Assembleia do SINESP aprova mobilização e paralisação com mobilização no dia 21/12 para barrar a reforma da Previdência

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

Manifestacao 21 12 18O SINESP convoca a categoria a lotar a galeria da Câmara nos dias de reunião da Comissão que analisa o PL 621/16, e a participar da mobilização no dia 21/12, quando tem Audiência Pública sobre o PL 621/16 e nova paralisação e manifestação dos Servidores!

A assembleia foi realizada no dia 06/12 e também aprovou a previsão orçamentária do SINESP para 2019!

O calendário definido pela Comissão que analisa o PL 621/16, que reforma a Previdência Municipal e acaba com a aposentadoria dos Servidores, é uma grande armadilha.

A última reunião será no dia 26 de dezembro, um dia depois do Natal. Escolheram esse dia porque sabem que é mais difícil para a categoria se mobilizar, por ser final de ano. E como a segunda Audiência Pública do PL está agendada para 21 de dezembro, eles podem até se articular para realizar sessão plenária e votar o PL nesse dia.

ReformaPrevi ReuCamara 2Por isso no dia 21/12 o SINESP e demais Sindicatos do Fórum das Entidades convocam a categoria para nova paralisação e manifestação em frente à Câmara, para acompanhar a Audiência, protestar contra a reforma da Previdência e definir os passos seguintes dessa luta!

Reuniões da comissão estão marcadas e exigem mobilização!

Além da reunião do dia 11, e da já realizada no dia 7/12, haverá outros no dias 10, 12, 13, 18 e 26 de dezembro, sempre às 11h no Plenário da Câmara. O SINESP chama a atenção para a importância do comparecimento da categoria. É preciso lotar o plenário em cada um desses dias, especialmente nos dias 11, cAMARA 7 12 18SINESP na Câmara dia 07/1221 e 26 de dezembro.

Especialistas do governo defendem reforma

Na reunião do dia 07/12, tiveram voz os especialistas em previdência trazidos pelo Governo. Defenderam a re(de)forma da Previdência com argumentos a favor da segregação de massas, e culparam os servidores por erros de Gestão do IPREM realizados pelos sucessivos governos da Cidade. Fizeram comparações com o Rio de Janeiro e até mesmo o México, como forma de tentar dar sustentação à retirada de direitos dos servidores públicos municipais, com o velho chavão de que o trabalhador onera os cofres municipais e prejudica o social. Só não falaram que é o Servidor quem faz o verdadeiro atendimento do munícipe, claro.

Participe das atividades

Além das mobilizações em torno das reuniões da Comissão e da Audiência Pública, há outras ações contra a re(de)forma da Previdência Municipal que exigem participação e fortalecimento pela categoria.

Seminário sobre o PL 621/16:

Foi organizado pelo Fórum das Entidades, envolvendo os Servidores Municipais, e contará com especialistas no tema e com a vereadora Juliana Cardozo, que faz parte da Comissão do PL 621.

Dia 11 de dezembro, das 15h00 às 18h00, na Câmara Municipal de São Paulo – Todos Lá!

Manifestações regionalizadas:

São importantíssimas para pressionar os vereadores diretamente em suas bases eleitorais – O SINESP programará atividades para a próxima semana e comunicará a todos.

A nossa luta é para evitar que direitos históricos sejam retirados! O SINESP conta com a participação de toda a categoria!

 

Assembleia aprovou previsão orçamentária para 2019

A partir de explicações dos contadores e da Diretora de Finanças do SINESP, Rosalina Rocha de Miranda, os presentes à assembleia aprovaram a previsão orçamentária do Sindicato para o ano de 2019.

Rosalina explicou que o orçamento do Sindicato é bastante modesto e está todo comprometido com as atividades de formação, de atendimento jurídico, comunicação, atendimento à base, organização democrática e das mobilizações e lutas da categoria.

Mesmo assim foram previstos aumentos nas receitas com formação, visita à base, comunicação e atendimento jurídico especializado para o dia a dia dos Gestores Educacionais.

Veja abaixo o resumo da previsão aprovado na assembleia:

PrevisaoOrcamentaria 2019

 

 

 

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar