Curso “Gestor Educacional: do Tarefeiro ao Transformador” encerra sua segunda edição com grande participação dos filiados

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

Gestão democrática e desafios da profissão foram temas debatidos no curso EAD oferecido pelo SINESP em parceria com o instituto Cultiva.

curso gestor tarefeiro sinespA formação continuada dos Gestores Educacionais da Rede é parte de um conjunto de ações necessárias ao desenvolvimento do profissional. A preocupação do SINESP com a formação da categoria é permanente. Nesse sentido, o curso “Gestor Educacional: Do tarefeiro ao transformador”, oferecido pelo SINESP aos seus filiados, e desenvolvido pelo Sociólogo Rudá Ricci (instituto cultiva), tem importante papel de auxiliar a atuação cotidiana da equipe gestora ingressante, ou designada, nos anos 2018 e 2019.

Mas ele não se limita a esse grupo. Também participaram da segunda edição do curso oferecido em maio deste ano os Gestores Educacionais filiados que já exercem suas atribuição há mais tempo. Ele é fundamental no processo de consolidação de uma gestão pedagógica e democrática, tendo o projeto político pedagógico como organizador do trabalho educacional.

As práticas que promovem a Gestão Democrática, princípio do SINESP, permitem participação e a voz da comunidade, família e alunos nas escolas, combatendo discursos conservadores por meio de uma educação plural.

Luta do SINESP garantiu acesso de novos Gestores:

Em 2018 e 2019, a rede municipal de ensino renovou os profissionais do quadro de magistério, entre eles diretores de escola e supervisores escolares, em virtude da chamada de concurso de acesso.

Essa é uma luta permanente do SINESP, pela ampliação do acesso com o objetivo de atender às demandas da educação pública à população paulistana.

E um resultado recente indica a necessidade da realização de mais edições desse curso. No dia 28 de maio, conforme o SINESP já havia anunciado, foi publicado edital do Concurso Público de Acesso para Coordenador Pedagógico. São 628 vagas que deverão ser preenchidas por professores efetivos na rede Municipal de São Paulo e, no momento da posse comprovar, três anos de docência. Leia mais aqui...

Confira reportagem do SINESP sobre a 2ª Edição do Curso “Gestor Educacional: do Tarefeiro ao Transformador”:

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar