O Bug na SME está próximo?

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

xp ripOs Gestores Educacionais vêm afirmando há anos que os problemas com a internet são constantes nas Unidades Educacionais, sem que sejam tomadas medidas compatíveis com a gravidade da situação.  No fim do mês de julho de 2017 a Secretaria Municipal de Educação informou a  ocorrência de “incidentes críticos” em sua infraestrutura de TI “nos últimos dias”.
Na pesquisa Retrato da Rede 2017 os Gestores Educacionais apontam a gravidade da situação: 81,3% dos entrevistados afirmam que seu local de trabalho não possui equipamentos de informática em número suficiente; 87% indicam que os equipamentos disponíveis não são atualizados e não funcionam adequadamente; 82,7% afirmam que o suporte na área de informática não presta serviços ágeis e eficientes. Dados de anos anteriores não são menos preocupantes.

Problemas na internet das U.Es, pauta recorrente do SINESP

O SINESP tem levado aos governos de plantão essa realidade inaceitável, como fez na primeira reunião com o Secretário Alexandre Schneider, no dia 19 de janeiro de 2017. Os problemas enfrentados agora, seis meses depois, deixam claro que está cada vez mais difícil tapar o sol com a peneira.

Um dos documentos encaminhados pela SME às U.Es sobre a mais recente falha nos computadores responsabiliza o caos pelas "vulnerabilidades do Windows XP". Isso significa que medidas preventivas não foram tomadas. Depois de 8 de abril de 2014, a Microsoft não forneceu mais atualizações de segurança ou suporte técnico para o Windows XP. Atualizações de segurança corrigem vulnerabilidades que podem ser exploradas por malware e ajudam a manter os usuários e seus dados mais seguros. PCs com o Windows XP, após 8 de abril de 2014, não devem ser considerados protegidos, e é importante a migração para um sistema operacional com suporte atual, como o Windows 10 por exemplo, para  receber atualizações de segurança regulares e proteger o computador contra ataques mal-intencionados.
Conclusão: a SME segue com “pequeno” atraso de 3 anos e quatro meses!!! Mesmo que consiga contornar o caos instalado, continuará com toda a rede vulnerável a qualquer aprendiz de hacker.

Tomara que funcione!

Em seu comunicado, a SME também disponibiliza um 0800 como canal de atendimento de suporte “de forma a evitar a propagação de informações destorcidas ou desatualizadas”. Tomara que funcione, conforme afirma um Gestor Educacional da RME em contato com o SINESP.

“Há quanto tempo denunciamos esse descaso da informática?
Pessoalmente perdi a conta das conversas, ofícios, telefonemas para a DRE. Meu último ofício no começo de julho teve até enunciado com a música de Taiguara – ‘eu desisto, não existe essa manhã que eu perseguia...’
Nosso laboratório de informática está fechado há um ano e meio, dos cinco computadores administrativos só temos dois em funcionamento desde março. Essa providência (sugerida pelo documento da SME encaminhado às U.Es) de desligar o servidor fizemos em 2016 e fomos criticados pelo setor. Vemos o caos anunciado pelo descaso. Como não usar pendrive, HD externo? (outra medida sugerida pela SME). O que vai acontecer será um imenso Bug” .

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar