de Educação Infantil e todaa comunidade educacional.

Justificativa para a Ação: Necessidade de implementarações a fim de assegurar à educação infantil igualdade decondições para o acesso e permanência na unidade educacional,na perspectiva de garantir qualidade social por meio dodesenvolvimentointegral da criança de até 5 (cinco) anos, consolidado emPPPs que contemplem ações educacionais e atendam as reaisnecessidades das crianças.

Cronograma (etapas e período de execução): Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimentoda RME: Educação Infantil – universalização e ampliação doatendimento com qualidade social.

Encontros Formativos - janeiro a dezembro

Encontros Formativos/Seminários com os Gestores e professoresnas dimensões e nas abordagens específicas e indissociáveis: Tecnologias para Aprendizagem, Currículo Integrador, Projetos,Ciclos de Aprendizagem, Integração Curricular, EducaçãoEspecial, Avaliação para a Aprendizagem. Ênfase na QualidadeSocial e Avaliação para a aprendizagem na Educação Infantil.

Encontros Formativos (fevereiro a dezembro) de articulaçãodos CEIs diretos, conveniados, CCI, EMEIs, EMEBS, Núcleo deAção Educacional dos CEUs e Classes Hospitalares – FormaçãoCoordenadores Pedagógicos e professores: O Currículo Integrador,Indicadores de qualidade, os Sujeitos da Infância; AsTecnologias para a Aprendizagem na Educação Infantil rotinasna Educação Infantil – O uso da tecnologia e da linguagemmidiática na Educação Infantil e a Atuação do CoordenadorPedagógico; Educação Especial e Étnico – Racial;

Formação: Seminários com gestores e professores dasetapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental (Ciclo dealfabetização): Currículo Integrador – primeiro e segundo semestre(com relatos de Unidades educacionais das duas etapas,Educação Infantil - Unidade diretas e conveniadas e EnsinoFundamental)

Formação- Ciclo de Filmes (bimestral) – todos os segmentosde todas etapas da Educação.

Formação – Equipe de apoio – O Currículo Integrador, Indicadoresde qualidade, os Sujeitos da Infância; As Tecnologiaspara a Aprendizagem na Educação Infantil rotinas na EducaçãoInfantil – O uso da tecnologia e da linguagem midiática naEducação Infantil

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 1.1: Ampliar a oferta de vagas para a EducaçãoInfantil, assegurando a universalização do atendimento em pré-escola para crianças de 04 e 05 anos.

Meta 1.2: - Fortalecer e consolidar o Programa PrimeiraInfância no território da Subprefeitura da Sé.

Meta 1.3: - Expandir em no mínimo a oferta de 1000 (mil)vagas para a Educação Infantil.

Meta 1.4: - Redimensionar os PPPs na perspectiva da construçãopermanente da qualidade social da educação.

Meta 1.5: - Identificar e garantir os Indicadores de QualidadeSocial e Avaliação em todas as unidades de EducaçãoInfantil (CEIs, Creches e EMEIs)- segue especificações na ação 1.

Meta 1.6: - Ampliar o número de CEUs.

Meta 1.7: - Expandir a oferta de vagas para a Educaçãoinfantil por meio dos novos CEUs.

2. Nome da ação: Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimento da Rede Municipalde Ensino em Ação: Acessibilidade e Mobilidade nas UEs

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável (eis) pela Ação: João Pedro da Silva RF560.949.6/3; Ilma Lopes de Aquino – RF 559.653.0/1; AnaCarolina Weiss Barrilari – RF 735.898.9/1; Olimpia Nilza Contede Oliveira – RF 555.804.2/6; Clademir Bandeira Alonso – RF790.037.6/1

Objetivo a ser atingido: Garantir acessibilidade e mobilidadeaos estudantes com deficiência nas UEs.

Público-alvo: Todas as UEs e toda a comunidade educacional.

Justificativa para a Ação: Necessidade de adequações nasUEs da DRE Ipiranga a fim de garantir acessibilidade e mobilidadedos estudantes com deficiência.

Cronograma (etapas e período de execução): Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimentoda RME: Educação Infantil – Acessibilidade e Mobilidade nasUEs. Identificação e definição de prioridades nas intervençõesaliada à possibilidade orçamentária da DRE Ipiranga – agostoa setembro; Início das adequações – setembro; Conclusão dasadequações em, no mínimo, mais 5 (cinco) unidades da rededireta e indireta instalada em próprios municipais – dezembro.

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 2.1: Garantir em, no mínimo, mais 5 (cinco) UEs acessibilidadee mobilidade aos estudantes com deficiência.

3. Nome da ação: Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimento da Rede Municipal de Ensino em Ação: Educação para as relações étnico-raciais

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: João Pedro da SilvaRF560.949.6/3; Ilma Lopes de Aquino – RF 559.653.0/1; AnaCarolina Weiss Barrilari – RF 735.898.9/1; Olimpia Nilza Contede Oliveira – RF 555.804.2/6

Objetivos a serem atingidos: Redimensionar os PPPs naperspectiva da construção permanente da qualidade social daeducação e que de fato contemplem todas as dimensões dofazer pedagógico na garantia da efetivação do contido nas LeisFederais n°10.639/2003 e n° 11.645/2008, em todas as UEs;Efetivar ações político pedagógicas na perspectiva curricularda garantia das temáticas específicas: História e CulturaAfro-Brasileira e Indígena.

Público-alvo: Todas as UEs e toda a comunidade educacional.

Justificativa para a Ação: Considerando os desafios queainda se impõem para que a História e Culturas Afro-brasileirae Indígena sejam efetivamente incluídas nos currículos escolarese nas ações culturais oferecidas às crianças, adolescentes,jovens e adultos da cidade de São Paulo, a diversidade étnico-racialbrasileira deve ser apreendida e usufruída em todasas unidades educacionais como elemento desencadeador deaprendizagens e afirmação identitária e no combate permanenteao racismo e à discriminação, em consonância com o que dispõea LDB 9394/96, alterada pelas leis 10.639/03 e 11.645/08.

Cronograma (etapas e período de execução): Participaçãono Grupo de Trabalho – GT “Educação para as relações étnicoraciais” com envolvimento da DIPED, DICEU e Supervisão Escolar;Encontros FormativosEncontros formativos e curso – fevereiro a dezembro -com equipe gestora, docente e de apoio nas dimensões e nasabordagens específicas e indissociáveis: Interdisciplinaridade,Projetos, Ciclos de Aprendizagem, Integração Curricular, Avaliaçãopara a Aprendizagem, Currículo Integrador e Trabalhocom Autoria na perspectiva curricular da garantia das temáticasespecíficas; História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena com asetapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental perpassandoos núcleos e divisões; II Congresso Municipal de Educação paraas Relações Étnico-raciais (II CMERER), 23 e 24 de junho de2016; I Jornada ERER, de 1 a 15 de agosto de 2016.

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 3.1: Redimensionar 100% dos PPPs na perspectivada construção permanente da qualidade social da educação incluindono currículo as temáticas específicas: História e CulturaAfro-Brasileira e Indígena.

Meta 3.2: Realizar em 100% das UEs atividades na perspectivada inclusão da temática educação para as relaçõesétnico-raciais, de acordo com a proposta curricular manifestanas Leis Federais: n° 10.639/2003 e n° 11.645/2008.

4. Nome da ação: Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimento da Rede Municipalde Ensino em Ação: Formação Inicial e Permanente dos Profissionais da Educação da Rede Municipal de Ensino; UAB e CEUFOR

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: João Pedro da SilvaRF560.949.6/3; Ilma Lopes de Aquino – RF 559.653.0/1; AnaCarolina Weiss Barrilari – RF 735.898.9/1; Olimpia Nilza Contede Oliveira – RF 555.804.2/6.

Objetivos a serem atingidos: Implantar a terceira UniversidadeAberta do Brasil – UAB, na Diretoria Regional de EducaçãoIpiranga - CEU Heliópolis Profª Arlete Persoli; Iniciar a implantaçãoe as atividades do Sistema de Formação de Educadoresda Rede Municipal de Ensino de São Paulo – CEUFOR nos CEUsMeninos Prof. Artur Alberto da Mota Gonçalves, Parque Bristol eHeliópolis Profª Arlete Persoli.

Público-alvo: Todos os profissionais da Educação e gestãodos CEUs Meninos Prof. Artur Alberto da Mota Gonçalves, ParqueBristol e Heliópolis Profª Arlete Persoli.

Justificativa para a Ação: Identificamos a relevância emampliar o cumprimento de metas do Programa de Metas doGoverno- 2013/2016 e a necessidade de valorizar o profissionalda educação por meio da implantação de mais um polo daUniversidadeAberta do Brasil – UAB, além da necessidade em iniciar aimplantação e a consolidação do Sistema de Formação de Educadoresda Rede Municipal de Ensino De São Paulo – CEUFOR.

Cronograma (etapas e período de execução): Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimento daRME: Formação Inicial e Permanente dos Profissionais da Educaçãoda Rede Municipal de Ensino: UAB e CEUFOR – janeiroa dezembro; Indicar e coordenar o trabalho dos responsáveispara a realização das atividades necessárias à implementaçãoe gerenciamento do CEU-FOR, no âmbito da DRE; Propor açõesde formação, de forma integrada ao conceito do CEU-FOR earticulada às suas demais iniciativas – fevereiro a dezembro;Articular o Desenho das Ações de Formação; o Monitoramentoe Avaliação das Ações de Formação.

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 4.1: Implantar a terceira Universidade Aberta do Brasil– UAB, na Diretoria Regional de Educação Ipiranga, no CEUHeliópolis Profª Arlete Persoli até dezembro de 2016.

5. Nome da ação: Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimento da Rede Municipal de Ensino em Ação: Centro de Formação e Apoio à Inclusão – CEFAI.

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: João Pedro da SilvaRF560.949.6/3; Ilma Lopes de Aquino – RF 559.653.0/1; AnaCarolina Weiss Barrilari – RF 735.898.9/1; Olimpia Nilza Contede Oliveira – RF 555.804.2/6; Adriana Gomes da Silva Azevedo– RF 743.740.4/1

Objetivos a serem atingidos: Redimensionar os PPPs naperspectiva da construção permanente da qualidade social daeducação e na garantia do acesso e permanência de educandose educandas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimentoe/ou altas habilidades/superdotação; Asseguraro AEE (Atendimento Educacional Especializado) e promoçãode acessibilidade; Garantir os direitos de aprendizagem para

educandos e educandas com deficiência e /ou transtornos globaisdo desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação;Intensificar a articulação intersetorial e as ações do Centro deFormação e Apoio à Inclusão – CEFAI, com vistas à efetivaçãodo processo inclusivo; Promover e ministrar cursos de formaçãoàs equipes Gestoras, Técnicas, Estagiários e Educadores da DREIpiranga; Intensificar o atendimento à comunidade: encaminhamentos,orientações quanto à Educação Especial, promoção daarticulação entre as famílias e as UEs; Ampliar o atendimentoe ações formativas às equipes: Gestoras, de apoio, docentes,Estagiários (Projeto Inclui).

Público-alvo: Todas as unidades de Educação Básica e todaa comunidade escolar

Justificativa para a Ação: Considerando os educandose educandas com deficiência da Rede Municipal de Ensino,indicamos a necessidade de ampliar, aprimorar e intensificaro atendimento educacional, sob a perspectiva da educaçãointegral e integradora por meio da formação permanente dosprofissionais envolvidos e da comunidade educacional nagarantia do acesso e permanência de educandos e educandaspúblico-alvo da Educação Especial.

