Debate sobre o Piso e PDE tem continuidade na Mesa Setorial de Educação

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

O SINESP, juntamente com as demais entidades sindicais da Educação, esteve reunido com o Secretário Municipal de Educação, João Cury, na 2ª reunião da Mesa Setorial no dia 18 de abril de 2019.

MESA-SETORIAL-EDUCACAO.jpgA Reunião deu continuidade à realizada no último dia 9 de abril, e teve como pauta a discussão do Piso Salarial e do Prêmio de Desenvolvimento Educacional (PDE).

Outros assuntos também foram apresentados pelos presentes.

Piso Salarial

O Governo Municipal quer debater o piso salarial da Educação na Mesa Central. O SINESP e demais sindicatos manifestaram-se que a discussão deve ficar na Mesa Setorial de Educação, considerando as especificidades existentes envolvendo Gestores Educacionais e demais Profissionais de Educação. A SME se comprometeu a levar a posição das entidades sindicais junto a Gestão.

PDE

Foram apresentadas por SME premissas iniciais para o PDE. Para o Ensino Fundamental, as premissas devem considerar o território e a realidade das Unidades Educacionais, e não ter mais a vinculação com os critérios de frequência dos Profissionais de Educação anteriormente vigentes.

O detalhamento dessas premissas e a continuidade do debate ficaram para a reunião a ser realizada no dia 26 de abril de 2019, quando também será discutido o PDE na Educação Infantil.

Concurso de Coordenador Pedagógico em finalização

A realização do concurso de acesso para Coordenador Pedagógico tem sido pautada de forma contundente pelo SINESP.

A Coordenadoria de Gestão de Pessoas da Secretaria Municipal de Educação informou que estão sendo finalizados os últimos detalhes para realização do concurso, com divulgação da banca organizadora e publicação do edital ainda este semestre.

O concurso de acesso para Coordenador Pedagógico será realizado conjuntamente com o de ingresso para Auxiliar Técnico de Educação.

Demais pautas cobradas da SME

Formação: Foi questionado o motivo do CEUFOR da SME solicitar novas exigências para revalidação de novas turmas de cursos já ofertados em anos anteriores.

Violência: SME pontuou que está em estudo o Plano Emergencial de Segurança, cobrado pelo SINESP e já pontuado anteriormente com levantamento de dados de casos ocorridos em diversas Unidades Educacionais.

Materiais Didáticos: Houce manifestação para que a SME regularize a entrega de todos os materiais didáticos para as Unidades Educacionais.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar