Aconteceu no SINESP
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Questionário entregue nas Unidades remonta ao ano de 2009

As Unidades de Educação Infantil da rede direta e da rede parceira têm recebido desde a semana passada questionário de avaliação para serem entregues às famílias de bebês e crianças.

O SINESP, já durante a Mesa Setorial de Educação, do dia 04 de outubro de 2019, questionou o Secretário Municipal de Educação, Bruno Caetano, quanto à intencionalidade da pesquisa, a falta de diálogo com a Rede, o número excessivo de questões, bem como o custo para realização dessa avaliação.

Em resposta, a Secretaria informou não haver custos extras para a SME por estar dentro do processo de questionários da Prova SP que está sendo aplicada no Fundamental e que o documento não visa gerar avaliações sobre uma Unidade específica, mas do conjunto da Rede.

Vamos aos fatos:

Em contrapartida, o SINESP, analisando os questionários do CEI e da EMEI, verificou que:

- os questionários, dirigidos as famílias, estão identificados com o nome dos bebês e das crianças, seu respectivo agrupamento/turma e a Unidade Educacional;

- a Fundação VUNESP utilizou os “Indicadores da Qualidade na Educação Infantil” do Ministério da Educação/Secretaria da Educação Básica – Brasília, 2009, já superados pela Rede Municipal;

- o questionário desconsidera totalmente a construção dos “Indicadores de Qualidade da Educação Infantil Paulistana”, SME/DOT, 2016, discutido e elaborado pelo coletivo da Rede;

- há questões que não se encontram na governabilidade da Unidade, sendo de total responsabilidade da SME, dentre outras: estrutura física (altura das janelas), mobiliário adequado, horário de funcionamento;

- há questões que envolvem o cotidiano interno do trabalho da Unidade, impossíveis de serem acompanhadas diretamente pelas famílias, como por exemplo: “As professoras atendem de imediato as crianças em suas necessidades básicas”;

- o custo para a realização desta avaliação está previsto na dispensa de licitação 6016.2019/0045308-1 da SME para realização da Prova e Provinha São Paulo, sendo o valor global de quase 6,5 milhões de reais;

O SINESP, na Mesa Setorial de Educação (envolvendo os cinco Sindicatos da Educação do Município e o Governo), salientou que a Rede já realiza anualmente, em dois dias previamente definidos no Calendário de Atividades, com a participação das famílias, a “Autoavaliação Institucional Participativa” a partir dos Indicadores de Qualidade da Educação Infantil Paulistana e em consonância com o “Currículo da Cidade – Educação Infantil” e demais documentos institucionais.

O SINESP manifesta o seu repúdio ao retrocesso histórico da Avaliação da Educação Infantil na Rede e encaminha ao Secretário de Educação, através do Ofício nº 564/19, a solicitação de imediato recolhimento do material.

 

Comentários   

#3 Carlos Henrique 17-10-2019 11:51
Isto tem que ser matéria se jornal televisivo, com ampla divulgação para mostrar os desmandos do poder público
Citar
#2 Maria Lígia Boer Mor 09-10-2019 19:35
Repúdio, vergonha
Citar
#1 Fernanda 09-10-2019 19:01
Ultrajante colocarmos nos professores numa situação vexatória como esse indignada
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault