SINESP participa com destaque do XXV Seminário Estadual dos Orientadores Educacionais de Santa Catarina

Aconteceu no SINESP
TIPOGRAFIA

SeminarioAOSCO Secretário Geral do Sindicato, João Alberto Rodrigues de Souza, apresentou palestra no evento, com o tema "O Especialista em Educação: a atual situação das políticas de exclusão deste profissional nas escolas e secretarias de educação." O Seminário foi realizado em Florianópolis nos dias 13 e 14 de junho, com o tema: "Orientação Educacional/Pedagogos: desafios das novas políticas educacionais."

Veja abaixo um resumo da palestra de João Alberto, centrada nos desafios impostos aos Sindicatos e Associações da categoria em todo o país frente às ameaças à carreira e aos direitos conquistados, configuradas em políticas de exclusão, silenciamento e imobilização dos Especialistas de Educação.

O Especialista em Educação: a atual situação das políticas de exclusão deste profissional nas Escolas e Secretarias de Educação

João Alberto Rodrigues de Souza

A luta de Associações e Sindicatos que representam os Especialistas de Educação vai além das questões de valorização salarial, respeito e dignidade profissional. São mais de três décadas enfrentando ataques a suas carreiras, seus cargos e sua identidade profissional. Com variedade de argumentos falaciosos, propostas recorrentes, vindas de gestões da direita e da esquerda no espectro político, tentam desconstruir as conquistas de longas batalhas em defesa das categorias.

Táticas de diversas ordens, nas áreas legislativa e administrativa, nas esferas federal, estadual e municipal, configuram políticas de exclusão e desvalorização de profissionais sem os quais não se pode sequer sonhar com Educação referenciada por qualidade social.

Em tal cenário, o papel das entidades representativas dos Especialistas ganha contornos que extrapolam em muito as tradicionais atividades sindicais e associativas. Torna-se imperiosa a organização da categoria e sua articulação em todos os níveis de atuação para enfrentar as forças por trás de políticas claras ou sub-reptícias de exclusão, silenciamento e imobilização dos Especialistas.

Nosso escopo é realizar uma reflexão sobre as minas explosivas que aguardam as entidades que a) atuam na representação sindical ou associativa, b) de trabalhadores, c) listados no art. 64 da LDB, d) na área da Educação, e) pública, f) em um Ente Federativo. São seis recortes de uma maquete que põe diante de todas e de cada uma delas frentes inevitáveis de atuação.

Impasses na formação, na composição das carreiras, no provimento de cargos, no respeito aos requisitos de atuação, na certificação, na recusa a realizar concursos, a cumprir com o Piso Nacional do Magistério, a negociar coletivamente e respeitar direitos dos dirigentes de entidades, a conceder Reajuste Geral Anual digno do nome e a pagar salários e benefícios em dia, todos devem ser encarados diariamente.

E, se, por vezes parecem enormes e intransponíveis, são eles os desafios que articulam e alimentam a história vitoriosa dos Especialistas, que, mirando nos exemplos dignos e notórios dos que os antecederam, se apresentam cotidianamente em cada recanto mais humilde dessa nação para cumprir seu papel de, como agentes públicos que são, propiciar as melhores condições para que cada criança, jovem ou adulto sob sua responsabilidade receba a Educação de qualidade social a que têm direito como cidadãos desse país.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar