Retrato da Rede do SINESP completa 10 anos avaliando as condições da educação na cidade

Destaque
TIPOGRAFIA

A edição 2016 da revista, que traz resultado da pesquisa feita anualmente pelo SINESP e mapeia maiores problemas e necessidades da Educação Pública Municipal de São Paulo, já está nas mãos dos filiados e já repercute na imprensa

CLIQUE AQUI PARA VER A REVISTA DO RETRATO DA REDE 2016

Esta edição do Retrato da Rede completa a análise das duas últimas gestões da cidade de São Paulo. Foram governos orientados por princípios anunciados distintos, às vezes até divergentes, mas os problemas de uma gestão se repetiram na outra.

Entre muitos indicadores com pontos negativos estão “gestão de pessoas” e “saúde”, que sempre apresentaram índice escasso, que denota pouca preocupação da gestão com as condições básicas para a realização das funções essenciais do sistema educacional. O stress e doenças ligadas a ele, como gastrite, hipertensão e depressão, continuam a ser apontados como os principais problemas de saúde pelos entrevistados.

Os indicadores de violência e de saúde continuam sendo os pontos críticos da educação municipal, embora os índices baixíssimos de avaliação não tenham gerado nenhuma política ou ação específica dos governos para resolvê-los.

O Retrato da Rede também revelou, neste período, que o apoio técnico dos órgãos superiores da Secretaria Municipal de Educação ou foram insuficientes ou inadequados. Situações específicas de inclusão recebem apoio apenas pontual. Falta de pessoal é outra grande dificuldade apontada, principalmente no corpo docente e na equipe de apoio, que é agravada pela desconsideração, no módulo de profissionais, das diferentes realidades e estruturas de cada unidade escolar.

Apenas o item capacitação apresentou uma melhor avaliação em 2016, ligada ao aumento da oferta. Porém, para a maioria (59,8%) dos entrevistados as orientações curriculares oferecidas pela Secretaria de Educação são distantes dos projetos pedagógicos das unidades. Para eles, os cursos são insuficientes, incompletos e superficiais e desconsideram a realidade das escolas., Por outro lado, o item "Ambiente físico e equipamentos" apresentou queda acentuada, indicando graves problemas com repasse de verbas para as UEs.

O que é o Retrato da Rede:

É elaborado a partir de uma pesquisa científica com os Gestores Educacionais em toda a cidade e revela as condições da educação municipal de São Paulo.

Na pesquisa de 2016 foram entrevistadas 575 Gestores Educacionais durante as reunião regionalizadas de Representantes dos locais de Trabalho do SINESP, nos meses de fevereiro e março de 2016. Este número representa cerca de 10% da categoria.

O que é o ISEM:

 

É o Indicador SINESP da Educação Municipal, gerado a partir do Retrato da Rede, que expressa a avaliação de indicadores compostos em seis dimensões:

Gestão de pessoas

Apoio técnico da SME

Ambiente físico e equipamentos

Saúde

Violência

Capacitação

O indicador agrega informações padronizadas e varia de 0 a 1, sendo zero a pior situação e um a melhor.

 

Tendo em vista os resultados do ISEM/2016, o SINESP reivindica:

Política de governo que altere quadro de omissão à saúde do trabalhador, com programas de prevenção a doenças e atendimento médico qualificado.

Fim do problema crônico de falta de docentes e equipes de apoio nas Unidades, o que gera desvio de função, aumenta a tensão, o desgaste e ocasiona adoecimento profissional.

Escuta e valorização por parte do governo municipal às questões apresentadas pelos Gestores Educacionais, de questões básicas como adequação do material enviado, até as mais complexas, como autonomia e simplificação no uso e  prestação de contas das verbas destinadas às Unidades.

Maior cuidado para com os prédios e equipamentos, sua adequação aos estudantes, profissionais e usuários deficientes. Atenção à manutenção dos equipamentos de internet e informática, fim do cenário de descaso e abandono.

Combate efetivo à violência nos locais de trabalho e seu entorno. Projetos direcionados a enfrentar ou prevenir a violência e parcerias governamentais.

Formação específica que contemple as necessidades e favoreça a participação dos Gestores Educacionais da RME.

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar