Sampaprev: Comissão de Educação da Câmara solicita ao Prefeito retirada do Projeto

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

Oficio 1O debate e a pressão contra o Projeto do Sampaprev tiveram novo encaminhamento recentemente:  O Presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Vereador Milton Leite, acatou pedido da Comissão de Educação, Cultura e Esportes e protocolou Ofício ao Prefeito João Dória pela retirada do Projeto de Lei 621/2016 da Casa Legislativa. Esse é o PL que trata da criação da Previdência Complementar para os servidores municipais da Cidade de São Paulo.

A criação da Previdência Complementar retira direitos dos servidores públicos municipais, pode trazer danos à carreira pública e, sobretudo, gerar o desinteresse de novos servidores em ingressarem na Prefeitura de São Paulo. Além de rebaixar futuras aposentadorias ao teto do INSS, o Projeto criaria um Instituto de Previdência Complementar (SAMPAPREV) que não teria participação do funcionalismo em sua gestão.

A luta pela manutenção dos direitos e da carreira de nossa categoria é pauta de luta permanente do SINESP.

O SINESP tem atuado de forma presente contra o SAMPAPREV. O Projeto que havia sido retirado durante a última Campanha Salarial foi, no apagar das luzes de 2016, protocolado novamente pela Gestão Haddad na Câmara Municipal de São Paulo.

O SINESP reuniu-se com os Secretários da Fazenda e Gestão em março apontando todos os erros e perdas aos servidores caso este Projeto fosse colocado em votação. Também participa de todas as reuniões da Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal de São Paulo pautando sempre os assuntos de interesse da Categoria. E no IPREM, em que tem dois membros no Conselho Deliberativo, também está encaminhando questionamentos sobre o PL.

IMG 20170410 WA00741

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar