Aconteceu no SINESP
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Desde o seu nascimento, o SINESP defende a Educação Pública, o provimento dos cargos por concurso público e o atendimento dos alunos em Unidades Educacionais diretas, sendo contrário à terceirização da rede. O SINESP foi um dos que defendeu a vinda das então Creches Municipais diretas da Secretaria de Assistência Social para a Educação.

O ano letivo mal começou e, além da organização anual das Unidades Educacionais, um fato novo atingiu o CEMEI Parque do Lago – DRE Campo Limpo. Na sexta feira, a Direção da Unidade Educacional foi informada que deveria encaminhar, logo nesta segunda feira, os Professores de Educação Infantil para nova atribuição na DRE Campo Limpo, sendo distribuídos para outras Unidades Educacionais, o mesmo sendo feito com os bebês e crianças, para receber no lugar algumas turmas de 1º ano do Ensino Fundamental. A Unidade manteria somente as turmas de 4 e 5 anos (Infantil I e II). 

Nesta terça feira, dia 4 de fevereiro, o SINESP junto com as Gestoras e os Professores do CEMEI e os demais sindicatos da RME, em reunião na Secretaria Municipal de Educação, contou com a presença do Secretário Municipal de Educação,  Bruno Caetano, do Secretário Adjunto de Educação, Daniel De Bonis, e da Dirigente Regional da DRE Campo Limpo. A SME reforçou a proposta de transferência de professores e alunos da unidade educacional.

Reuniao SME

Na ocasião, o SINESP reforçou que a medida adotada não resolveria a falta de professores na DRE Campo Limpo e defendeu o apressamento das autorizações de chamada dos concursos de Professores e Gestores Educacionais.  A medida, se tomada pelo governo, atingiria a criança e o seu direito à Educação, à criação de vínculos, e desrespeitaria todo o trabalho pedagógico construído pela Unidade Educacional junto da comunidade ao longo dos anos.

Os demais sindicatos e profissionais de educação igualmente se manifestaram junto à SME. Após negociação, a SME apresentou proposta em que não retiraria do CEMEI os bebês e crianças de 0-3 anos. 

A Secretaria também apontou que estará revendo a Gratificação de Local de Trabalho, prevista na Lei 14660/07, para reajuste do valor que ficou defasado desde 2007 e sua consequente regulamentação. 

O SINESP mantém a luta congressual em defesa da retomada de todos os prédios públicos que estão com CEI conveniados.  O Sindicato representativo dos Gestores Educacionais, no ano em que a rede completa 85 anos de existência, manifesta mais uma vez a defesa à Educação Pública de Qualidade e a importância do respeito no atendimento da primeira infância. 

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault