PLANO DE TRABALHO E/OU METAS

DOC DE 21/07/2016 – PP. 53 E 54

EDUCAÇÃO

GABINETE DA SECRETÁRIA

PLANO DE TRABALHO E/OU METAS – 2016

DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO GUAIANASES

CÓDIGODE ENDEREÇAMENTO: 16.10.78.000.000.000

PLANO DE TRABALHO /METAS 2016

GESTOR DA UNIDADE DE TRABALHO: EDSON LUIS AMARIO- R.F. 676.142.9

1. Nome da ação: Atendimento na Educação Infantil

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: Maria Luiza SilvageR.F.584.388.0, José Ivanildo Ferreira dos Santos R.F. 646.687.7,Maria Cristina dos Santos RF: 741.437.4, Michele Correia MeiraRF: 774.744.6 e Silvia Cristina Herculano RF: 694.875.8; AngélicaTavares de Souza Reis R.F. 585.338.9

Objetivo a ser atingido: Ampliar o atendimento e a qualidadeda Educação Infantil.

Público-alvo: Equipe da DRE, UEs e Comunidade Escolar

Justificativa para a Ação: Necessidade de ampliação noatendimento à demanda cadastrada no sistema EOL, na idadede 0 a 5 anos, e aprimoramento do trabalho desenvolvido dentrodas propostas de SME, para Educação Infantil.

Cronograma (etapas e período de execução): Ampliação doatendimento na rede direta, indireta e conveniada (01/01/2016a 31/12/2016); Formação continuada para Gestores das EMEIs,dos CEIs diretos, indiretos e conveniados por meio do curso:“Qualidade da Educação Infantil Paulistana: Tempos, Espaços,Materiais e Interações” (maio a outubro/ 2016), Acompanhamentoàs UEs (fevereiro a dezembro/2016); Seminário: Indicadoresde Qualidade na Educação Infantil (abril/2015); Seminário“Currículo Integrador da Infância Paulistana” (junho/2016),Formação “Territórios em Diálogo” (março a setembro/2016),Formação Continuada “Currículo Integrador da Infância Paulistana”(março a junho /2016), “III Jornada Regional de Educaçãoe Cultura” (setembro/2016) e Produção da Revista “DiálogosPedagógicos” (novembro/2016).

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 1.1: Atender em 100% a demanda de 4 a 5 anos eampliar a oferta de vagas da faixa etária de 0 a 3 anos.

Meta 1.2: Garantir que 100% das Unidades Educacionaisde Educação Infantil priorizem em seus Projetos Políticos Pedagógicose implementem as Diretrizes Curriculares Nacionaispara Educação Infantil contidas nos documentos – OrientaçãoNormativa nº 01/2013, Padrões Básicos de Qualidade da Educação Infantil Paulistana” “Indicadores de Qualidade da EducaçãoInfantil Paulistana”, “O uso da tecnologia e da linguagemmidiática na Educação Infantil, Currículo Integrador da InfânciaPaulistana”, com vistas a uma Educação Infantil de Qualidade.

2. Nome da ação: Consolidação dos Direitos de Aprendizagem no Ciclo de Alfabetização

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: José Ivanildo Ferreira dosSantos R.F. 646.687.7 , Ester Marques de Paula Dionísio R.F.678.401.1 e Angélica Tavares de Souza Reis R.F. 585.338.9.

Objetivo a ser Atingido: Consolidar os Direitos de Aprendizagemno Ciclo de Alfabetização

Público-Alvo: Professores e Gestores das turmas regularesdo Ciclo de Alfabetização, Professor do Programa de Estudos deRecuperação Paralela, Estagiários/Parceiros da Aprendizagem,Professores Formadores e Professores Orientadores da Educação Integral.

Justificativa para a Ação: Considerando o programa de reorientaçãocurricular Mais Educação São Paulo, os documentospublicados pela Secretaria Municipal de Educação e o percursoformativo realizado na RME-SP desde 2013, o curso propõe retomaro debate e a reflexão acerca da consolidação dos direitosde aprendizagem no Ciclo de Alfabetização.

Cronograma (etapas e períodos de execução):

Encontros formativos (abril a novembro), Seminário “Diálogo entre Educadores sobre seus fazeres e pensares nas e dasinfâncias constituídas no Ciclo de Alfabetização.” (julho/2016),Formação “Territórios em Diálogo” (março a setembro/2016),Formação e acompanhamento “São Paulo integral-EducaçãoIntegral em Tempo Integral”, Seminário “Currículo Integradorda Infância Paulistana” (junho/2016), Formação Continuada“Currículo Integrador da Infância Paulistana” (março a junho/2016), “III Jornada Regional de Educação e Cultura” (setembro/2016)e Produção da Revista “Diálogos Pedagógicos” (novembro/2016),Formação e acompanhamento do SGP (fevereiroa dezembro/ 2016)

Metas ou Indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 2.1: Oferta de curso de formação em serviço para100% dos Professores e Gestores das turmas regulares doCiclo de Alfabetização e Professor do Programa de Estudos deRecuperação Paralela, Estagiários/Parceiros da Aprendizagem eProfessores Formadores.

3. Nome da ação: FORMAÇÃO

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: José Ivanildo Ferreira dos SantosRF 646.687.7, Marcelo Eduardo Lopes RF: 774.778.1, MarisaLeite da Fonseca Mendes Vaz RF: 627.279.7, Romeu GuimarãesGusmão RF: 694.777.3 e Rosana Soares Godinho RF: 535.805.1

Objetivo a ser atingido: Consolidar os Direitos de Aprendizagemnos Ciclos Interdisciplinar e Autoral por meio da formação “Diálogos Interdisciplinares a Caminho da Autoria”

Público-Alvo: Professores e Gestores dos Ciclos Interdisciplinare Autoral

Justificativa para a Ação: Diante da relevância do documento“Direitos de aprendizagem dos Ciclos Interdisciplinar eAutoral” buscamos promover a melhoria no acompanhamentodo processo de implementação das ações curriculares da RedeMunicipal de Educação de São Paulo.

Cronograma (etapas e período de execução): Formação emserviço de Coordenadores Pedagógicos e Professores dos CiclosInterdisciplinar e Autoral e Professores Parceiros (fevereiro aoutubro/2016); Seminário “Encontro Regional para a Construção dos Direitos de Aprendizagem dos Ciclos Interdisciplinar eAutoral” (fevereiro/2016), Formação “Territórios em Diálogo”(março a setembro/2016), “III Jornada Regional de Educaçãoe Cultura” (setembro/2016) e Produção da Revista “DiálogosPedagógicos” (novembro/2016), Formação e acompanhamentodo SGP (fevereiro a dezembro/ 2016).

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 3.1: promover a melhoria no acompanhamento doprocesso de implementação das ações curriculares da RedeMunicipal de Educação de São Paulo.

4. Nome da ação: As diferentes formas de atendimento na Educação de Jovens e Adultos: EJA/ EJA Modular, CIEJA e MOVA

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: José Ivanildo Ferreira dosSantos R.F.646.687.7 Rosana Aparecida Girasolo RF: 622.612.4

Objetivo a ser atingido: Oferecer aos educadores e gestoresda EJA, temas e reflexões que dialoguem com o fazer diário,apontando caminhos que inspirem a construção do P.P.P. eque levem em conta as especificidades da EJA, servindo comoelemento constitutivo e constituinte de práticas pedagógicassignificativas.

Público-alvo: Educadores e Gestores da Educação de Jovense Adultos – EJA, CIEJA e MOVA

Justificativa para a Ação: Tendo em vista as diversas modalidadesda Educação de Jovens e Adultos, faz se necessária a implantaçãoda reorganização curricular dentro da perspectiva docurrículo emancipatório do Programa Mais Educação São Paulo.

Cronograma (etapas e período de execução): Formaçãocontinuada (março a novembro/2016), Jornada “Semana de Alfabetizaçãoda Educação de Jovens e Adultos” (setembro/2016),Formação “Territórios em Diálogo” (março a setembro/2016),“III Jornada Regional de Educação e Cultura” (setembro/2016)e Produção da II Revista “Diálogos Pedagógicos” (novembro/2016).

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 4.1: Formação e Acompanhamento em 100% às escolasque atendem a EJA.

5. Nome da ação: Apoio e Acompanhamento à Inclusão de educandos e educandas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação.

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável pela Ação: Nome: José Ivanildo Ferreirados Santos RF 646.687.7 e Ana Márcia Ferreira Gianezi, RF:690.871.3

Objetivo a ser atingido: Acompanhar todas às UnidadesEducacionais que atendem alunos com deficiência, transtornosglobais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação.

Público / População Alvo: Equipe da DRE – G e UEs.

Justificativa para a Ação: Para favorecer os direitos de acesso,permanência, aprendizagem e participação dos educandose educandas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimentoe altas habilidades e superdotação, nas atividadesdo currículo se faz necessário acompanhamento às UnidadesEducacionais e formação continuada para os Professores Regentesdas Salas de Apoio e Acompanhamento à Inclusão –SAAIs visando aprofundamento do Atendimento EducacionalEspecializado.

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 5.1: Garantir acompanhamento do CEFAI em todas asUnidades Educacionais com alunos com deficiência, transtornosglobais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação.

Meta 5.2: Garantir participação do CEFAI nas formaçõesdas UEs em horário coletivo ou RP, no mínimo em 40% dasUnidades Educacionais com alunos com deficiência, transtornosglobais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação.

Meta 5.3: Garantir oferta mensal de formação aos professoresde SAAI.

6- Nome da ação: Formação na perspectiva da Educação Inclusiva.

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável pela Ação: Nome: José Ivanildo Ferreirados Santos RF 646.687.7 e Ana Márcia Ferreira Gianezi, RF:690.871.3

Objetivo a ser atingido: Oferecer formação aos profissionaisdas Unidades Educacionais.

Público / População Alvo: Equipe da DRE – G e UEs.

Justificativa para a Ação: A formação continuada dos profissionaisda educação, é fundamental para desencadear os direitosde acesso, permanência, aprendizagem e participação doseducandos e educandas com deficiência, transtornos globaisdo desenvolvimento e altas habilidades e superdotação, nasUnidades Educacionais com qualidade, bem a divulgação daspráticas pedagógicas realizadas para a garantia de igualdadede oportunidade.

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 6.1: Oferecer 400 vagas de formação em um Encontrode Educação Inclusiva.

Meta 6.2: Publicar uma revista com relatos dos profissionaisda educação sobre Educação Inclusiva.

7 - Nome da ação: Núcleo de Apoio e Acompanhamento para a Aprendizagem

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável pela Ação: Nome: José Ivanildo Ferreira dosSantos RF 646.687.7 Diretor DIPED e Edina Ferreira de OliveiraRF 692.399.2 Coordenadora do NAAPA.

Objetivo a ser atingido: Realizar o apoio e o acompanhamentoàs equipes docentes e gestoras no processo de e dosalunos que apresentam dificuldades no processo de escolarização e articulação com a Rede de Proteção.

Público / População Alvo: Equipe da DRE – G, UEs e Redede Proteção.

Justificativa para a Ação: Em busca de garantir os direitosde aprendizagem aos alunos que apresentam dificuldades noprocesso de escolarização, torna-se necessário o fortalecimentodas Escolas por meio do apoio pedagógico com itinerâncias eencontros de formação, tais como, as Reuniões Pedagógicas,estudo coletivo (JEIF), ações de formação continuada, assimcomo, a articulação das redes de proteção social.

Cronograma (etapas e período de execução):

II Seminário do NAAPA (Abril/2016), Itinerâncias (Fevereiroa Dezembro/2016), Formação em JEIF e Participação emReunião Pedagógica, GT (1 vez por mês), Realização de cursos(Junho à Setembro/2016), Articulação com a rede de proteção(Fevereiro á Dezembro/2016), Participação na implantação doPrograma Paz nas Escolas.

Metas a serem alcançadas no final do ano letivo:

Meta 7.1: Conhecer os recursos oferecidos, no território deGuaianases, pela Rede de Proteção Social.

Meta 7.2: Trabalhar em conjunto com a Rede de ProteçãoSocial para favorecer uma melhor assistência aos alunos dasEscolas Municipais da região.

Meta 7.3: Alcançar 100% das unidades escolares que compõema DRE nas ações realizadas pelo serviço (seja no GT, cursode formação, itinerância, ou seminário).

Meta: 7.4: Realizar itinerâncias nas Unidades EducacionaisMunicipais de Guaianases, quando necessário, para acompanhare orientar as ações pedagógicas.

Meta 7.5: Realizar avaliação multidisciplinar, quando necessário,orientando a família nos encaminhamentos do aluno paraa Rede de Proteção Social.

Meta 7.6: Garantir a participação do NAAPA nas ReuniõesPedagógicas e Horário Coletivo, para colaborar na formaçãocontinuada das Unidades Escolares (CEI, EMEI, EMEF).

Meta 7.7: Realizar junto as Unidades Educacionais, mensalmente,um Grupo de Trabalho (GT) para favorecer a discussãoe a reflexão das questões cotidianas, visando o fortalecimentodas Equipes.

8. Nome da ação: Ampliação do tempo de permanência dos alunos do Ensino Fundamental

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: Angélica Tavares de SouzaReis R.F.585.338.9, Samuel Firmo R.F. 598.352.5 e José IvanildoFerreira dos Santos R.F.646.687.7

Objetivo a ser atingido: Assegurar a ampliação do tempode permanência dos educando nas Unidades Educacionais doEnsino Fundamental, por meio do Programa Mais EducaçãoSão Paulo e do Programa São Paulo Integral com a efetivaçãoda Educação Integral em consonância com os Projetos PolíticosPedagógicos de cada unidade educacional.

Público-alvo: Equipe da DRE, UEs e Comunidade Escolar

Justificativa para a Ação: A ampliação do tempo de permanênciados educandos matriculados no Ensino Fundamental,através da adesão do Programa Federal Mais Educação articuladocom o Programa Mais Educação São Paulo e o Programa SãoPaulo Integral, para o alcance das metas de aprendizagem, naperspectiva da Educação Integral.

Cronograma (etapas e período de execução):

Acompanhamentoe orientação por meio de visitas às Unidades ecadastramento no sistema EOL a implantação e implementaçãodo Programa Mais Educação São Paulo, Programa Federal MaisEducação e Programa São Paulo Integral (fevereiro a dezembro/2015).

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 8.1: Ampliar o tempo de permanência dos educandos,no mínimo, em 50% das unidades educacionais de EnsinoFundamental, priorizando em seus PPPs, o Programa MaisEducação São Paulo.

Meta 8.2: Ampliar em 50% a adesão das unidades educacionaisde Ensino Fundamental ao Programa São Paulo Integral.

Meta 8.3: Consolidar o Programa Canta São Paulo, implantandocoral no mínimo 10% das unidades educacionais deEnsino Fundamental.

Meta 8.4: Ampliar em 10% o Programa Academia Estudantilde Letras – AEL, nas unidades educacionais de EnsinoFundamental.

9. Nome da ação: Valorização dos profissionais de Educação

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: Pedro Geraldo TestiR.F.139.526.2, Angélica Tavares de Souza Reis R.F. 585.338.9 eJosé Ivanildo Ferreira dos Santos R.F. 646.687.7

Objetivo a ser atingido: Valorizar os profissionais de Educação.

Público-alvo: Equipe da DRE, UEs e Comunidade Escolar

Justificativa para a Ação: A formação continuada aos profissionaisda Educação se faz necessário, para que possampromover uma educação de qualidade.

Cronograma (etapas e período de execução):

Formaçãopara professores e gestores da Rede direta, indireta e conveniada(fevereiro a dezembro/2016); Cursos optativos para gestores,professores e ATEs (fevereiro a dezembro/2016); Formação deequipes de RH das Unidades Educacionais (janeiro a dezembro/2016);II Seminário do NAAPA (abril/2016); Seminário deEducação Especial (agosto/2016); Jornada “Semana de Alfabetizaçãoda Educação de Jovens e Adultos” (setembro/2016),III Jornada Regional de Educação e Cultura (novembro/2016);Produção da Revista “Diálogos Pedagógicos” (novembro/2016).

Metas ou indicadores a serem alcançados no final do cicloda avaliação:

Meta 9.1: Ofertar aos profissionais de Educação da RedeMunicipal formação continuada, com objetivo de implementar eacompanhar os Programas e Projetos da SME, para melhoria daqualidade e atendimento do ensino.

Meta 9.2: Implantação de 02 (dois) novos Polos UNICEUem funcionamento no território da DRE: CEUS Inácio Monteiroe Lajeado.

Meta 9.3: Implementação do Cinema no CEU Jambeiro emparceria com a SP Cine.

0
0
0
s2sdefault