Cronograma (etapas e período de execução): EncontrosFormativos com os Gestores: Reorganização Curricular e Administrativa,Ampliação e Fortalecimento da RME: Centro deFormação e Apoio à Inclusão – CEFAI e a articulação de açõesgarantindo a Educação para todos nas UEs da DRE Ipiranga -janeiro a dezembro; Encontros Formativos mensais – fevereiroa dezembro – com: Gestores, Professores, Auxiliares de VidaEscolar e Estagiários nas dimensões e abordagens específicas eindissociáveis: Interdisciplinaridade, Projetos, Ciclos de Aprendizagem,Currículo Integrador, Avaliação para a Aprendizagem eTrabalho com Autoria na perspectiva da educação integral e nagarantia do acesso e permanência de educandos e educandascom deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e/oualtas habilidades/superdotação; Cursos optativos – durante oano 2016: TEA- Transtorno do Espectro Autista na perspectivado AEE; - O corpo como ferramenta de expressão na deficiênciaFísica dentro da perspectiva do AEE; Deficiência Visual naperspectiva do AEE; A Educação Infantil e o AEE na perspectivado cuidar e educar; Os direitos de aprendizagem e as flexibilizaçõespedagógicas nos ciclos Alfbabetização, Interdisciplinar,Autoral e o AEE.

Reuniões formativas com as Unidades Educacionais – fevereiroa dezembro - propiciando estudos de casos, garantindoencaminhamentos pertinentes à construção/apropriação do conhecimento; Reuniões com os responsáveis pelas UnidadesBásicas de Saúde de referência das UEs – fevereiro a dezembro(encontros bimestrais)- assim como representantes das equipesdas mesmas, na perspectiva intersecretarial;Parceria com CAPSI, SMADS e Instituições Conveniadas –fevereiro - dezembro.

Meta 5.1: Redimensionar em 100% os PPPs na perspectivada construção permanente da qualidade social da educação.

6. Nome da ação: Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimento da Rede Municipalde Ensino em Ação: Núcleo de Apoio e Acompanhamento para a Aprendizagem - NAAPA e a articulação de ações com a Rede Protetiva para efetivação da garantia de direitos aos estudantes das Unidades Educacionais da DRE Ipiranga.

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: João Pedro da Silva RF560.949.6/3; Ilma Lopes de Aquino – RF 559.653.0/1; AnaCarolina Weiss Barrilari – RF 735.898.9/1; Olimpia Nilza Contede Oliveira – RF 555.804.2/6; Erika Renata de Freitas – RF744.148.7/1.

Objetivos a serem atingidos: Estabelecer procedimentos debusca e ações de parceria com a Rede Protetiva do território;conscientizar quanto o sistema de garantia de direitos; atuarem parceria para discutir, refletir e implementar práticas quegarantam um ambiente de convívio social mais ético, tolerantequanto às diferenças, nos processos de mediações de conflitose sob um viés anti medicalização e em prol da desjudicializaçãoda educação.

Público Alvo: Todas as Unidades Educacionais e toda acomunidade escolar.

Cronograma de ações: apoiar e acompanhar as UnidadesEducacionais acolhendo casos de estudantes com dificuldadesno processo de escolarização e vulnerabilidade social, juntamentecom a equipe gestora, docentes e responsáveis emitinerância – janeiro - dezembro; participar da formação integradacom a DIPED/CEFAI – janeiro - dezembro; criar Grupos deTrabalho (GT) para formação com gestores e docentes acercadas temáticas relacionadas às queixas escolares com discussõesde casos - bimestral; participar em Horário coletivo nas UnidadesEducacionais conforme a demanda da Unidade Educacionalavaliada pelo Núcleo – janeiro a dezembro; propor novasparcerias que possam contribuir nas formações e fortalecerou ampliar a Rede Protetiva do território; participar de fóruns/reuniões agendados(as) por outras secretarias/órgãos a fim deestreitar as discussões acerca de encaminhamentos e acompanhamentosde estudantes da RME em nossa DRE favorecendoo desenvolvimento dos mesmos considerando-os como sujeitointegral; oferecer atendimento no Núcleo para acolhimentoà família, Unidades Educacionais e Rede de Proteção quandonecessário; articular-se junto a outros setores da DRE, tendo emvista um trabalho integrador, potencializando e qualificando osatendimentos oferecidos às Unidades Educacionais, bem comoàs comunidades;

Curso optativo – Criança fala na comunidade – abril a julho– Professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental I; Professorde educação infantil; Professor de Ensino Fundamental II emédio, coordenadores pedagógicos, diretor de escola; assistentede diretor de escola, supervisor escolar da DRE-IP.

Curso Optativo – Interfaces da Vida Escolar com a SaúdeMental: apontamentos sobre a prática educacional – junho/setembro 2016 – SME

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 6.1: Redimensionar em 100% os PPPs na perspectivada construção permanente da qualidade social da educação ena garantia de direitos aos estudantes, favorecendo a aprendizageme o desenvolvimento global dos mesmos, considerando-oscomo sujeito integral.

7. Nome da ação: Reorganização Curricular e Administrativa, Ampliação e Fortalecimento da Rede Municipal de Ensino em Ação: Educação Integral - garantia de direitos de aprendizagem e promoção da justiça social.

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: João Pedro da SilvaRF560.949.6/3; Ilma Lopes de Aquino – RF 559.653.0/1; AnaCarolina Weiss Barrilari – RF 735.898.9/1; Olimpia Nilza Contede Oliveira – RF 555.804.2/6.

Objetivos a serem atingidos: Elevar os índices no IDEBpara os anos iniciais e anos finais do Ensino Fundamental egarantir a alfabetização na idade certa (até 8 anos) para todosos alunos matriculados na Educação Básica; Ampliar a adesãoao ProgramaMais Educação/MEC; Redimensionar os PPPs na perspectivada construção permanente da qualidade social da educação;Aumentar o número de Academias estudantis de Letras (AEL)

Público - alvo: Todas as unidades de Ensino Fundamental etoda a comunidade escolar

Justificativa para a Ação: Necessidade de garantir o compromissoformal assumido pelos governos federal, estadual emunicipal de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadasaté os oito anos de idade e garantia dos direitos deaprendizagem para todos.

Cronograma (etapas e período de execução):

Encontros Formativos com os Gestores: ReorganizaçãoCurricular e Administrativa,

Ampliação e Fortalecimento da RME:

Educação Integral – garantia de direitos – janeiro a dezembro;Encontro com os Gestores nas dimensões e nas abordagensespecíficas e indissociáveis:

Encontros Formativos Pontuais - Interdisciplinaridade, Tecnologiaspara Aprendizagem, Projetos, Ciclos de Aprendizagem,Currículo Integrador, Avaliação para a Aprendizagem e Trabalhocom Autoria – janeiro a dezembro;

Formação dos Professores Alfabetizadores – março a dezembro- Prof. de Ed. Infantil e Ensino Fundamental I, CoordenadoresPedagógicos com o curso a consolidação dos Direitos deAprendizagem no Ciclo de Alfabetização.

Formação de Coordenadores Pedagógicos – janeiro a dezembro– Formações pontuais com temáticas destinadas às discussõesnecessárias: Gestão Democrática, Avaliação, Currículo,Prova Mais educação, e outras.

Formação – Ciclo Interdisciplinar e Autoral - abril – novembro- Curso Diálogos Interdisciplinares a caminho da Autoria:elementos conceituais e metodológicos para a construção dosdireitos de aprendizagem do ciclo interdisciplinar e autoral–para professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental Ie Professores de Ensino Fundamental II e Médio em Regência,em complementação de Jornada, ou em módulo que atuam noCiclo Interdisciplinar e/ou Autoral e Coordenadores Pedagógicosdas EMEFs, EMEBS da DRE IP;

Encontros Formativos para Professores Orientadores deSala de Leitura (POSL)- fevereiro – dezembro – atentando paraas práticas das diferentes Unidades Educacionais e material doleituraço, integrados com SME.

Encontros Formativos - Tecnologias para AprendizagemProfessores Orientadores de Informática Educativa – fevereiro– dezembro – bimestrais (SME/DRE): março (Cultura Maker),maio (gameficação), agosto (robótica) e outubro (linguagemde programação); bimestrais (DRE – formação contínua): abril, junho, setembro, novembro. Formação em ambiente virtualA.V.A. (EAD) com tutoria das gestoras de DRE.

Formação para equipes de apoio – março-dezembro

Acompanhamento e suporte – Educomunicação – mensal -visitas técnicas e formativas

Acompanhamento das ações – AEL – janeiro a dezembro –orientações para professores e equipe gestora, participação emeventos e organização de atividades.

Formação – fevereiro – dezembro (mensal) com educadorese coordenadores do MOVA - Semana de Alfabetização doMOVA - setembro. Acompanhamento PROGRAMA TRANSCIDADANIA:CIEJA Cambuci e EMEF Celso Leite Ribeiro Filho.

Encontro de Educação Popular: Diálogos com a Educaçãode Jovens e Adultos – 13 e 14/05/2016 – Todos os segmentosdas Unidades com Educação de Jovens e Adultos e para oMOVA - promover o diálogo entre educadores do ensino formale educação popular sobre concepções e práticas para garantiro respeito à diversidade e às especificidades da EJA. CursoOptativo: Diálogos para a construção de currículo na EJA – junho/2016– Professor de Educação Infantil e Ensino FundamentalI; Fundamental II e Médio; Diretor de Escola; Assistente deDiretor de Escola; Coordenador Pedagógico; Coordenador Geral;Assistente de Coordenador Geral; Assistente Pedagógico e Educacional;Coordenador e educador do MOVA – Contribuir paraa vivência da autoria e do protagonismo no trabalho docente ediscente da EJA.

Curso Optativo – 2º semestre – parceria com o CEU Heliópolis sobre Educação Popular.

Incentivar, envolver e acompanhar as UEs no desenvolvimentodo Programa Mais Educação – janeiro a dezembro;incentivar e promover a prática de atividades esportivas, recreativase de lazer – público alvo: U.E.s participantes e CEUs– cronograma específico da SME – Jogos de Tabuleiro (Xadrez,Mancala, Jogo da Onça, Go), em atividades formativas e emtorneios e festivais); promover ações da Saúde Escolar como estratégiade ação para enfrentar os problemas de saúde partindoda articulação das áreas de atuação, como saúde e educação,incluindo a mobilização de recursos institucionais na buscada promoção à saúde: ações – educar para prevenir, criar e/ourever hábitos e atitudes através do Programa Saúde na Escola(cronograma: manutenção do cronograma previsto, componentes1, 2 e 3 – público alvo: todas as U.E.), TamoJunto, Elos,Visão do Futuro – em parceria com o Ministério da Saúde/SMS/UBS/U.E. Incentivar, promover e organizar programas e açõesvinculadas à Cultura, como o Projeto Canta São Paulo (EMEFs),Festival Estudantil de Música Instrumental e Corais da Cidadede São Paulo (Unidades/corporações participantes).

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 7.1: Que, no mínimo, 70% das UEs atinjam a metapretendida dos índices no IDEB para os anos iniciais e anosfinais do Ensino Fundamental;

Meta 7.2: Todos os alunos matriculados na Educação Básicaalfabetizados na idade certa (até 8 anos);

Meta 7.3: Redimensionar 100% os PPPs na perspectiva daconstrução permanente da qualidade social da educação.

Meta 7.4: Organizar, promover e garantir a implementaçãoe ação efetiva dos Conselhos de Escola por intermédio doConselho de Representantes dos Conselhos de Escola (CRECEDREIP), na intenção de fortalecer a Gestão Democrática nosterritórios educacionais.

Meta 7.5: Implementar 100% das Comissões de Mediaçãode Conflitos nas Unidades Educacionais; oferecer formaçãocontinuada para essas comissões e acompanhar as ações desenvolvidaspelas Unidades.

Meta 7.6: Implementar, acompanhar e avaliar o ProgramaSão Paulo Integral nas U.E.s que aderiram ao Programa.

Meta 7.7: Aperfeiçoar os mecanismos de acompanhamentoe análise dos processos educativos para assegurar a aprendizageme a aprovação e evitar a evasão, reduzida em 80% doaseducandos matriculados no Ensino Fundamental.

0
0
0
s2sdefault