Muito está em jogo nessa eleição, o que exige reflexão, definição de prioridades e atenção redobrada!

Destaque
TIPOGRAFIA

A menos de uma semana da a votação do dia 7 de outubro, é preciso refletir com seriedade sobre o que está em jogo, muito além das disputas eleitorais. SINESP publica programas de governo e relembra quem votou a favor da reforma trabalhista e do teto de gastos!

É preciso também ter consciência de que, apesar da grande maioria dos candidatos se apresentarem como solução, são parte dos problemas reclamados pela sociedade. Terão de trazer mudanças de fato, e não mais das mesmas práticas políticas amplamente rejeitadas pelos brasileiros.

Afinal, muito está em jogo: o respeito aos direitos trabalhistas conquistados, a possibilidade de revogar a reforma trabalhista e a PEC do teto de gatos, o fortalecimento e não a destruição da previdência pública, a eleição de candidatos comprometidos ou simpáticos à agenda prioritária de 22 pontos das centrais sindicais (veja aqui), o respeito à organização sindical e o fortalecimento dos sindicatos, a valorização da democracia e do voto.

É preciso votar, e votar bem!

Temos que escolher nossos candidatos a deputado federal, deputado estadual, dois senadores, governador e presidente com isso em mente. Voltar em candidatos que apóiam as reivindicações dos trabalhadores é uma necessidade, frente a uma enxurrada de defensores do receituário neoliberal, de toda liberdade ao mercado e às empresas, em detrimento dos direitos, da seguridade social, do bem-estar dos trabalhadores.

Um passo importante é estar atento aos programas e às declarações daqueles que já verbalizaram sua negativa com propostas que agridem os direitos conquistados, a Constituição e a própria efetividade dos sindicatos e das lutas dos trabalhadores e trabalhadoras.

Nossa atenção precisa estar no estímulo à economia, no combate ao desemprego, no fim da privatização e da terceirização no serviço público, na defesa da democracia, entre outros temas.

O SINESP mantém independência em relação aos partidos políticos. Por isso, para apoiar o filiado na tarefa de escolher um candidato, publica os planos eleitorais de todos os candidatos a Presidente (veja abaixo). É impossível publicar os programas das candidaturas proporcionais. Mas os programas dos presidenciáveis dão boas indicações dos passos dos governadores e parlamentares de seus partidos.

Veja os planos de governo dos presidenciáveis e olho no voto:

Alckmin (PSDB) – vice: Ana Amélia:

Clique aqui! 

Bolsonaro (PSL) – vice: General Mourão:

Clique aqui! 

Boulos (PSOL) – vice: Sonia Guajajara:

Clique aqui! 

Cabo Daciolo (PATRIOTA) – vice: Suelene Balduino:

Clique aqui! 

Ciro Gomes (PDT) – vice: Katia Abreu:

Clique aqui!  

Eymael (DC) – vice: pastor Helvio Costa

Clique aqui! 

João Amoêdo (NOVO) – vice: Christian Lohbauer:

Clique aqui! 

João Goulart Filho (PPL) – Vice: Léo da Silva Alves

Clique aqui! 

Haddad (PT) – vice: Manuela D’àvila:

Clique aqui! 

Marina Silva (REDE) – vice: Eduardo Jorge:

Clique aqui! 

Meirelles (MDB) – vice: Germano Rigotto:

Clique aqui! 

Vera Lúcia (PSTU) – vice: Hertz Dias:

Clique aqui!

Veja abaixo as propostas para a Educação:

Álvaro Dias

Cabo Daciolo

Ciro Gomes

Geraldo Alckmin

Guilherme Boulos

Henrique Meirelles

Jair Bolsonaro

João Amoedo

João Goulart Filho

José Maria Eymael

Luiz Inácio Lula da Silva

Marina Silva

Vera Lúcia

Reforma trabalhista e limite dos gastos públicos por 20 anos já fazem estragos – Relembre como votaram Deputados e Senadores paulistas

Emenda Constitucional 95 – Teto dos gastos

Veja como votaram os Deputados Federais e Senadores pelo Estado de São Paulo (em 2º turno):

Deputados

Favoráveis:

Alexandre Leite - DEM     

Antonio Bulhões  - PRB     

Baleia Rossi  - PMDB     

Beto Mansur  - PRB     

Bruna Furlan  - PSDB     

Bruno Covas  - PSDB     

Capitão Augusto  - PR     

Carlos Sampaio  - PSDB     

Celso Russomanno  - PRB     

Dr. Sinval Malheiros  - PTN     

Edinho Araújo  - PMDB     

Eduardo Bolsonaro  - PSC     

Eduardo Cury  - PSDB     

Evandro Gussi  - PV     

Fausto - Pinato  - PP     

Flavinho  - PSB     

Gilberto Nascimento  - PSC     

Goulart  - PSD     

Guilherme Mussi  - PP     

Herculano - Passos  - PSD     

Jefferson Campos  - PSD     

João - Paulo - Papa  - PSDB     

Jorge Tadeu Mudalen  - DEM     

Keiko Ota  - PSB     

Lobbe Neto  - PSDB     

Luiz Lauro Filho  - PSB     

Mara Gabrilli  - PSDB     

Marcelo Aguiar  - DEM     

Marcelo Squassoni  - PRB     

Marcio Alvino  - PR     

Miguel Haddad  - PSDB     

Miguel Lombardi  - PR     

Milton Monti  - PR     

Missionário José Olimpio  - DEM     

Nelson Marquezelli  - PTB     

Paulo Freire  - PR     

Paulo Maluf  - PP     

Paulo  Pereira  Da Silva  - Solidariedade     

Pr. Marco Feliciano  - PSC     

Renata Abreu  - PTN     

Ricardo Bentinho  - PRB     

Ricardo Izar  - PP     

Ricardo Tripoli  - PSDB     

Roberto Alves  - PRB     

Roberto - De Lucena  - PV     

Roberto Freire  - PPS     

Silvio Torres  - PSDB     

Tiririca  - PR     

Vanderlei Macris  - PSDB     

Vinicius Carvalho  - PRB     

Vitor Lippi  - PSDB 

Total: 51 votos favoráveis

Contrários:

Andres Sanchez - PT

Arlindo Chinaglia - PT  

Arnaldo Faria de Sá - PTB    

Carlos Zarattini - PT    

Ivan Valente - PSOL    

José Mentor - PT    

Luiza Erundina - PSOL    

Orlando Silva - PCdoB    

Paulo Teixeira - PT    

Nilto Tatto - PT    

Vicente Candido - PT    

Vicentinho - PT    

Valmir Prascidelli - PT    

Major Olimpio - Solidariedade

Total: 14 votos contrários

Senadores

Favoráveis:

Marta Suplicy - PMDB

Aloysio Nunes Ferreira -  PSDB

José Anibal – PSDB

 

Veja como votaram deputados e senadores do estado de São Paulo na reforma trabalhista:

Senado

Favoráveis (contra os Trabalhadores):

Marta Suplicy - PMDB-SP
Airton Sandoval - PMDB-SP
José Serra - PSDB-SP 

Deputados

Favoráveis (contra os Trabalhadores):

Adérmis Marini - PSDB-SP
Bruna Furlan - PSDB-SP
Carlos Sampaio - PSDB-SP
Eduardo Cury - PSDB-SP
Izaque Silva - PSDB-SP
João Paulo Papa - PSDB-SP
Lobbe Neto - PSDB-SP
Mara Gabrilli - PSDB-SP
Miguel Haddad - PSDB-SP
Ricardo Tripoli - PSDB-SP
Silvio Torres - PSDB-SP
Vanderlei Macris - PSDB-SP
Vitor Lippi - PSDB-SP
Alexandre Leite - DEM-SP
Eli Corrêa Filho - DEM-SP
Jorge Tadeu Mudalen - DEM-SP
Marcelo Aguiar - DEM-SP
Missionário José Olimpio - DEM-SP
Antonio Bulhões - PRB-SP
Celso Russomanno - PRB-SP
Beto Mansur - PRB-SP
Marcelo Squassoni - PRB-SP
Roberto Alves - PRB-SP
Vinicius Carvalho - PRB-SP
Antonio Carlos Mendes Thame - PV-SP
Evandro Gussi - PV-SP
Fausto Pinato - PP-SP
Paulo Maluf - PP-SP
Ricardo Izar - PP-SP
Capitão Augusto - PR-SP
Miguel Lombardi - PR-SP
Milton Monti - PR-SP
Marcio Alvino - PR-SP
Goulart - PSD-SP
Herculano Passos - PSD-SP
Jefferson Campos - PSD-SP
Walter Ihoshi - PSD-SP
Eduardo Bolsonaro - PSC-SP
Gilberto Nascimento - PSC-SP
Pr. Marco Feliciano - PSC-SP
Alex Manente - PPS-SP
Pollyana Gama - PPS-SP
Luiz Lauro Filho - PSB-SP
Baleia Rossi - PMDB-SP
Nelson Marquezelli - PTB-SP
Renata Abreu - PTN-SP

Contrários (a favor dos Trabalhadores):

Ana Perugini - PT-SP
Andres Sanchez - PT-SP
Arlindo Chinaglia - PT-SP
Carlos Zarattini - PT-SP
José Mentor - PT-SP
Nilto Tatto - PT-SP
Paulo Teixeira - PT-SP
Flavinho - PSB-SP
Keiko Ota - PSB-SP
Major Olimpio - Solidariede-SP
Paulo Pereira da Silva - Solidariede-SP
Ivan Valente - PSOL-SP
Luiza Erundina - PSOL-SP
Arnaldo Faria de Sá - PTB-SP
Dr. Sinval Malheiros - PTN-SP
Orlando Silva - PCdoB-SP
Roberto de Lucena - PV-SP
Tiririca - PR-SP

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar