Assembleia define adesão do SINESP à Mobilização Nacional contra a Reforma Previdenciária

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

A Assembleia realizada no dia 10 de outubro de 2017, no auditório do Centro de Formação, Cultura e Lazer do SINESP, foi convocada para tratar das mobilizações contra as Reformas da Previdência.

O destaque do debate esteve na necessidade do envolvimento da categoria na luta para pressionar o Governo Federal e o Congresso Nacional. 

As recentes investidas da Administração Dória contra a Previdência Municipal também foram debatidas na Assembleia, ficando definido um plano de ações a serem realizadas pelo Sindicato (veja abaixo).

Foi aprovada por unanimidade pelos presentes que o SINESP participará da Mobilização liderada pelas Centrais Sindicais contra a Reforma Previdenciária do Governo Temer.

Esta mobilização terá a próxima ação unitária numa manifestação no dia 27 de outubro de 2017, às 16h00, na Avenida Paulista - O encontro dos filiados do SINESP será na esquina com a Rua Peixoto Gomide, diante do Parque Tenente Siqueira Campos (Trianon).

ca626a55 a470 4ba4 8fc8 1546e816272a

 

Previdência Municipal

também exige mobilização

A Diretoria do SINESP tem participado de diversas reuniões com o Governo Municipal e tem assento no Conselho Deliberativo do IPREM.

Em todos estes e em outros espaços de debate o SINESP tem se manifestado contrário a propostas que tragam prejuízos à aposentadoria do servidor. 

Em 29 de setembro de 2017, conforme publicação anterior, a Diretoria do SINESP e demais entidades sindicais participou de Reunião em que o governo mostrou-se irredutível a negociações e informou que planeja pacote com elevação da contribuição previdenciária do funcionalismo e criação de Previdência Complementar.

O Secretário Executivo Adjunto da Secretaria Municipal de Gestão, Claudio Costa, em uma supremacia de poder colocou que o Governo enviará para a Câmara Municipal Projeto de alteração da Previdência Municipal sem antecipadamente negociar com as entidades sindicais. 

Diante da inflexibilidade do Governo Dória ficou definido um plano de ações a serem realizadas pela Diretoria e aprovadas pela Assembleia: 

  • Boletim para conscientização de todos filiados sobre a previdência municipal e o impacto da mudança de alíquota. 
  • Protocolo na Câmara Municipal de São Paulo de Ofício do SINESP, solicitando audiências públicas sobre o tema para participação dos filiados.
  • Ação junto aos vereadores abordando a questão da Previdência dos Servidores Municipais.
  • Estratégias de uso das redes de comunicação do SINESP buscando mobilização dos Gestores Educacionais.  

A Diretoria do SINESP está acompanhando e participando de todos os espaços de discussão e de luta em defesa da categoria. E convocará seus filiados para estarem em todos os momentos de manifestação.

Mantenha seus dados atualizados junto ao SINESP para receber os informes. E vamos juntos nesta luta em defesa da qualidade do serviço público e maior dignidade e respeito as nossas carreiras. 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar