Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

Por: GESTÃO ESCOLAR

PPPDentro do Plano Político-Pedagógico (PPP), um dos itens que costuma deixar dúvidas na cabeça dos gestores e professores diz respeito aos dados de aprendizagem. É aí que entram as informações sobre número de matrículas, aprovação e reprovação dos alunos, evasão, transferências, distorções que envolvam a idade do estudante e a série cursada, assim como os resultados de avaliações.

Esse volume de informações, devidamente apresentado, é capaz de compor um retrato de como anda a aprendizagem na escola e, por consequência, a qualidade do ensino. Ao observar os números fica claro se o índice de repetência está alto, se a evasão é mínima e a aprovação dentro do esperado. Pode-se analisar, por exemplo, quais séries apresentam mais problemas e traçar um plano de ação imediata para o ano.

Para levantar essas informações, é importante buscar nos relatórios de aprovação, reprovação e movimentação de alunos enviados ao Ministério da Educação (MEC) e à Secretaria de Educação, nas avaliações externas e também internas.

Os dados sobre matrículas, aprovação, reprovação, evasão etc devem ser reunidos pelo diretor e pelo coordenador pedagógico e devidamente tabulados. É importante apresentar os dados em tabelas e gráficos por assunto, séries e turmas devidamente acompanhados de uma análise clara e direta. Pode-se criar gráficos com a média de notas por matéria ao longo dos últimos cinco anos e, assim, evidenciar se há um avanço na qualidade do aprendizado. O material final será compartilhado com os professores e outros membros da equipe para localizar e “atacar” os problemas com um plano de ação.

Há índices que ajudam a compor esse retrato e estão disponíveis na internet. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é uma ferramenta para acompanhar o desempenho de uma escola, calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) para os municípios.

O Ideb também permite acompanhar as metas de qualidade do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) para a educação básica, que estabeleceu para 2022 o Ideb do Brasil em 6,0 – média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável a dos países desenvolvidos.

Outra opção para buscar números que ajudem a traçar um panorama da sua escola é o QEdu, plataforma gratuita que fornece dados de escolas da rede pública em todo o país. Para acessar, basta fazer um cadastro. A plataforma oferece ainda a opção de buscar municípios e, dentro deles, uma determinada escola. As tabelas já vêm praticamente prontas para apresentação no Power Point do PPP. Além disso também tem um e-book gratuito com informações sobre a Prova Brasil.

Gráficos x dados

Quando se trata de reunir e apresentar os gráficos, há várias ferramentas gratuitas na internet que podem ser acessadas a partir de um cadastro. Algumas permitem a criação do gráfico e geração de um link que pode ser inserido na apresentação. Veja a seguir algumas indicações

Infogram
São 35 tipos de gráficos e mais 500 de mapas. É fácil de usar e traz opções boas de customização, gerando ao final um link que pode ser incluído na apresentação.

Google Chart Tools
Permite criar gráficos em vários formatos: barras, pizza, blocos, etc. Oferece um passo a passo, com possibilidade de visualização para conferir se deu tudo certo. Dica: não se deixe intimidar pela página em html, é mais fácil do que parece.

Chart Part
Funciona melhor para gráficos simples. A vantagem é que ao colocar os dados, como nome, tamanho do gráfico, ele vai mudando em tempo real, então permite experimentar no visual. 

Piktochart
Ferramenta bastante utilizada por empresas de mídia, conta com uma versão gratuita. 

Barchart
Permite criar gráficos simples de forma fácil e rápida. Basta inserir as informações nos campos.

Canva
Fácil de usar, conta com a vantagem de uma apresentação boa de design.

Ceros
Especializado em gráficos interativos, o que pode ser um próximo passo após dominar os padrões tradicionais.

Bubbl
Bom para criar organogramas mais sofisticados.

Venngage
É possível escolher entre 100 modelos de gráficos em um processo simples.

Visme
Conta com uma biblioteca de ícones, imagens e fontes diferentes que podem ser usados em gráficos, apresentações e banners. 



Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault